Entenda como funciona a Análise de dados de Business Intelligence

Entenda como uma empresa pode utilizar o Business Intelligence para tomar melhores decisões por meio da coleta, tratamento e análise de dados.

Aléxia Fontes 29/09/2020 - 8 mins de leitura

Mesmo que o instinto empresarial ainda seja importante e presente nas gerências das empresas, já não se pode mais deixar as tomadas de decisão somente nas mãos dele.

Sendo assim, com a alta competitividade do mercado, são necessárias alternativas que sejam seguras e que ofereçam visões de estratégias mais rápidas e eficientes.

É nesse cenário que o Business Intelligence surgiu. Nesse artigo, você irá entender mais sobre esse conceito e como ele se aplica nos processos de gestão empresarial, além de conhecer outras alternativas que podem se alinhar a essa análise de dados.

Ao longo deste artigo você irá aprender:


  • O que é Business Intelligence?
  • Como funciona o Business Intelligence?
  • Passo a passo para usar o Business Intelligence
  • O profissional do Business Intelligence
  • Ferramentas de Business Intelligence
  • Business Intelligence e Big Data
  • Qual a diferença entre Business Intelligence e Data mining?

O que é Business Intelligence?


Inteligência de Negócios, ou Business Intelligence (BI), é uma tecnologia utilizada no gerenciamento de negócios para possibilitar insights e auxiliar nas tomadas de decisão de uma empresa, obtendo maior precisão.

Para isso, ele realiza a coleta de dados, tanto internos (prazos, metas, fluxo de produção etc), quanto externos (cenário econômico atual, concorrência, entre outros), posteriormente organiza e analisa esses dados e, ainda, possibilita seu compartilhamento e monitoramento.

Com tantos pontos de busca e grande quantidade de dados gerados atualmente, o Business Intelligence tem como objetivo justamente facilitar a leitura e interpretação dessas informações. Dessa forma, são identificadas oportunidades e possibilidades de desenvolvimento de novas estratégias.

Porém, vale lembrar que o Business Intelligence não é um software ou programa pronto. Sendo assim, é necessário o uso de alguma ferramenta para que o BI funcione por meio dela.

E uma incrível ferramenta de BI, usada por grande parte dos analistas da área, para aplicação da inteligência empresarial ou BI, é o Power BI. Portanto, é importante aprender BI para demonstrar resultados!

Qual empresa não quer um profissional que otimize o processo de armazenamento de todos os dados e informações da empresa? E, ainda por cima, que crie incríveis relatórios completos e de fácil acesso?


Capacite-se já e dê um salto na sua vida profissional


Aprenda Power BI para demonstrar resultados! Qual empresa não quer um profissional que otimize o processo de armazenamento de todos os dados e informações da empresa? E, ainda por cima, que crie incríveis relatórios completos e de fácil acesso?

Pensando nisso, a Voitto preparou para você o curso Introdução ao Power BI. Com ele, você será capaz de levar o conceito de Business Intelligence para sua empresa, inovar na análise de dados, conhecer abas, ferramentas e botões do software, importar, tratar e salvar uma base de dados de outros softwares e muito mais!

Ficou interessado? Então clique na imagem abaixo, use o cupom BLOG100 na página de Checkout e tenha acesso GRATUITO ao curso Introdução ao Power BI.


Como funciona o Business Intelligence?


Todo o volume de informações é armazenado em um banco de dados (Data Warehouse) para que o Business Intelligence faça a organização e análise deles. Ele monitora indicadores como custo total, margens de lucro, valores de mercado, entre outros.

Assim, é possível oferecer às empresas um Dashboard com planilhas, históricos, gráficos e relatórios baseados em evidências e dados encontrados.

Porém, o Business Intelligence é utilizado para fazer ligação entre informações e reflete apenas o passado dos dados. Dessa forma, não funciona com inteligência capaz de apontar a melhor solução e prescrevê-la. Os insights de como utilizar essas informações e a melhor tomada de decisão ficam a cargo do profissional de BI.


Passo a passo para usar o Business Intelligence


O passo a passo para começar a usar o Business Intelligence começa um pouco antes, com uma preparação:


  • Analise sua empresa: é necessária uma análise dentro da sua empresa para conhecer melhor suas prioridades e quais são suas demandas. Assim, não há perda de tempo em projetos que não aparecem em primeira instância.
  • Planeje: feita a análise da empresa, fica mais fácil focar nos principais parâmetros que o Business Intelligence deve analisar e quais funcionários irão participar do processo. Além disso, é bom estipular os recursos e o tempo para a implantação do BI.
  • Reaproveite as ferramentas: algumas ferramentas e plataformas são adaptáveis à implementação do Business Intelligence, como os softwares de ERP. A integração delas com o novo sistema (e entre si) irá facilitar e otimizar o processo.

Concluindo esses três passos de forma correta, o Business Intelligence pode começar a funcionar dentro da empresa. De início, para embasar a tomada de decisão, é feita a coleta e organização de dados e informações, identificando ligações e pontos comuns.

Após a identificação, toda a análise é mostrada de forma bem visual. É a partir dela que o gestor fará sua avaliação dos dados mostrados, observando a possibilidade de novas oportunidades e pontos que precisam de melhorias para montar uma estratégia.

Essa estratégia de negócio deve ser passada para toda a equipe e colaboradores por meio de mapas estratégicos e relatórios. Para verificar se foi uma boa escolha aplicar essa estratégia, são utilizados alguns índices como:


  • Satisfação do cliente
  • Margens de lucro
  • Produtividade.

Apesar de não prescrever métodos de solução, o Business Intelligence irá descobrir e apontar problemas que prejudicam o desenvolvimento da empresa e também investigar suas causas.

Finalmente, como todo processo de gestão, o monitoramento é essencial para dar continuidade ao processo. Assim, com a contínua avaliação das demandas e dos feedbacks da equipe, é possível traçar metas, avaliar os resultados obtidos e observar a evolução da empresa.


As principais vantagens de se utilizar o sistema de BI são: otimização do processo e maior segurança na hora de tomar decisões e elaborar estratégias. Dessa forma, é possível potencializar as operações dentro de uma empresa.

Por meio dos relatórios gerados, até mesmo no seu próprio celular, fica bem mais fácil e rápido tomar decisões em questões complicadas, onde o orçamento é fortemente afetado.

Assim, os rumos da empresa não seguirão caminhos com base em intuição e achismos, mas sim caminhos mais precisos e embasados, de forma inteligente e eficaz.


O profissional do Business Intelligence



Como já foi dito, o Business Intelligence não entrega nenhuma receita ao funcionário do que deve ser feito, ele o auxilia a enxergar oportunidades de negócios e tomar decisões de forma mais confiável.

Para reduzir os erros e encontrar as melhores soluções, é preciso que todas as informações encontradas e organizadas com o Business Intelligence sejam disponibilizadas à toda equipe de maneira integrada e que esses profissionais sejam capacitados para interpretá-las.

Sendo assim, é importante saber que as associações entre o que a base de dados oferece e o desenvolvimento de uma estratégia ficam a cargo dos profissionais que trabalham com o Business Intelligence.

Além disso, o aprendizado desses profissionais deve ser contínuo e sempre estimulado, pois a todo momento é necessário realizar diversas descobertas de maneiras completamente diferentes e entender como elas irão influenciar na sua gestão.

Cabe a ele unir as informações encontradas às necessidades de seus clientes, aproveitando dessa tecnologia para enxergar mais do que informações óbvias, sempre à frente do que é mostrado.


Ferramentas de Business Intelligence


Vale lembrar que o Business Intelligence não é uma plataforma e precisa de algum software para que possa funcionar por meio dele. Vou listar quatro das principais ferramentas utilizadas no mercado para o funcionamento do BI:


  • Microsoft Power BI: com ela é possível criar relatórios e painéis dinâmicos de forma bem rápida e simples. Também oferece a possibilidade de integrar diversas bases de dados, como planilhas e redes sociais.
  • Tableau: é uma plataforma de análise completa e flexível de Business Intelligence desenvolvida para atender às necessidades individuais dos usuários, mas pode ser escalonada para toda a empresa. Possui um sistema de arrastar e soltar que facilita a organização dos dados.
  • IBM Watson Analytics: possui duas versões: Plus e Professional, sendo que a segunda permite acesso de vários usuários. A empresa também conta com uma comunidade online e blogs oficiais disponibilizados pela IBM para buscar dicas.
  • Google Data Studio: é uma ferramenta gratuita e possibilita a conexão a outras fontes da própria empresa. Qualquer um que possui uma conta Gmail pode utilizá-la.

Business Intelligence & Big Data


Os dados encontrados pelo Business Intelligence são obtidos por meio de gráficos e relatórios e, por conta disso, são bem estruturados. Porém, o Big Data abre a possibilidade de ir além, trabalhando com dados não estruturados (como vídeos, posts de redes sociais, emails, etc).

Apesar de mais trabalhoso, utilizar o Big Data Analytics em conjunto com o Business Intelligence trará uma gama de novas informações ao processo, o que com certeza aumentará o número de novas possibilidades e a precisão dos resultados.

Contudo, para trabalhar dessa forma, é preciso que o profissional de gestão esteja mais preparado para interpretar esse novo mundo de informações, além do que se utiliza no Business Intelligence.


Qual a diferença entre Business Intelligence e Data Mining?


Apesar desses termos, dentro da gestão, parecerem iguais ou bem próximos, existem alguns pontos que diferenciam esses dois conceitos. Sendo eles:


  • Soluções: o Business Intelligence organiza e monitora os desempenhos dos indicadores, enquanto o Data Mining utiliza de algoritmos para uma análise estatística profunda a fim de encontrar padrões de comportamento de dados e pontos cegos da gestão.
  • Análise: utilizando o Business Intelligence, encontra-se apenas dados passados, sem previsões, e cabe ao seu profissional interpretá-las e ter insights. Já o Data Mining permite algumas predições e descobertas de padrões com inteligência computacional.
  • Resultados: são oferecidos dashboards pelo Business Intelligence com as informações encontradas. O Data Mining apresenta relatórios com recomendações prontas.
  • Objetivo: o foco do Business Intelligence se encontra no monitoramento de indicadores, enquanto o Data Mining foca na identificação de parâmetros e padrões no comportamento dos dados, criando novos indicadores para o BI.

O ideal é que a empresa e sua equipe reúna o Business Intelligence e o Data Mining para utilizá-los em conjunto e potencializar todo o processo de formação de estratégias.


Se você se interessou pelo Business Intelligence, tenho algo para te falar...


O mundo está cada vez mais dinâmico e as inovações e tendências da tecnologia não param de surgir!

Por isso, alinhar as expectativas para se adaptar à transformação digital é tão importante. Diante disso, a Engenharia não poderia ficar para trás, afinal, o avanço da tecnologia acarreta em novas ferramentas e estratégias para que os resultados na engenharia sejam ainda mais satisfatórios!

Por isso, não perca a oportunidade de aprender mais sobre esse assunto, clique na imagem:


Inscreva-se em nossa newsletter e acompanhe de perto todas as novidades

Voltar ao topo