Como promover Ações de Inclusão em sua empresa e praticar Diversidade Social!

Confira quais são os principais passos para se ter uma cultura inclusiva, conectá-la à diversidade e alcançar o bem estar dos colaboradores.

Paulo Augustinho 21/06/2022 - 5 mins de leitura

As pautas sobre diversidade e a inclusão têm tomado espaço nos veículos de comunicação atualmente e vem tornando-se pauta na agenda de executivos nas grandes corporações do mercado. 

Apesar disso, muitas organizações ainda ignoram o assunto, mesmo sendo de suma importância nas empresas contemporâneas. Também temos companhias que simplesmente se perdem e não sabem como tornar seu local de trabalho inclusivo.

Não é somente fazer o recrutamento e seleção de pessoas negras, LGBTQIA+ ou Pessoa Com Deficiência (PCD) e alocá-las de qualquer jeito em sua cultura organizacional achando estar praticando a diversidade e inclusão. Vai muito além!

Confira a seguir os principais tópicos abordados neste artigo:

  • Entenda a Diferença entre Diversidade e Inclusão;
  • O que é a Cultura de uma Empresa?
  • Quais são as Vantagens ao se ter um Ambiente Inclusivo?
  • Como criar uma Cultura Inclusiva?
  • Aprenda a Desenvolver Colaboradores!

Vamos lá!


Entenda a Diferença entre Diversidade e Inclusão


Podemos entender por diversidade no mundo corporativo a pluralidade de pessoas neste meio e respeito de suas diferentes origens, orientação sexual, gênero, idade, crenças, entre outros aspectos. 

Já a inclusão significa proporcionar locais onde pessoas diversas possam trabalhar, serem reconhecidas e ouvidas. Bem como, ter acesso a oportunidades com equidade.

Embora a empresa possa ter um ambiente diversificado, não necessariamente será inclusivo. Fazer a contratação de pessoa pertencente à comunidade LGBTQIA+ (diversidade), mas não possuir uma cultura que dê voz, segurança física, emocional ao contratado (o que seria inclusão) não significa nada. 

Por isso, a cultura inclusiva precisa ser trabalhada muito antes de a entidade direcionar esforços no recrutamento e seleção visando um ambiente de trabalho diverso. 


O que é a Cultura de uma Empresa?


A cultura de uma empresa ou cultura organizacional são expectativas, experiências, políticas, além de valores, missão, visão e regras que norteiam as condutas de um grupo. Cada empresa deve apresentar uma cultura singular.

É ela quem move toda a estrutura do negócio, independente de seu segmento. Construir diversidade e inclusão é fundamental nos tempos atuais, para que as pessoas possam sentir-se apoiadas e valorizadas.

Além disso, avaliar a cultura organizacional pode ajudar na adoção de novos direcionamentos, novas maneiras de relacionamentos entre os membros. Com isso, a instituição tende a fortalecer seu posicionamento no mercado, abraçar a diferença sem negligência a inclusão e alavancar seus resultados frente à concorrência.  


Quais são as Vantagens em se ter um Ambiente Inclusivo? 


Em uma sociedade diversa, um mercado de trabalho inclusivo, apesar de não ser “obrigatório”, salvo caso especificado em lei, toda organização tende a obter bons resultados ao praticar com seriedade essa ação.

Contudo, muitas companhias ainda desconhecem as vantagens de se ter um ambiente inclusivo. Da mesma forma, deixam passar os benefícios que colaboradores, sociedade e empresa podem usufruir.  

Fazem parte de um ambiente inclusivo:

  • Local de trabalho diverso mais acolhedor;
  • Maximização dos lucros organizacionais;
  • Colaboradores mais valorizados;
  • Atração e retenção de talentos;
  • Maior produtividade.

Com isso, ficam evidentes os impactos positivos que empresas inteligentes podem proporcionar através da introdução adequada dos indivíduos nas tarefas diárias em sua companhia.

Embora gostaríamos que a inserção das pessoas tivesse prioridade em todos os negócios, sabemos que há muito a se falar e implementar a este respeito.


Como criar uma Cultura Inclusiva?


Sabemos ser possível alterar a cultura organizacional, mas nenhuma mudança neste sentido acontece da noite para o dia, assim como as ações de diversidade e de inclusão. Até porque a cultura é a alma da organização e qualquer alteração por menor que seja trará impacto em todo o empreendimento.

Nesse sentido, as lideranças têm papel fundamental para articular e implementar aos poucos os novos procedimentos visando uma cultura inclusiva. Contudo, toda força de trabalho precisa ser conjunta com os membros do grupo, pois estes precisam também desencadear velhos hábitos.

Aqui estão algumas formas de criar uma ambiente inclusivo em sua empresa:


Capacite seus colaboradores 

Não é difícil encontrarmos principalmente nas mídias sociais candidatos, PCDs, por exemplo, relatando sua insatisfação com a participação em dado processo seletivo, no qual o entrevistador não soube lidar com sua deficiência. 

Desse modo, o candidato não performa no processo de seleção, por não ter acessibilidade ideal para expor suas vivências e competências profissionais, o que consequentemente leva a sua reprovação.

Por esse motivo, investir na capacitação não somente dos profissionais da área de recrutamento e seleção, mas de toda a organização vai possibilitar com que essas pessoas aproveitem as oportunidades e sinta-se inserida, respeitada, desde o envio do currículo até sua admissão e durante toda a permanência na empresa.


Tenha Pessoa representando a Diversidade e Inclusão

Já mencionamos a importância de toda a liderança se envolver na construção da nova cultura, mas neste grupo precisa-se também de uma ou mais pessoas que vivenciam uma cultura diversa e inclusiva e sabem os meios mais eficazes para que o projeto saia do papel. 

Esses aliados irão compartilhar suas próprias experiências, o que vai possibilitar uma assertividade maior na estruturação da nova personalidade da empresa. Eles vão acelerar toda a estratégia de mudança, ajudando tanto a organização como seus membros, a entender o novo legado organizacional diverso e inclusivo.


Comunicação Inclusiva

Seja no manual de normas da companhia até um simples comunicado no grupo de WhatsApp da empresa, precisa-se manter o respeito aos diferentes grupos de pessoas. A comunicação interna ou externa deve ser inclusiva.

Algumas palavras inadequadas, gestos que remetem a gênero, orientação sexual ou deficiência, por exemplo, podem excluir, machucar e afastar colaboradores. Portanto, a linguagem predominante deverá ser a inclusiva, demonstrando respeito a todos independente de suas características e origens. 


Escuta Ativa 

Podemos compreender como escuta ativa o real interesse de ouvir e entender o que o outro tem a dizer. Essa prática nas instituições consiste em dar importância àquilo que os colaboradores têm a relatar, sem reprimi-lo.

Ações fidedignas neste sentido, dar voz aos “menos favorecidos”, que passarão a ter sentimento de pertencimento, segurança e importância na relação de empregado com empregador.

Portanto, ouvir seus colaboradores vai ajudá-lo a entender o que está funcionando ou aquilo que necessita ser melhorado. Todavia, uma empresa não tende avançar rumo a uma cultura inclusiva sem um canal aberto, genuíno para seus funcionários. 


Aprenda a desenvolver colaboradores!

Você é empreendedor, já passou pelos trâmites burocráticos de abrir o seu negócio e precisa começar a operar?

Ou é um profissional que tem vontade de trabalhar com Recursos Humanos, mas não sabe como começar?

No Curso de Estruturação de Sistema de Recursos Humanos, você irá aprender sobre a agregação de pessoal, com análise de perfil, entrevistas, contratação; passando pelo processo de aplicação de pessoal; compensação das pessoas, como quais benefícios oferecer; até o processo de manutenção de pessoal.

Este curso vai te auxiliar em todas as atividades de um setor de Recursos Humanos! Inscreva-se já e inicie a construção do seu império!

Inscreva-se em nossa newsletter e acompanhe de perto todas as novidades

Voltar ao topo