O fee mensal é uma estratégia adotada por centenas de agências de publicidade e profissionais autônomos da área da comunicação para auxiliar no fechamento de projetos e na estabilidade financeira do negócio.

No entanto, ao definir adotar um fee mensal em seu negócio, é preciso desenvolver uma estratégia que deverá ser utilizada com atenção e cautela, já que você estará criando um vínculo maior com o seu cliente.

Caso contrário, este processo pode causar malefícios e complicar o seu processo de trabalho e o seu nome no mercado de trabalho.

Por entender a importância e complexidade deste tema, preparamos este artigo com todas as informações para você entender melhor o que é um fee mensal e como implementá-lo de maneira assertiva. Confira os tópicos a serem abordados:

  • O que é o Fee Mensal?

  • Vantagens do Fee Mensal;

  • Tipos de Fee Mensal;

  • Diferenças entre Fee Mensal e Job a Job;

  • Como definir o Fee Mensal?

Vamos lá?

 

O que é o Fee Mensal?

 

O fee mensal é uma estratégia desenvolvida por agências de comunicação para o pagamento de determinado pacote de serviços. Em outras palavras, ele não deixa de ser a mensalidade contratada pelo cliente para a prestação de um determinado serviço.

Dessa forma, a agência e o cliente se beneficiam com uma relação criada sob medida e pensada de maneira personalizada para todas as suas demandas.

Levando em consideração que o fee mensal tem um caráter individual, os clientes costumam pagar por um valor acordado antes do início do projeto.

Esses valores, inclusive, costumam variar de acordo com o volume da demanda e o complexidade de serviços.

Um ponto muito importante ao utilizar dessa estratégia é ter conhecimento das suas finanças para auxiliar na tomada de decisão e realizar uma boa administração, se você não sabe por onde começar, nos indicamos o Curso de Fundamentos Essenciais da Gestão Financeira.

Nesse curso você terá todos os conhecimentos necessários para realizar uma boa administração financeira e os fundamentos essenciais para controlar as finanças do seu negócio.

Para entender o que é Gestão Financeira e os seus desafios, clique no botão abaixo e comece seus estudos.

Curso de Fundamentos Essenciais da Gestão Financeira

 

Vantagens do Fee Mensal

 

Uma vez implementado, o fee mensal garante alguns benefícios à agência e ao profissional autônomo. Entre eles, podemos listar alguns como:

  • Facilidade na prospecção de clientes;
  • Praticidade para criar e enviar orçamentos;
  • Entrega de resultados mais agilizados;
  • Padroniza os serviços;
  • Possibilita adaptabilidade para médio e longo prazo;
  • Garante renda recorrente;
  • Melhora o fluxo de caixa;
  • Antecipa crises;
  • Difere das demais agências tradicionais.

 

Tipos de Fee

 

Além do fee mensal fixo, existem outros dois tipos de fee: o fee mensal + job e o fee mensal + comissão.

Os três modelos acabam tendo características únicas e são indicados para momentos diferentes tanto do cliente, como do seu negócio.

Por isso, entender o que eles representam e como adequar o melhor modelo para cada tipo de consumidor é essencial para garantir a lucratividade diante dos serviços prestados. 

 

Fee Mensal fixo

O tipo mais usado costuma ser o fee mensal fixo, já que ele se refere ao modelo de trabalho em que o planejamento e a entrega dos serviços mensais são estabelecidas entre a agência e o cliente.

Este tipo de fee é indicado em algumas situações distintas, como:

  • Agências que pretendem modificar sua forma de executar os seus serviços;
  • Agências que procuram por uma forma de prospecção imediata;
  • Negócios que buscam estabilidade financeira através de um contrato fixo de prestação de serviços.

 

Fee Mensal + Job

O fee mensal + job funciona de forma semelhante ao primeiro tipo, porém, conta com um valor de acréscimo por serviços adicionais que venham a acontecer durante o mês.

Dessa forma, cada tipo de job feito conta com um valor agregado que é somado ao fee mensal, como é o caso de serviços gráficos ou investimento em produção de filmagens.

Esse modelo, inclusive, pode ser recomendado para agências que trabalham com uma alta variedade de serviços e, justamente por isso, precisam precificar de maneira mais organizada o seu trabalho.

 

Fee Mensal + Comissão

O fee mensal + comissão é um tipo também muito utilizado porque a estratégia precifica sobre serviços de terceiros.

Sendo assim, jobs muito complexos, como elaboração de filmes ou ainda a confecção de catálogos, passam a terem um valor mais alto por envolverem um número maior de profissionais.

 

Diferenças entre Fee Mensal e Job a Job

 

Como você deve ter percebido, existem algumas diferenças marcantes entre a precificação de um serviço através do Fee Mensal e do Job a Job.

Basicamente, o fee mensal garante um pensamento a médio e longo prazo para o negócio, já que você cria um vínculo e uma estratégia de longo prazo para trabalhar com este cliente. 

Enquanto o modelo de job a job, os valores cobrados são destinados apenas para a conclusão de um tipo de projeto, de maneira quase que imediata. 

Por exemplo, se o cliente precisa de um vídeo específico, ele pode fazer a contratação apenas desta produção, enquanto o fee mensal, se torna algo fixo, certo.

 

Como definir o fee mensal?

 

Por se tratar de uma contratação personalizada, o valor do fee mensal também precisa ser analisado de maneira individual, levando em consideração alguns fatores essenciais para evitar a fadiga e o prejuízo financeiro e gasto de tempo desnecessário.

Por isso, separamos 5 dicas que, certamente, irão te ajudar na hora de precificar o valor dos seus serviços ao disponibilizar a opção de fee mensal para o seu cliente. 

 

1. Precifique o seu tempo

 

Este item, costuma ser um dos mais polêmicos, já que muitos profissionais não sabem como ou quanto cobrar pela hora trabalhada

No cálculo do fee mensal, é preciso levar em consideração o tempo gasto para desempenhar cada tarefa para que assim, você consiga ter um panorama melhor sobre o seu tempo de serviço diante de determinada tarefa.  

Além disso, é essencial que você estabeleça um valor mínimo ao seu tempo. Assim, você garante que, indiferente aos serviços escolhidos pelo cliente, a agência sempre mantenha o seu faturamento.

 

2. Considere todas as despesas

 

Antes de definir o valor final do seu fee mensal, considere todos os custos da sua agência ou negócio, principalmente, os fixos que impactam nos processos operacionais.

Caso tenha dúvida, os gastos fixos são aquelas contas que chegam todos os meses, sem apresentar uma uma grande variável no valor, como contas de luz, água, internet, plano de celular corporativo, entre outros.

 

3. Avalie todas as etapas do projeto

 

Outra dica essencial para a sua estratégia funcionar, é avaliar todas as etapas de entregas necessárias, e se certificar de que tudo pode ser feito no tempo hábil.

Por exemplo, quantos processos essa tarefa consiste? Quantas pessoas precisarão ser envolvidas para que o resultado final seja concluído?

Sendo assim, é fundamental você como empreendedor tenha tudo isso mapeado para conseguir precificar o fee mensal da melhor maneira possível.

 

4. Urgência na realização do job

 

Um bom fee mensal também leva em consideração a urgência em relação à entrega e à expectativa do cliente.

Ou seja, quanto maiores as exigências e o prazo de entrega do serviço, maiores são as possibilidades de precificar o serviço com um ticket médio mais alto, já que você precisará encaixar o projeto no meio de um fluxo pré determinado.

Afinal, qualquer negócio já se deparou com uma demanda urgente, e muitas agências e profissionais autônomos, não enxergam nestes casos uma boa possibilidade para conseguir precificar o seu tempo de trabalho, conforme falamos anteriormente.

 

5. Conheça qual é a precificação do mercado

 

Além de tudo isso, para que você consiga precificar um fee de maneira efetiva, é essencial que conheça o seu mercado de atuação e os valores aplicados pelos concorrentes, sejam eles regionais ou virtuais.

Isso garante que você não cobre muito abaixo de uma tabela e não valorize o seu trabalho, como também não faz com que você deixe de perder trabalhos por conta de valores extremamente altos.

 

E agora, quer aprender como gerenciar seus ganhos?

 

Se você está começando agora neste ramo, buscar o equilíbrio é a melhor maneira de começar montar um fee mensal.

Agora, se você já está consolidado no mercado, e deseja trabalhar com um nicho de mercado mais específico, vale a pena aumentar o ticket médio, para que, justamente, consiga ser reconhecido pelos clientes que você deseja atingir.

E pensando nisso, preparamos o Curso de Gestão Financeira e Análise de Investimentos para que você saiba como controlar gastos e realizar uma boa administração financeira pessoal e do seu negócio.

Nesse curso, você irá aprender todos os conceitos e fundamentos sobre finanças e ainda será capaz de entender quais os indicadores financeiros e o passo a passo para realizar investimentos.

Clique no botão abaixo e saiba mais.

Curso de Gestão Financeira e Análise de Investimentos