O programa Seis Sigma surgiu em 1987, na Motorola. Nessa época, o método por ele utilizado era somente um: o DMAIC. Após o Seis Sigma atingir o sucesso por conta de sua eficiência, inúmeras empresas também começaram a utilizá-lo – a General Electric foi uma delas.

Para aumentar sua competitividade no mercado, a GE adotou o Seis Sigma como sua principal estratégia gerencial.

Então, a seguinte questão foi levantada: usamos o DMAIC para melhorar o desempenho de nossos processos e produtos, mas quando precisarmos lançar e/ou remodelar novos processos e produtos, a qual método devemos recorrer?

O método foi elaborado com base nos princípios e fundamentos já empregados pelo Seis Sigma, assim surgiu o DMADV - considerado como uma extensão do programa comumente denominada de DFSS (Design For Six Sigma).

Isto é, para projetar um novo produto ou um novo processo - e até mesmo para melhorá-los através de uma remodelagem, caso não fosse possível alcançar as necessidades propostas com o uso do DMAIC - a GE contava com este novo método.

 

O DMAIC e o DMADV, então, eram utilizados em conjunto pela GE?

 

Sim, exatamente isto!

Vamos supor a seguinte condição: você tem uma empresa de cosméticos, ou seja, neste caso, o giro de lançamento de produtos geralmente é alto.

Para melhorar seus processos e produtos já existentes, você utiliza o método DMAIC; agora, para atender novas expectativas e necessidades de clientes e consumidores com novos produtos e com maiores capacidades de produção, você emprega o DMADV.

 

E como funcionam o DMAIC e o DMADV?

 

DMAIC

 

As etapas do DMAIC são: Definir (Define), Medir (Measure), Analisar (Analyse), Melhorar (Improve) e Controlar (Control).

Esta metodologia empregada pelo programa Seis Sigma – e hoje também Lean Seis Sigma – busca elevar efetivamente o desempenho de um processo e de um produto através do uso estruturado de ferramentas analíticas, enxutas e da qualidade, de maneira totalmente quantitativa e mensurável.

Leia mais: Método DMAIC - o que é e como funciona?

Na fase Definir, o escopo do projeto é elaborado, assim como as suas metas são definidas; na fase Medir, os dados e informações sobre o processo ou produto são coletados e mensurados; na fase Analisar, as causas raízes são descobertas e priorizadas; na fase Melhorar, as soluções de melhoria são encontradas e implantadas; e por fim, na fase Controlar, os resultados obtidos são confrontados com os esperados e ações de correção e prevenção são desenvolvidas.

 

DMADV

 

As etapas do DMADV são: Definir (Define), Medir (Measure), Analisar (Analyse), Desenhar (Design) e Verificar (Verify).

Esta sistemática metodologia adotada pela extensão do programa chamada de Design For Six Sigma (DFSS) tem como objetivo facilitar o aumento de giro de lançamento de novos produtos da empresa no mercado.

Ela também desenvolve, com forte apelo a técnicas estatísticas e de engenharia, a remodelagem de um processo, quando o aumento de desempenho gerado pelo DMAIC já não é mais suficiente para atender a demanda.

Na fase Definir, o novo produto ou processo a ser projetado é identificado e interpretado; na fase Medir, as necessidades dos clientes envolvidos são traduzidas e mensuradas; na fase Analisar, ideias e novas possibilidades são explanadas e priorizadas; na fase Desenhar, testes e experimentos em pequena e, depois, larga escala são realizados e o projeto ainda mais detalhado; na fase Verificar, os testes devem ser validados e o lançamento de um novo produto ou processo finalizado.

 

Interessou-se pelo Lean Seis Sigma e quer aprender mais?

 

A Voitto oferece o curso online e gratuito de White Belt em Lean Seis Sigma. Através deste treinamento, você poderá conhecer um pouco mais sobre a inovadora metodologia gerencial adotada por inúmeras companhias de sucesso no mundo todo.

Caso queira ir ainda longe, você pode conferir qual a melhor certificação para o seu caso, como também os 5 motivos para você buscar a sua capacitação!