O que é Engenharia Agrícola?
Qual a diferença entre Agronomia e Engenharia Agrícola?
Curso de Engenharia Agrícola
Softwares que auxiliam na Engenharia Agrícola
Aprenda agora o básico do Excel!
Onde um engenheiro agrícola pode trabalhar?
Engenharia Agrícola na sociedade
Onde estudar engenharia agrícola?
Grade curricular do curso de Engenharia Agrícola
Qual é o salário de um engenheiro agrícola?
Quero ser um Engenheiro Agrícola!
Quer entrar na área da engenharia?

Descubra a Engenharia Agrícola: sua importância e diversas atuações

Conheça sobre a Engenharia Agrícola, interface entre a engenharia e agricultura que estuda, pesquisa e implanta tecnologia no ambiente rural.

Aléxia Fontes
Por: Aléxia Fontes
Descubra a Engenharia Agrícola: sua importância e diversas atuações

Com a chegada da era digital e tecnológica, a engenharia agrícola se tornou uma grande aliada no setor primário, esta se propõe a ser uma mão na roda para uma melhor eficiência na resolução de problemas técnicos e concretos, assim como toda área de engenharia, mas focada no setor agro.

Ele veio preencher a lacuna na implementação de sistemas, modernizando atividades antes repetitivas, manuais e ineficientes do âmbito rural, como na implementação de máquinas, para maior produtividade.

Ao complementar com as vastas extensões de terra e um clima adequado para diversas plantações, é fato que a agricultura no Brasil é, há tempos, uma das bases da economia do país, tornando-a uma área muito promissora.

Assim, com as grandes revoluções tecnológicas, surgiu a necessidade do desenvolvimento de novos sistemas e aparelhos que dessem suporte a um setor com tanto potencial, fazendo da Engenharia Agrícola uma carreira de grande destaque no mercado de trabalho atual.

Interessado nesse curso? Nesse artigo você verá:

  • O que é Engenharia Agrícola?
  • Qual a diferença entre Agronomia e Engenharia Agrícola?
  • Curso de Engenharia Agrícola;
  • Softwares que auxiliam na Engenharia Agrícola;
  • Onde um Engenheiro Agrícola pode trabalhar?
  • Engenharia Agrícola na sociedade;
  • Onde estudar Engenharia Agrícola?
  • Grade curricular do curso de Engenharia Agrícola;
  • Qual é o salário de um Engenheiro Agrícola?

O que é Engenharia Agrícola?

A Engenharia Agrícola é a ponte entre a engenharia e a agricultura, ou seja, a área que estuda, pesquisa e implanta a tecnologia voltada para as criações e lavouras.

Confira a nossa série de Engenharias aqui no blog da Voitto para conhecer os outros segmentos dessa área e estar mais confiante na escolha de sua carreira!

Assim como em outras engenharias, tem como objetivo otimizar processos e potencializar recursos aplicando os conhecimentos de mecânica, elétrica e civil de uma maneira mais específica para o ambiente rural. Mas então, o que a diferencia das demais? Vale mesmo a pena investir na carreira? Veja mais no vídeo abaixo!

Qual a diferença entre Agronomia e Engenharia Agrícola?

A Engenharia Agrícola está relacionada aos processos mecânicos da agricultura, a exemplo técnicas de equipamentos e manutenção de máquinas. Já a Agronomia é voltada para as etapas e práticas de agricultura em si, como plantio.

Curso de Engenharia Agrícola

Você já se perguntou o que se estuda em engenharia agrícola? A formação básica do curso superior de Engenharia Agrícola, nos dois primeiros anos, envolve disciplinas da Física, Matemática, Biologia e Química, com ênfase nas duas últimas.

Depois, iniciam-se as matérias de engenharia agrícola mais específicas, como você verá abaixo.

Grade curricular Engenharia Agrícola

  • Topografia / Planimetria;
  • Tecnologia dos Materiais;
  • Tratores e Motores;
  • Mecânica dos Solos e Fundações;
  • Agrometeorologia;
  • Sensoriamento Remoto;
  • Armazenamento de Produtos Agrícolas;
  • Energização de Sistemas Agroindustriais;
  • Física do Solo e Conservação do Solo e Água.

Na grade, também temos diversas disciplinas voltadas para ética e meio ambiente, já que a profissão lida com a utilização de vários recursos naturais.

Além disso, faz parte da graduação o estágio obrigatório e o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

Softwares que auxiliam na Engenharia Agrícola

Na Engenharia Agrícola, alguns softwares são utilizados tanto pelos formandos quanto pelos profissionais da área. A exemplo deles, temos:

  • MAQCONTROL: realiza uma estimativa do custo operacional de máquinas agrícolas. Nele, encontram-se os custos fixos e variáveis, como as despesas com depreciação, juros, seguros e manutenção.
  • QGIS: é uma multiplataforma de sistema de informação geográfica (SIG) que permite a visualização, edição e análise de dados georreferenciados. Apresenta diversas ferramentas e um código aberto para programação de acordo com as necessidades do usuário.
  • GeoFielder: voltado para agricultura de precisão, ele possibilita a geração de mapas que refletem a situação da lavoura, maior precisão nos processos de vistoria e controle de execução de atividades, deslocamento e localização.

Consegue perceber a importância de softwares para a sua (futura) atuação?

Aprenda agora o básico do Excel!

Como toda profissão, não seriamos nada sem os diferentes softwares que ajudam a eficiência e organização do nosso dia a dia, e você sabe manusear aquele que é quase pré-requisito em todas as áreas?

Não perca tempo e se atualize com o curso de Introdução do Excel da Voitto. Você aprenderá desde formatação de células até a compreensão das tabelas dinâmicas.

Quer mais um incentivo? É só usar o cupom BLOG100 para começar a se capacitar gratuitamente!

Curso Introdução ao Excel


Assim, fica mais fácil para você se preparar e também para entrar com tudo no curso de engenharia que escolher!

Onde um engenheiro agrícola pode trabalhar?

O engenheiro agrícola cuida de todas as etapas de produção agrícola. Utiliza de seus conhecimentos para desenvolver tecnologias que potencializam os processos e auxiliam na utilização de recursos de forma sustentável.

Dessa maneira, o engenheiro agrícola se faz necessário nos seguintes campos de atuação:

1. Armazenamento e Processamento de Produtos Agrícolas

Essa área se estende a todos os processos da cadeia produtiva dos produtos agrícolas, incluindo a colheita, transporte, limpeza, secagem, controle de qualidade e armazenamento.

Há também um foco no desenvolvimento e difusão de tecnologias e inovações para potencializar e otimizar a produção em todas as suas etapas.

2. Construções Rurais e Ambiência

Aqui, o engenheiro agrícola determina e especifica as dimensões de estruturas, a forma de utilização, os materiais necessários para as construções de açudes, barragens, sistemas de irrigação e drenagem, estufas, entre outras instalações de sistemas de produção animal e vegetal.

Realiza o orçamento de construções e da elaboração de cronograma físico-financeiro, assim como o planejamento, projeto e execução de habitações rurais e agrovilas.

Além disso, faz o controle de poluição das estruturas para tratamento de resíduos orgânicos rurais, manejo de dejetos e saneamento rural.

3. Energia na Agricultura

Cabe ao profissional que trabalha na área buscar soluções para problemas no que se refere à gestão de recursos energéticos (energia elétrica) no meio rural.

Realiza atividades como: aproveitamento de pequenas quedas d'água, instalações elétricas domiciliares, cálculo de demanda e distribuição elétrica na fazenda, dimensionamento de alimentadores, contato com concessionárias de eletrificação rural e proteção contra descargas atmosféricas na fazenda.

4. Mecanização Agrícola

O trabalho do engenheiro agrícola aqui é a realização de projetos de otimização e a construção de máquinas e equipamentos agrícolas que serão empregados no preparo do solo, plantio, cultivo, na colheita, no transporte e manejo de produtos.

Também atua na automação de máquinas agrícolas, mecanização da pequena propriedade, implementação de máquinas agrícolas, energização rural e mecânica de solos agrícolas.

5. Meteorologia Agrícola

Nesse ramo da meteorologia, o estudo é focado nos elementos meteorológicos e nas atividades agropecuárias. Aqui, ele irá quantificar as exigências hídricas para dimensionar e manejar os sistemas de irrigação.

Realiza projetos de otimização de conforto térmico das instalações agrícolas e das condições de umidade do ar para a determinação do tempo de secagem dos grãos.

6. Recursos Hídricos e Ambientais

O engenheiro agrícola faz, nessa área, a gestão dos recursos naturais, incluindo a avaliação, criação e implementação dos projetos de irrigação e conservação da água e solo de bacias hidrográficas.

Participa dos projetos de estruturas hidráulicas para a acumulação, captação, elevação e condução de água. Também atua no controle da poluição e dos impactos ambientais utilizando ferramentas tecnológicas para o tratamento de resíduos gerados nas atividades agroindustriais.

Engenharia Agrícola na sociedade

São diversos os problemas que preocupam a nossa sociedade atualmente em relação, principalmente, ao meio ambiente e à fome. Entre eles, temos a melhor utilização dos recursos naturais disponíveis e o plantio em regiões com condições inadequadas.

Segundo a SBEA (Associação Brasileira de Engenharia Agrícola), é grande a contribuição da Engenharia Agrícola na sociedade com o desenvolvimento da tecnologia da área focada na sustentabilidade.

No âmbito dos problemas hídricos que as plantações enfrentam foi desenvolvido um tipo de semente que é tolerante à seca.

Dessa forma, em regiões onde há pouca ou nenhuma irrigação, essa semente consegue resistir melhor à chuvas limitadas e irregulares.

Além desse, outros exemplos são o plantio direto e a agricultura de conservação.

O primeiro é um sistema de manejo do solo em que a palha e restos de outras culturas são mantidos no solo para sua preservação, e o segundo é um tipo de agricultura que visa a melhor utilização do solo, procurando aumentar sua fertilidade.

Com isso, a tecnologia do meio agrícola segue progredindo para gerar um menor impacto ambiental e auxiliar em uma produção de qualidade que melhor utiliza os recursos naturais necessários.

Onde estudar engenharia agrícola?

Para encontrar as melhores instituições que oferecem a Engenharia Agrícola, utilizamos as avaliações CC, CPC e ENADE, que são realizadas pelo Ministério da Educação (MEC). Assim, com universidades credenciadas, há uma maior segurança na hora de escolher o lugar certo. Veja algumas opções!

  • Universidade Federal de Lavras (UFLA);
  • Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC);
  • Universidade Federal de Campina Grande (UFCG);
  • Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT);
  • Universidade Federal de Viçosa (UFV).

Estas universidades possuem notas altas nos quesitos apresentados, porém, apenas a UFLA ganhou nota máxima (5) em todas as avaliações.

Mas, se você já possui alguma instituição em mente e gostaria de saber sobre as avaliações do curso de Engenharia Agrícola que ela oferece, acesse o portal e-MEC (no site, vá em Consulta Textual para mais informações).

Nesse site você poderá ter acesso a diversas faculdades de engenharia agrícola. Não deixe de ver!

Grade curricular do curso de Engenharia Agrícola

Dependendo da faculdade escolhida, as cargas horárias e a grade curricular podem mudar, mas, como dito anteriormente, este curso foca na parte técnica de maquinário e sistemas instalados nas plantações como o  hidráulico. Além de ambiental e plantio, então as variações sempre estarão dentro desse âmbito como:

  •  Meio Ambiente e Desenvolvimento 
  • Geometria Descritiva
  • Cálculo
  • Mecânica
  • Topografia
  • Física
  • Estatística
  • Algoritmos e Programação
  • Princípio de Ciência do Solo

E muitos mais, então fique atento e procure as respectivas matérias da universidade que deseja cursar!

Qual é o salário de um engenheiro agrícola?

Você já se perguntou quanto ganha um engenheiro agrícola? Para muitos, o salário é um ponto determinante na hora de escolher a carreira, mas para outros, nem tanto.

No entanto, é sempre bom a gente ter uma ideia desses valores para ter uma noção, não é?

Salário Engenharia Agrícola

Aqui no Brasil, a Lei 4.950/A, de 22 de abril de 1966 determina o salário mínimo dos profissionais de Engenharia, Arquitetura, Química e Agronomia. Assim, têm-se os seguintes salários conforme a jornada de trabalho.

  • Jornada de 6 horas: 6 salários mínimos
  • Jornada de 7 horas: 7,25 salários mínimos
  • Jornada de 8 horas: 8,5 salários mínimos

Porém, fatores como o porte da empresa, sua localização e o nível de experiência do profissional influenciam no valor do salário que encontramos no mercado.

Nas empresas, os níveis relacionados à engenharia são:

  • Trainee: até 2 anos no cargo
  • Júnior: de 2 a 4 anos
  • Pleno: de 4 a 6 anos
  • Sênior: de 6 a 8 anos
  • Master: mais de 8 anos.

O site Salário disponibilizou uma pesquisa de 119 salários de amostra com a média salarial real dos engenheiros agrícolas.

Segundo esses dados, a média salarial gira em torno de R$4.428,13. Com uma carga horária média de 43 horas, de acordo com o CBO 2221-05, a faixa de valores fica entre R$ 3.675,00 e R$ 10.820,70.

Quero ser um Engenheiro Agrícola!

No Brasil, o agronegócio é explorado em todas as regiões, com ênfase na região Centro-Oeste, que emprega por volta de 70% dos profissionais do ramo no país. Sendo assim, fica claro que o mercado de trabalho para o engenheiro agrícola é abrangente e promissor.

Agora que você sabe o que faz um engenheiro agrícola e quanto ganha e se interessou pelo curso, vale a pena investir nessa carreira!

Quer entrar na área da engenharia?

Mencionamos tudo que você precisa saber sobre a profissão de engenharia agrícola, agora resta saber se essa é a sua área!

Se sim, aqui vai uma dica essencial para você: método DMAIC.

Vindo com o intuito de Definir, Medir, Analisar, Melhorar (Improve) e Controlar, este modelo poderá trazer melhorias e ser o diferencial no seu currículo!

Aprenda a reduzir custos, além de otimizar processos, tudo dentro da metodologia ágil! Isso é um dos primeiros passos para qualquer área da engenharia!

Acesse agora o nosso curso de White Belt em Lean Seis Sigma e lembre-se atualmente não basta um certificado de graduação, mas sim experiência de trabalho e conhecimento das ferramentas mais utilizadas na área.

Curso White Belt em Lean Seis Sigma

Aléxia Fontes

Aléxia Fontes

Graduanda em Engenharia Mecatrônica no Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais. Participou de estudo voluntário na parte de programação, aprofundando no ambiente de desenvolvimento integrado Code Composer Studio (CCS). Bolsista nos projetos "Estudo do Processamento de Sinais de Sensores Aplicados à Navegação de Veículos Autônomos" e "Construção de um robô móvel de baixo custo baseado em Sistema Operacional de Robôs (ROS)", durante um ano. Possui certificação nos cursos de Produção de Conteúdo Web e Marketing de Conteúdo. Estagiária na área de Pesquisa e Desenvolvimento do Grupo Voitto.

Conteúdo relacionado

QUER RECEBER CONTEÚDO VIP?

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.

Respeitamos sua privacidade e nunca enviaremos spam!

Voitto.com.br

© Copyright 2008 - 2023 Grupo Voitto - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.