O mercado está cada vez mais se parecendo uma selva. Seja por colaboradores, clientes ou oportunidades, as empresas estão sempre competindo entre si. Apenas o mais forte e perspicaz será capaz de se sobressair sobre os concorrentes e ter destaque naquele segmento.

Nesse contexto, novas abordagens surgem e se popularizam. As primeiras empresas que começam a utilizá-las podem sair na frente e assumirem o trono ou a liderança. A Gestão de Alta Performance pode ser o diferencial que a sua empresa estava procurando.

Essa abordagem é  muito conhecida na Europa e Estados Unidos, chegou ao Brasil e tem se popularizados nos últimos anos.

Para ficar mais fácil para absorver  os principais conceitos, decidimos separar esse conteúdo em alguns tópicos:

  • O que é a Gestão de Alta Performance (GAP)?
  • As vantagens da sua implantação;
  • 5 passos para aplicar na sua empresa.

Antes de mais nada, vamos mergulhar nesse tema incrível!

 

O que é a Gestão de Alta Performance (GAP)?

 

A Gestão de Alta Performance é conhecida também pela sigla GAP no nosso país e considerada uma abordagem que pode ser aplicada na forma de liderança de qualquer organização. Ela prevê que seja extraído o melhor de cada colaborador, aumentando assim a produtividade de toda a empresa.

Ao seguir a GAP, o líder deve atuar como uma espécie de mentor ou coach do seu time, conhecendo as principais características de cada liderado, podendo assim  posicionar estrategicamente cada um dos seus recursos de acordo com  a situação vivenciada.

Para facilitar o controle desses atributos e também analise mais completa da performance de cada funcionário, desenvolvemos para você a Planilha GRATUITA de Avaliação de Desempenho por Competências.

Não perca tempo e baixe agora clicando no botão abaixo!

Planilha de Avaliação de Desempenho por Competências

Agora que você já tem mais essa incrível ferramenta, confira os principais benefícios que a Gestão de Alta Performance pode trazer para a sua empresa.

 

As vantagens da sua implantação

 

Nesse tópico, decidimos trazer as principais vantagens da Gestão de Alta Performance caracterizadas por três pilares principais:

 

Colaboração

Uma das principais características das equipes de alta performance é forma colaborativa como ela trabalha. Esse ambiente impacta diretamente em entregas de qualidade e solução de problemas com rapidez, afinal, um time integrado é capaz de se comunicar melhor e também complementar o trabalho de cada setor com conhecimentos multidisciplinares.

 

Produtividade

Outra característica comum da implantação da Gestão de Alta Performance é o aumento significativo de produtividade. Cada colaborador consegue ser melhor aproveitado e também faz com que suas melhores características e competências sejam utilizadas de forma estratégica.

 

Qualidade

O terceiro pilar da Gestão de Alta Performance é a melhoria da qualidade dos serviços ou produtos entregues pela empresa. Isso pode ser explicado pela diminuição da necessidade de retrabalho e também pelo aumento do foco nos resultados entregues.

Depois de ter visto essas vantagens, temos a certeza que você já está pensando em como implementá-la, não é? Não se preocupe, é o que veremos a seguir.

 

5 passos para aplicar na sua empresa

 

Nesse tópico, separamos cinco quesitos que deveriam ser implementados em sua organização para que a Gestão de Alta Performance seja atingida. Confira:

 

1. Equipe

 

A escolha de um equipe de alto desempenho  é, sem dúvidas, o momento crucial e que tornará a implantação de cada um dos passos a seguir muito mais simples.

Para isso, é necessário que você tenha um processo de seleção bem fundamentado e completo, que consiga ir além de somente atrair bons candidatos e sim que permita uma boa avaliação das soft e hard skills que o cargo necessita.

 

2. Planejamento

 

Ter um planejamento preciso é algo que faz a diferença em qualquer organização. Ele é responsável por preparar a empresa para enfrentar imprevistos e também para alcançar os resultados desejados.

É fundamental para a Gestão de Alta Performance que a equipe conheça os planos de ação que o líder traçou para a empresa. Assim, eles conseguiram colaborar e também direcionar suas atividades para funcionarem como apoio para que os objetivos sejam alcançados.

 

3. Relacionamento

 

Como dissemos anteriormente, o líder deve trabalhar bem próximo de sua equipe e atuar como um mentor. Para isso, é preciso que o relacionamento com o time seja saudável e amigável.

Esse relacionamento é algo importantíssimo para que o clima do ambiente corporativo seja propício para aumentar a inovação, a criatividade e a motivação. 

 

4. Recursos

 

Muitas empresas trabalham com um orçamento apertado e não tenham os melhores recursos disponíveis no mercado. No entanto, é importante que o líder deixe claro os motivos de não conseguir fornecer as ferramentas naquele momento e mostre que continua tentando atender aquelas necessidades em um futuro próximo.

Se for possível, proporcione sempre treinamentos, capacitações e tecnologias, assim a busca e entrega de melhores resultados é impulsionada.

 

5. Plano de crescimento

 

A Gestão de Alta Performance é um sistema de longo prazo e que requer que as lideranças da organização se comprometam com o aumento gradual das metas e também de benefícios para os funcionários.

Assim, eles conseguiram se sentir parte daquilo e assim facilitar a elaboração de um propósito dentro da empresa.

 

Dica Bônus

 

Como você pôde perceber durante a leitura desse artigo, a implantação da GAP é muito dependente da figura do líder capacitado para exercer uma gestão empresarial completa.

Pensando nisso, preparamos um curso especial de Liderança para Gestores. Com ele você será capaz de identificar seu perfil de liderança para alinhá-lo com sua equipe, desenvolver sua Inteligência Emocional e a da sua organização, liderar a implantação de uma cultura ágil e muito mais.

Aproveite essa oportunidade e acesse agora!

[CURSO DE LIDERANÇA PARA GESTORES]