Dicas simples e eficazes sempre são bem-vindas. Ainda mais quando estamos buscando informações de investimento. Nessa análise, você aprenderá as doze regras, “axiomas”, que foram utilizadas por investidores suíços nas mais diversas áreas.

Segundo Gunther, essas regras são um resumo de como os suíços, mesmo sem petróleo, sem carvão, sem agricultura e com clima e topografia inóspitos, alcançaram uma das maiores renda per capita do mundo. Bem, como conseguiram isso? Tornaram-se os apostadores mais espertos do mundo.

 

Sobre a obra

 

Os Axiomas de Zurique (do original em inglês The Zurich Axioms), escrito por Max Gunther e lançado originalmente em 1985, mostra como investir seu dinheiro, usando regras para aumentar o lucro e diminuir os riscos.

Este livro, um dos grandes sucessos de vendas de Max Gunther, possui em sua nova versão (2017) um total de 208 páginas. É dividido em doze capítulos que são os doze axiomas propriamente ditos, o que torna a leitura bastante objetiva.

Para adquirir a obra completa e ficar por dentro dos detalhes, clique no link: Os Axiomas de Zurique.

 

Sobre o autor

 

Max Gunther, anglo-americano nascido na Inglaterra em 1926, foi escritor e jornalista e tem acumulado mais de 20 livros publicados. Entre suas obras de sucesso, está o best-seller de finanças Os Axiomas de Zurique.

Max se mudou para os Estados Unidos quando seu pai, funcionário de um banco suíço, foi transferido para Nova Iorque para trabalhar como gerente da filial daquele banco. O pai de Max fazia parte de um clube de investimentos formado por suíços e foi desse grupo que os ‘Axiomas de Zurique’ vieram.

 

Esse livro é indicado para quem?

 

Talvez você esteja com a impressão de que esse livro possa ser usado por todo mundo. Mas não é bem assim. Max deixa claro que “[...] todo mundo quer ganhar, mas nem todos querem apostar, e é aí que reside uma diferença da maior importância. Muita gente, a maioria provavelmente, quer ganhar sem apostar.” Esta obra é sobre apostar para ganhar.     

 

Ideias principais

 

  • Arrisque-se. Acomode-se e você será pobre;

  • Um investidor sempre deve ser frio e racional;

  • Não insista no erro;

  • Ao menor sinal de que as coisas vão mal, desista do investimento;

  • Não acredite em ninguém que diz prever o futuro.

 

As ideias principais são aprofundadas em cada axioma. Em sua obra, Max Gunther exemplifica cada axioma com histórias reais, mostrando como cada um deles funciona na prática.

 

Overview: O primeiro grande axioma

 

Sobre o axioma do risco, Gunther diz que “a preocupação não é uma doença, mas um sinal de saúde. Se você não está preocupado, você não está arriscando o suficiente”.

O pai dele tinha uma regra que dizia que metade das sua renda deve ser aplicada em investimentos e especulação. Se o seu desejo é evitar a preocupação, saiba: você permanecerá pobre. A vida deve ser dinâmica, pois é isso que faz a vida valer a pena – arrisque-se.

 

Overview: O segundo grande axioma

 

O axioma da ganância fala sobre nunca demorar a “cair fora”, pois todos sabemos que não é fácil parar quando se está ganhando.

Segundo Max, se você dominar a ganância será melhor que a maioria dos investidores. Lembre-se: se a maioria perdeu e você ganhou, é um vencedor. Nunca seja dominado pela ganância.

 

Overview: O terceiro grande axioma

 

O axioma da esperança: ao contrário do anterior, esse é para quando as coisas vão mal. Um especulador não pode ser um torcedor, ele deve se basear somente na razão.

O autor diz “quando o navio começar a afundar, não reze, salte!”, pois o medo de admitir o erro não pode lhe atrapalhar. Por isso, não se agarre ao dinheiro investido, não espere o barco afundar, pule!

 

Overview: O quarto grande axioma

 

O axioma da previsão. Você já desejou ler o futuro? Provavelmente. E se o fizesse? Seria um homem rico? Com toda a certeza, certo? Se aparece um homem profetizando o que aconteceria na bolsa de valores no dia de amanhã, você pararia para ouvi-lo? A maioria das pessoas sim.

Esse axioma é simples: no mundo do dinheiro, ninguém tem a menor ideia do que acontecerá no futuro. Ninguém. Todas as previsões têm as suas possibilidades, mas a chance dela estar errada é maior.

 

Overview: O quinto grande axioma

 

O axioma dos padrões. Não há dúvida de que o mundo do dinheiro é um caos, sem ordem e totalmente sem padrão. Não perca seu tempo tentando achar padrões no mercado de ações.

Segundo Max Gunther, “é possível que esse axioma seja o mais importante. É o Axioma Imperial. Tendo-o absorvido, será suficiente para separá-lo do rebanho, afastá-lo da vala comum dos perdidos, dos perdedores cheios de esperanças vãs.”

 

Overview: O sexto grande axioma

 

Este axioma é sobre mobilidade. Quanto mais você procurar a sensação de estar confortável, estar familiarizado e cercado pelo antigo, menor será o seu sucesso.

Nunca hesite em deixar um empreendimento que deu errado, não se agarre a sentimentos de fidelidade e nostalgia. Essa é a mensagem aqui.

 

Overview: O sétimo grande axioma

 

O axioma da intuição. Só devemos considerar um palpite viável se ele tiver explicação. Quando você tiver um palpite, tente explicá-lo para você mesmo.

Você domina aquele assunto? Tem o conhecimento necessário para tal? Tem acompanhado de perto esse tema? Caso não, esse palpite não se baseia em fatos, esqueça-o. Ele é apenas fantasia.

 

Overview: O oitavo grande axioma

 

Esse axioma é sobre religião e ocultismo. Segundo o autor, “apoiar-se no sobrenatural tem o mesmo efeito que apoiar-se em previsões ou ilusões de ordem. Tem a capacidade de atraí-lo para um estado perigosamente despreocupado. Sejam quais forem suas crenças, Deus e outras forças sobrenaturais não devem ter nenhum papel a desempenhar em seu comportamento como investimento”.

 

Overview: O nono grande axioma

 

Otimismo e pessimismo, esse é o axioma de número nove. Não podemos ser otimistas no mercado de ações. No lugar disso, devemos ter confiança. Ela surge do uso correto do pessimismo. Não existe milagre, por isso aceite a realidade e lide com ela – evitá-la só o impedirá de chegar aos seus objetivos.

 

Overview: O décimo grande axioma

 

O axioma da maioria: já disse René Descartes “Não existe praticamente nada que tenha sido afirmado por um sábio e não tenha sido contraditado por outro. Contar votos não serve de nada. Em qualquer questão difícil, é mais provável que a verdade seja descoberta por poucos do que por muitos”.

Desconsidere a opinião da maioria, pense sobre a possibilidade por si mesmo e só aí tenha sua opinião. Não escolha um lado só porque a maioria o escolheu.

 

Overview: O décimo primeiro grande axioma

 

O axioma da teimosia. Se começou errado, não pode terminar bem. Não tente recuperar o investimento insistindo no erro. Não seja teimoso, pois essa atitude só irá lhe tomar tempo e dinheiro. Esqueça sentimentos como ego e vingança. Lembre-se: seja racional.

 

Overview: O décimo segundo grande axioma

 

Aqui estamos nós no último axioma. Já tem todos na cabeça? Uma indicação é que os relembre todo mês. Sem mais delongas, vamos ao último: o axioma do planejamento.

Você já deve ter escutado, em algum lugar, que é bom para nós fazermos planos a longo prazo. Quando fazemos isso, temos a sensação de ter a vida sob controle, ou seja, nos é tirada a necessidade de correr riscos.

Em vez de fazer isso, dê atenção aos eventos que se desenrolam no presente e, quando surgir uma oportunidade, siga-a. Quando surgir um risco, saia fora dele.

Segundo o autor, “só existe um plano financeiro a longo prazo de que você precisa: o plano de ficar rico. Tudo que você tem de saber é que irá conseguir, de um jeito ou de outro”.

 

Certo, mas como posso aplicar isso na minha vida?

 

Os axiomas são ensinamentos de investidores suíços que têm aplicabilidade em várias áreas, como comércio, negócios imobiliários e ações.

Lembrando que nenhuma análise crítica substitui por completo o livro, então, se você gostou das ideias apresentadas aqui, recomendo que faça a leitura do livro.

 

Gostou dessa análise?

 

O que achou da obra de Max Gunther Os Axiomas de Zurique? Deixe seu feedback para sabermos sua opinião e, assim, oferecermos sempre o melhor!

Se quiser se aprofundar mais no assunto, você pode aproveitar e adquirir o livro clicando no link abaixo:

 

 

Nota:
O conteúdo apresentado acima traduz a visão e análise crítica da nossa equipe de redatores, respeitando os fundamentos de propriedade intelectual no Brasil (artigo 8, inciso I).
Nenhuma parte do livro está sendo copiada. São conteúdos únicos e exclusivos, sempre dando créditos aos autores e indicando o link para aquisição da obra completa. A Voitto respeita o código de direitos autorais de acordo com o estabelecido na legislação brasileira, Lei número 9.610/98.
Este conteúdo é de propriedade exclusiva da Voitto e está protegido pela Lei de Direitos Autorais em seus artigos 46, I, (a) e em seu artigo 47, isto porque não se trata de reprodução e também não lhe implicam qualquer descrédito, pelo contrário, o direito moral é protegido e, como ressaltado anteriormente, o leitor recebe um link para adquirir a obra. É proibida a reprodução desse material sem a autorização da empresa.