Advinda da Engenharia Mecânica, no Brasil, a Engenharia de Petróleo surgiu inicialmente como mestrado, doutorado e depois como pós-graduação na UNICAMP. Logo, a área veio ganhando força pela necessidade de profissionais capacitados na exploração de petróleo e gás natural.

Dessa forma, a profissão de engenheiro de petróleo ganhou seu destaque, principalmente se tratando dos recursos abundantes que o país guarda.

Sendo assim, se você está à procura de uma carreira a seguir e tem interesse na área e em ciências exatas, dê uma conferida na Engenharia de Petróleo!

 

O que é Engenharia de Petróleo?

 

A Engenharia de Petróleo é a área da engenharia especializada em todos os processos voltados para a cadeia produtiva dos hidrocarbonetos (óleo ou gás natural).

Sendo assim, cabe ao engenheiro de petróleo planejar e supervisionar a logística das operações de exploração, produção, refino, transporte e comercialização do petróleo.

Além disso, faz avaliações de viabilidade técnica e econômica e realiza estudos geológicos e de mineração para garantir a melhor forma de extração de combustíveis fósseis.

 

 

Sobre o curso de Engenharia de Petróleo

 

As disciplinas básicas do curso superior de Engenharia de Petróleo são voltadas para Física, Química, Matemática e também Programação, com ênfase nas duas primeiras. Porém, passados os dois primeiro anos, começam as matérias mais específicas do curso, por exemplo:

 

  • Química do Petróleo;

  • Ciência dos Materiais;

  • Geologia do Petróleo;

  • Petrofísica;

  • Fundamentos da Perfilagem;

  • Engenharia de Reservatórios;

  • Engenharia de Produção de Petróleo;

  • Mecânica das Rochas;

  • Analise de Risco Ambiental;

  • Métodos Geofísicos.

 

Nos últimos períodos do curso, o graduando deverá realizar o estágio obrigatório e também o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

 

Softwares que auxiliam a Engenharia de Petróleo

 

Como nas outras engenharias, a Engenharia de Petróleo também se dispõe de vários softwares para auxiliar o trabalho do estudante e, principalmente, do profissional da área. Entre elas:

 

  • Petro-SIM: realiza o planejamento e monitoramento, permitindo comparações em tempo real de planos, dados reais e simulações. É uma plataforma de simulação para processos de refinaria e petroquímica de upstream, midstream e downstream.

  • Multiflash: é um pacote de PVT (pressão, volume, temperatura) e propriedades físicas, que permite a modelagem completa do comportamento de fase de misturas complexas e substâncias puras.

  • SAP Petróleo e Gás: o software SAP oferece solução de gestão das atividades do projeto, como a produção e distribuição de hidrocarbonetos, assim como a visibilidade de todo o processo.

  • RMS: esse software participa de um pacote abrangente de produtos que auxilia na análise e simulação das etapas de todo o processo. Oferece modelagem petrofísica, correlação entre postos, simulação de reservatórios, mapeamento, entre outras funções.

 

O que é upstream, midstream e downstream?

 

No geral, a indústria petrolífera se divide em upstream, midstream e downstream, mas o que isso significa?

 

Upstream

 

Essa é a fase inicial, onde são realizadas as buscas, identificações e também a localização das fontes de óleo. Aqui, também é feito o transporte até as refinarias e o processamento do óleo extraído. Ou seja, exploração, perfuração e produção.

 

Midstream

 

Posteriormente, a matéria-prima que foi extraída será transformada em um produto derivado do petróleo, como gasolina, óleos lubrificantes e diesel, por exemplo. Nesse caso, temos as atividades de refino do petróleo.

 

Downstream

 

Após o refino, tem-se a parte logística do processo. Nessa fase, acontece o transporte dos produtos da refinaria até os locais de consumo. Ou seja, seria o transporte, distribuição e comercialização dos derivados do petróleo.

 

Áreas de Atuação da Engenharia de Petróleo

 

Dentro das fases de upstream, midstream e downstream, o engenheiro de petróleo tem como campo de atuação as áreas de:

 

Prospecção de jazidas

 

Aqui, o engenheiro de petróleo é responsável por planejar a exploração em busca de novos reservatórios e estimar a capacidade de produção dos mesmos. Também realiza o estudo e mapeamento físico do local para análise de possibilidades.

 

Extração de petróleo

 

Nessa área, são definidos quais serão os processos de extração e as técnicas de exploração, decidindo os locais onde serão feitas as perfurações. Cabe ao profissional executar a retirada com o menor prejuízo ambiental e com o menor custo.

 

Transporte e distribuição de petróleo

 

Nesse ramo, é feito o planejamento, desenvolvimento e implementação dos projetos de transporte e distribuição do petróleo e seus derivados, desde o local de extração até as refinarias.

 

Além disso, essa área também abrange o transporte e a distribuição do produto final que sai da refinaria para as indústrias.

 

Refino

 

O trabalho feito nas refinarias garante, através de uma série de processos físicos e químicos, o aproveitamento do potencial energético do petróleo. A decomposição é realizada, pois sem a separação dos seus componentes, o petróleo em si possui pouco valor comercial.

 

Comercialização

 

Compreende ao profissional da área os serviços de comercialização do petróleo e de seus derivados.

 

Desenvolvimento de equipamentos

 

Finalmente, o engenheiro de petróleo especializado nesta área é responsável por projetar e inspecionar a produção de novos equipamentos que serão utilizados nas refinarias, plataformas e petroquímicas.

 

Engenharia de Petróleo na sociedade

 

Apesar de ser uma fonte não-renovável, a disponibilidade dos recursos provenientes dos hidrocarbonetos faz com que o petróleo ainda tenha uma importante participação na matriz energética mundial.

Sendo assim, a extração torna-se uma atividade de destaque no país, mantendo o ciclo de exploração de jazidas de petróleo ativo.

Em relação à execução de processos petrolíferos, é preciso que sejam devidamente supervisionados, de forma rigorosa, pois qualquer falha pode causar danos enormes ao meio ambiente.

 

Universidades que oferecem Engenharia de Petróleo

 

Agora, se você está pensando em cursar Engenharia de Petróleo, precisa conhecer os melhores cursos que são oferecidos pelas faculdades do Brasil. Em primeiro lugar, a instituição deve ser certificada pelo Ministério da Educação (MEC).

O Guia do Estudante selecionou as 4 melhores universidades do país no curso de Engenharia de Petróleo:

 

 

Porém, para conhecer mais instituições e suas notas nas avaliações do MEC (ENADE, CPC e CC), acesse “Consulta Textual” no portal e-MEC.

 

Salário

 

Agora que você já sabe o que é a Engenharia de Petróleo, onde estudar e onde pode atuar, deve estar se perguntando, “e o salário?”. Calma, já vou responder essa pergunta.

No Brasil, temos a Lei 4.950/A, de 22 de abril de 1966, que especifica o salário mínimo dos profissionais de Engenharia, Arquitetura, Química e Agronomia. E pela Lei mencionada:

 

  • Jornada de 6 horas: 6 salários mínimos

  • Jornada de 7 horas: 7,25 salários mínimos

  • Jornada de 8 horas: 8,5 salários mínimos   

 

Contudo, fui à procura do blog Love Mondays para chegar a valores mais reais de salários dos profissionais de Engenharia de Petróleo. Lá, temos dados de quem participa efetivamente no mercado de trabalho, divulgados por engenheiros que participam do blog.

Por esse meio, encontrei como média salarial do engenheiro de petróleo o valor de R$ 15.104,00, sendo que a maior faixa se encontra entre os valores de R$ 10.172,00 e R$ 15.196,00. Foram postados 45 salários até o momento dessa publicação.

Aqui, algumas das empresas listadas no blog e seus respectivos salários na área:

 

  • Petrobras: R$ 16.958,00

  • Schlumberger: R$ 14.100,00

  • Petrobras Distribuidora: R$ 13.100,00

  • Halliburton: R$ 12.400,00

 

Porém, é claro que a região onde se localiza a empresa, o seu porte e o nível de experiência do profissional são fatores que influenciam (e muito!) no valor do salário.

Cargos de engenharia nas empresas:

 

  • Trainee: até 2 anos no cargo;

  • Júnior: de 2 a 4 anos;

  • Pleno: de 4 a 6 anos;

  • Sênior: de 6 a 8 anos;

  • Master: mais de 8 anos.

 

As melhores oportunidades estão nas refinarias, petroquímicas e nas indústrias petrolíferas localizadas no sudeste (São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo).

 

Se interessou pela Engenharia de Petróleo?

 

 

Bem, depois de conhecer os detalhes sobre a graduação e a profissão de Engenharia de Petróleo, é hora de você decidir se essa é a carreira que deseja seguir!

O mercado para a área é favorável no país e no mundo. Além disso, as universidades vem recebendo incentivos até mesmo privados para que o padrão de qualidade se estabeleça e o curso cresça ainda mais.

Porém, se você ainda não está decidido, confira a nossa série de Engenharias que sai toda semana aqui no blog da Voitto!

Ah, e não se esqueça de deixar o seu feedback contando sua experiência quanto à escolha da sua carreira e se você gostou do artigo. :)

 

Dica Bônus

 

Essa é pra quem realmente já está pensando no futuro e já quer começar a se organizar! O curso de Introdução ao Excel vai iniciar a sua capacitação e te oferece ferramentas que podem te auxiliar a estruturar seu horário de estudo.

 

 

Assim, fica mais fácil para você se preparar e também para entrar com tudo no curso de engenharia que escolher!