Saiba o que é capacidade produtiva e qual é a sua importância para a indústria

Aprenda neste artigo o que é capacidade produtiva e como ela pode ajudar sua empresa a planejar melhor o fornecimento para os clientes.

Thiago Coutinho 05/04/2022 - 6 mins de leitura

Um dos papéis do Engenheiro de Produção é medir a capacidade produtiva de uma indústria.

Não é possível saber exatamente qual é a capacidade exata, porém é possível fazer estimativas precisas com base no histórico.

Ter este número ajuda a empresa na definição do planejamento estratégico e no planejamento de fornecimento para os clientes.

Deseja aprender mais sobre a capacidade produtiva? Continue lendo este artigo, separamos alguns tópicos para auxiliar seu aprendizado, sendo eles:

  • O que é capacidade produtiva?
  • Qual é a importância da capacidade produtiva?
  • Como definir a capacidade produtiva de uma indústria?
  • Aprenda mais com a Voitto!

Vamos à leitura?


O que é capacidade produtiva?


A capacidade produtiva é de maneira geral a quantidade máxima de produtos ou serviços que determinada companhia consegue produzir com os recursos disponíveis e em condições normais de trabalho, por um determinado período de tempo.

Em outras palavras, podemos dizer que ela é um número de produtos e serviços que a empresa consegue produzir em um período de tempo determinado.

Por exemplo, imagine que uma indústria automotiva consegue produzir no máximo 2 mil bicos injetores por dia, significa que ela possui uma capacidade produtiva de 14 mil bicos injetores por semana.

De prontidão, podemos pensar que quanto mais produção, melhor é. Mas não é bem assim que funciona… É necessário que o time de produção esteja alinhado com a demanda que a indústria possui. 

Sendo assim, a empresa irá conseguir uma melhor relação custo benefício e não terá gastos devido ao excesso de peças no estoque, obtendo uma produção enxuta.

Estoque em excesso nunca é bom, pois acarreta em custos, prejudicando o capital da empresa.

Algo importante a ser considerado, é que para realizar o cálculo da capacidade produtiva, não basta apenas considerar a estimativa de produção fornecida pelo fabricante do equipamento, é necessário também considerar outros fatores, como o tempo para:

  • Preparação de máquinas;
  • Paradas obrigatórias;
  • Manutenção, descontaminação e limpeza. 

A produção costuma separar a capacidade produtiva em 4 diferentes tipos, que são eles:

  • Capacidade instalada;
  • Capacidade disponível;
  • Capacidade efetiva;
  • Capacidade realizada.

Mais a frente vamos aprender como definir cada tipo com precisão.

Este conceito é de extrema importância dentro da indústria e também em empresas que vendem serviços, no tópico seguinte vamos explicar mais detalhadamente sobre sua importância.


Mas antes de seguirmos…veja só esse material incrível! 

Toda empresa necessita gerenciar bem os seus processos de produção e recursos com um planejamento que gere redução dos custos da organização, melhoria na qualidade dos produtos, velocidade e confiabilidade das entregas, bem como a flexibilidade do processo produtivo.

Portanto, o domínio das práticas de PCP é essencial a qualquer profissional, independente do negócio ou produto que esteja realizando. Pensando nisso, desenvolvemos o curso Fundamentos de Planejamento e Controle da Produção que te capacitará a:

  • Distinguir as etapas de um PCP.
  • Classificar o sistema produtivo de uma organização.
  • Avaliar os processos de uma empresa quanto aos objetivos de desempenho.
  • Relacionar a estratégia da organização com o planejamento da produção.
  • Entender os fatores críticos que influenciam a administração da produção

Ficou interessado? Clique na imagem abaixo, utilize o cupom BLOG100 na página de Checkout e tenha acesso GRATUITO ao curso Fundamentos de Planejamento e Controle da Produção!


Qual é a importância da capacidade produtiva?


Estimar a capacidade produtiva da sua indústria da maneira correta é uma ótima forma para estimar o desempenho financeiro da companhia.

É fundamental que a companhia saiba qual é a capacidade produtiva para criar a sua projeção de vendas e realizar o orçamento empresarial.

Vamos voltar ao exemplo anterior:

Imagine agora que a indústria automotiva produz cada bico injetor no valor de R$ 100,00. O planejamento estratégico da companhia fala que ela deseja obter um faturamento mensal de R$ 2.000.000,00. Desta maneira, será necessário fabricar 20.000 bicos injetores. A empresa consegue produzir essa quantidade?

Para saber isso, o time conversou com a produção e descobriu que a capacidade é de 18.000 peças, ou seja, a empresa tem capacidade de produzir 90% da projeção de vendas.

Bom, existem algumas alternativas para resolver este problema, elas vão desde usar o método ECRS com o objetivo de aumentar a produção até comprar máquinas e equipamentos novos, contratar mais pessoas e investir em mais tecnologia.

Também é possível diminuir a projeção de vendas, mas as empresas nunca gostam desta ideia!

Além disso, o conhecimento da capacidade de produção é útil para definir o cronograma de entrega de produtos, para que máquinas e trabalhadores possam trabalhar continuamente sem que as mercadorias permaneçam no estoque por muito tempo.

Lembra que falamos que iríamos ensinar como definir todos os tipos de capacidade produtiva existentes? Pois bem, chegou a hora!


Como definir a capacidade produtiva de uma indústria?


Existem alguns tipos diferentes para definir qual é a capacidade produtiva de uma indústria, vamos conferir quais são?


Capacidade produtiva instalada

Este tipo é hipotético e busca auxiliar a empresa na tomada de decisões.

Neste método, a empresa define qual é sua capacidade máxima de produção, desconsiderando as possíveis perdas de produção, paradas de máquinas, ou quaisquer outros problemas que venham a surgir.

Por exemplo, vamos supor que as máquinas conseguem produzir 100 peças por hora, sua capacidade instalada para um dia com 24 horas será de 2400 peças. Mas é claro que este cenário ideal é praticamente impossível de acontecer.


Capacidade produtiva disponível

A capacidade produtiva disponível se assemelha com a mostrada anteriormente, pois também não leva em conta qualquer tipo de parada ou outras perdas. Porém aqui, existe a preocupação em determinar realmente a capacidade disponível da empresa.

Imagine que a fábrica agora trabalhe 8 horas, a capacidade produtiva disponível seria de 800 peças.

Ainda assim seria praticamente impossível isso acontecer, pois inevitavelmente ocorrerão perdas no processo.

Na tentativa de diminuir as perdas, e aumentar a capacidade produtiva, a companhia pode investir na melhoria contínua dos processos de produção.


Capacidade produtiva efetiva

A diferença nesse caso é que existe um planejamento de tempo para perdas previsíveis, tais como manutenção, setup, try-out, troca de pessoal, amostragem, etc.

Vamos estimar que a fábrica possua uma perda previsível de 5% por dia, a capacidade produtiva efetiva da indústria seria de 760 peças por dia.

Uma maneira de diminuir as perdas previsíveis é investindo em indústria 4.0, pois assim os processos de setup e manutenção conseguem ser mais automatizados e rápidos.

Capacidade produtiva realizada

A capacidade produtiva leva em consideração aquelas perdas que não são previstas, como por exemplo, máquinas quebradas, ausência de operadores, queda de energia, problemas relacionados à qualidade, etc.

Para realizar este cálculo é interessante coletar dados do histórico da empresa e estimar para o cenário atual, vamos então dizer que agora a capacidade produtiva da nossa fábrica passou a ser de 730 peças por dia.

A internet das coisas dentro da indústria pode ser um forte aliado para diminuir a quantidade de perdas que não são previstas, principalmente aquelas de máquinas quebradas e problemas relacionados à qualidade.


Aprenda mais com a Voitto!


Se você quer experiência e prática para se tornar uma referência em Planejamento e Controle da Produção, nós temos a oportunidade para você: nosso curso de Formação de Especialistas em PCP!

Na formação, você terá acesso a 3 cursos que farão você entender o sistema de gestão operacional e como trazer bons resultados por meio do planejamento, controle e programação do fluxo produtivo.

Tá esperando o que? Inscreva-se na Formação de Especialista em Programação e Controle da Produção e aprenda métodos, práticas e ferramentas estruturadas para garantir maior qualidade e produtividade dentro de uma organização. 

Clique na imagem abaixo e tenha acesso a maiores informações sobre esse pacote!

Inscreva-se em nossa newsletter e acompanhe de perto todas as novidades

Voltar ao topo