Para que uma empresa possa funcionar com o desempenho maximizado, é essencial que ela tenha uma estruturação empresarial eficiente e adequada ao perfil da organização, seja ela baseada em uma gestão horizontal ou vertical.

Mas, como escolher entre as duas? Para responder a essa pergunta, neste artigo abordaremos as vantagens e desvantagens da gestão horizontal e da gestão vertical, além de mostrar alguns exemplos de empresas que adotam cada um dos modelos.

Para isso, estruturamos as informações da seguinte forma:

  • O que é a gestão empresarial e qual a sua importância?

  • O que é Gestão Horizontal? Quais são as suas vantagens e desvantagens?

  • O que é Gestão Vertical? Quais são as suas vantagens e desvantagens?

  • Diferenças entre os modelos de gestão horizontal e vertical;

  • Qual a melhor gestão para a sua empresa?

Vamos lá?

 

O que é a gestão empresarial e qual a sua importância?

 

A gestão empresarial é a estratégia utilizada para organizar e comandar uma empresa, de modo a conduzi-la para os objetivos propostos desde sua criação.

Esta estratégia envolve:

Um modelo de negócio que não possui uma gestão empresarial definida tende a sofrer muito na caminhada para o progresso.

Então, para te ajudar a não sofrer no gerenciamento das empresas, você pode fazer o download gratuito do nosso KIT de Planilhas de Gestão Estratégica! O kit conta com 10 planilhas que tem como objetivo ajudar a definir e gerenciar as melhores estratégias para o seu negócio! Para baixar é só clicar na imagem abaixo.

 

Kit de Planilhas de Gestão Estratégica

 

Agora, para que você possa manter sua organização no caminho do sucesso, vamos conhecer os dois modelos: a gestão horizontal e a gestão vertical. 

 

O que é Gestão Horizontal?

 

A gestão horizontal é um formato de estrutura organizacional menos hierárquico, nela os funcionários têm mais autonomia na tomada de decisões importantes para a empresa. Pois, as decisões em uma estrutura horizontal são tomadas em conjunto, com ampla participação dos colaboradores em todos os momentos.

Este modelo de gestão oferece a liberdade para que o colaborador contribua da melhor forma que encontrar, buscando soluções baseadas em seus conhecimentos e sendo responsável por tomar suas própria decisões.

Sendo assim, empresas que trabalham com a gestão horizontal tendem a investir mais em talentos e capacitação, dando total importância e responsabilidade ao colaborador.

Além disso, colaboradores tendem a reportar diretamente a uma só pessoa, diminuindo também a burocracia de comunicação das empresas.

Com tarefas bem delegadas e definidas, as equipes podem se tornar autogerenciadas, o que aumenta ainda mais a velocidade de execução e decisão.

 

Vantagens da Gestão Horizontal

A gestão horizontal tem em uma das suas principais vantagens o dinamismo e as novas oportunidades que podem surgir de ideias de colaboradores. Os funcionários podem ser sentir tão envolvidos com o projeto que o ajudam constantemente a melhorar. 

Alguns outros pontos podem ser destacados como vantagens desse modelo de gestão:

  • Profissionais mais motivados;

  • Criação de equipes autogerenciadas;

  • Menor custo com eliminação de cargos de gerência;

  • Menor burocracia no acesso a informações e tomada de decisão;

  • Profissionais mais resilientes devido aos desafios diários;

  • Capacitação constante em liderança dos colaboradores.

 

Desvantagens da Gestão Horizontal

A principal desvantagem da gestão horizontal está relacionada ao fato de que os colaboradores podem se sentir perdidos em relação ao cumprimento de tarefas, por isso esse modelo deve ser bem alinhado. Além disso podemos citar outras dificuldades de implementação:

  • Dificuldade de aplicação em grandes empresas;

  • Necessidade alta de manter o time alinhado;

  • Alinhamento com os gerentes para uma nova visão de liderança;

  • Necessidade de profissionais com capacidades interpessoais e intrapessoais melhor desenvolvidas;

  • Manter o alto nível de responsabilidade e comprometimento com as atividades entre os colaboradores;

Entre as empresas que aplicam o modelo de gestão horizontal podemos citar: Google, Tesla e empresas menores sem a necessidade de departamentos.

Tanto o Google quanto a Tesla investem em profissionais de alto nível, com capacidades que vão além de seu conhecimento técnico, de modo a terem condições de determinar o que é melhor para a empresa dentro de seu departamento.

Com isso, estas grandes empresas possuem times capazes em todos os setores, diminuindo a necessidade do CEO ser o responsável por todas as decisões para a criação de novas soluções.

A vantagem da gestão horizontal para as grandes empresas é o dinamismo, já que os processos possuem menos burocracia e mais mão na massa, além da ampla comunicação entre os setores.

Geralmente este modelo de gestão é indicado para empresas menores, em que os papéis e responsabilidade de cada funcionário podem ser definidos com maior facilidade.

 

O que é Gestão Vertical?

 

A Gestão Vertical é um modelo de gestão composta por níveis hierárquicos bem definidos, na qual grande parte dos colaboradores executam suas funções sem questionar decisões, que são tomadas por seus chefes.

Além disso, as empresas que adotam a verticalização da gestão podem ser consideradas menos inovadoras, visto que todas as ideias partem dos cargos mais altos, impossibilitando a discussão de novas ideias e a análise de novas perspectivas trazidas por colaboradores.

Este modelo é o mais conhecido e é bastante utilizado em diversas empresas, por ter sucesso comprovado ao longo do tempo.

Este tipo de gestão empresarial possui também cargos bem definidos e isso quer dizer que os salários, local de trabalho e tudo que define os níveis hierárquicos de uma organização entram no pacote.

O modelo vertical é um pouco arcaico, por ter essa visão de cima para baixo nas organizações, mas em alguns casos, pode ser a melhor solução para ter controle do time e das operações de negócios.

 

Vantagens da Gestão Vertical

Entre as vantagens da gestão vertical para as empresas podemos destacar:

  • Melhor controle das ações dos funcionários;

  • Mais fácil alinhamento entre chefes e colaboradores;

  • Time menos disperso, com responsabilidades bem definidas.

 

Desvantagens da Gestão Vertical

A maioria das empresas já consolidadas no mercado atualmente possui um modelo de gestão vertical. Este modelo é bastante indicado para grandes empresas, principalmente aquelas que já cresceram com cargos de hierarquia bem definidos.

Alguns dos exemplos de empresas de gestão vertical são: XP Inc., Banco Safra, Ambev, Grupo Cimed.

 

Diferença entre os modelos de gestão horizontal e vertical

 

Por meio das definições dos modelos de gestão horizontal e vertical já é possível identificar as diferenças entre eles. Mas, a atenção para algumas dessas diferenças pode ser essencial na hora de decidir entre um dos modelos de gestão.

Por isso, destacamos três aspectos que os diferenciam e que mais afetam o trabalho nas empresas.

 

1. Tomada de decisão

 

No modelo vertical quem toma a decisão são os chefes, e o colaborador só executa. Já no horizontal, todos têm autonomia para decidir o que é melhor para a empresa dentro do seu departamento.

 

2. Comunicação interna

 

No modelo vertical existe uma comunicação verticalizada, sem muita discussão de ideias. Já no horizontal, a comunicação é ampla para estimular a contribuição de conhecimento entre os colaboradores.

 

3. Hierarquia e organização

 

Enquanto o modelo vertical propõe a criação de cargos bem definidos, o horizontal acredita que todos podem contribuir para melhorias, sendo necessário, no entanto, uma maior atenção para que o time não se disperse.

 

Qual o melhor modelo de gestão para a sua empresa?

 

Com todas as informações acima, fica mais fácil analisar a melhor opção de gestão para a sua empresa. Sendo assim, qual a melhor para a sua organização?

Bem, se você ainda não conseguiu se decidir entre a gestão horizontal e vertical, existem fatores importantes a serem pensados como a cultura organizacional, o perfil dos gestores e as características do seu negócio, que podem te ajudar a tirar essa dúvida final.

Vamos te mostrar como fazer isso.

 

Cultura organizacional

Você vai precisar analisar qual o tipo de cultura quer que a sua empresa siga. A gestão horizontal cultiva valores como trabalho em equipe, liderança e paixão pelo negócio, enquanto a vertical preza pelo respeito à hierarquia, crescimento, entre outros atributos.

 

Perfil da liderança

É preciso analisar também qual é o perfil dos gestores da sua empresa. Você acha que eles são capazes de tomar as melhores decisões para a empresa ou possuem o perfil de gestores com facilidade de manter o time alinhado e motivado?

 

Características do negócio

A forma como a sua empresa atua no mercado também é um quesito a ser analisado na hora de definir o tipo de gestão. Entenda também qual é o perfil dos colaboradores, situação da relação entre as pessoas e problemas recorrentes.

 

O que mais é preciso para construir uma empresa de sucesso?

 

Analisar a sua empresa, conhecer mais sobre o seu negócio e as pessoas que contribuem para o seu crescimento é fundamental para saber qual é o tipo de gestão mais adequado.

Por isso, recomendamos que você defina sua missão, visão e valores e conheça cada um de seus trabalhadores para que, só assim, saiba definitivamente qual o modelo de gestão é mais adequado para a empresa.

Mas, definir o modelo de gestão empresarial é apenas um passo para a construção de grandes negócios. Para que uma empresa cresça de maneira sustentável é preciso que sua estratégia de negócio seja bem construída e acompanhada de modelos de gerenciamento e controle.

Ainda não sabe como fazer isso? Então, não deixe de conhecer nosso Curso de Formação Empreendedora! Nele você vai aprender todos os passos que envolvem a criação de uma empresa, desde a criação de um MVP até o controle e gerenciamento do negócio!

Para saber mais sobre o curso é só clicar no botão abaixo!

Curso de Formação Empreendedora