Os desafios encontrados na hora de criar um produto são inúmeros. Isso porque, normalmente, existem diversos caminhos para seguir. O Lean Inception é o método que vai solucionar esse problema.

O conceito de Lean Inception foi criado a partir de projetos que utilizam do método RUP, Processo Unificado Rational, e, assim, Paulo Caroli pensando em formas de facilitar os processos, juntou o RUP com a metodologia Lean.

Gostou deste conceito? Para você que quer entender tudo sobre o Lean Inception, dá uma olhada nos tópicos que vamos abordar nesse artigo:

  • O que é Lean Inception?

  • Método Lean Inception: como funciona?

  • O workshop Lean Inception;

  • Ferramentas do Lean Inception;

  • Para quem o Lean Inception é indicado?

E aí, vamos lá?

 

O que é o termo Lean Inception?

 

O termo Lean Inception é a combinação da metodologia Lean Startup com uma etapa do Rational Unified Process (RUP), traduzido por Processo Unificado Rational. E pode ser definido como um método que ajuda as empresas e as pessoas para criar um novo produto

O Lean Inception é uma capacitação de uma equipe feita para alinhar um grupo de pessoas, no qual colocam em pratica um ciclo de atividades para que seja possível a construção de um Produto Mínimo Viável (MVP).

O conceito Lean Inception surgiu a partir das experiência do Paulo Caroli, sendo o autor do livro best seller “Lean Inception: Como Alinhar Pessoas e Construir o Produto Certo”.

Paulo Caroli é bacharel em informática e mestre em Engenharia de Software, pela PUC, e em seu livro ele relata todo o seu conhecimento e desafios ao adotar o Lean Inception em empresas.  

Para entender melhor sobre como funciona o Lean Inception é necessário entender cada método que o compõe e o que eles tem a oferecer.

 

Rational Unified Process (RUP)

O RUP, Processo Unificado Rational, é um método criado pela Rational Software Corporation, durante os anos 90, baseado na Unified Modeling Language (UML), em português, Linguagem de Modelagem Unificada.

O processos envolvidos no RUP são desenvolvidos pensando em uma forma de aproximar o cliente com a equipe de desenvolvimento do produto, sempre visando a produtividade do projeto. As práticas do RUP são:

  • Desenvolvimento iterativo;

  • Gerenciamento por requisitos;

  • Arquitetura em componentes;

  • Modelos visuais;

  • Foco em qualidade;

  • Controle na mudanças.

Algo soa familiar para você? Sim, estamos falando de uma metodologia ágil semelhante ao Scrum, com princípios e práticas parecidos. A diferença é que  o RUP possui uma forma de documentação mais completa e demorada em relação ao Scrum.

Se você ainda não conhece o Scrum e quais são as práticas e os princípios envolvidos nesse framework, te apresento o Curso de Introdução ao Agile Scrum, que é ideal para você se capacitar.

Nesse curso você será capaz de compreender quais os princípios do Scrum, como é o desenvolvimento dos eventos e os artefatos do Scrum e com o auxílio de exemplos práticos, você vai entender como implantar o Scrum. Clique no botão abaixo e comece agora!

Curso de Introdução ao Agile Scrum

Agora que você já garantiu seu curso, vamos entender de onde surgiu a palavra Inception.

O método RUP possui uma estrutura de trabalho dividida em 4 fases e cada uma possui um objetivo no desenvolvimento do projeto. As fases são Inception (ou Criação), Elaboration (ou Elaboração), Construction (ou Construção) e Transition (ou Transição). 

Como o objetivo nesse artigo é compreender o que significa o Inception e o que ele tem a agregar ao Lean Inception, vamos focar em entender o que é abordado apenas no Inception.

 

Inception

A fase Inception, que traduzido para o português significa criação, tem como objetivos definir os propósitos, a arquitetura e realizar o planejamento dos processos do projeto. Para determinar todas essas etapas é preciso realizar entrevistas com os stakeholders.

Sabendo de onde vem o termo inception do Lean Inception, só ficou faltando o Lean, não é mesmo? Então, vamos lá.

 

Lean Startup

 

O Lean Startup tem origem do livro “A Startup Enxuta” escrito por Eric Ries. Sua obra é fundamentada na insatisfação do Lean Manufacturing e, por isso, criou um novo modelo de negócio direcionado para startups.

O modelo de uma startup enxuta compreende todos os caminhos para um trabalho de inovação e para a criação de um negócio sustentável. 

Nesse contexto, para a criação de uma projeto, Eric Ries percebeu que uma startup sempre traz novos  aprendizados e, para facilitar o desenvolvimento dos projetos, fundamentou o ciclo construir, medir e aprender. Dessa forma, as fases vão se desenvolvendo até a versão do MVPl.

Agora que já abordamos todos os termos e conceitos que compõem o Lean Inception, é a hora de entender o que é o método Lean Inception.

 

O método Lean Inception

 

O método Lean Inception, como já dito, é a combinação do Lean Startup e da etapa Inception do RUP. 

Esse modelo é fundamentado para a criação de novos produtos, normalmente para produtos digitais, sendo aplicado, normalmente, para pequenos negócios que necessitam de orientação para elaborar seus produtos ou serviços.

No momento da criação de novo produtos, o maior problema encontrado é na gestão do tempo e, por consequência, ocorre o consumo de gastos e de recursos da empresa. 

Por conta disso, com o produto concluído ou o MVP, é possível que o mercado já esteja saturado e sem demanda. Esse é um problema muito recorrente e muitas empresas acabam decretando falência e fechando as portas.

Para que isso não ocorra, a aplicação do método Lean Inception é fundamental. om o auxílio deste método, o alinhamento de todos os processos e pessoas para a criação dos produtos se torna possível. 

Para executar o Lean Inception de forma eficiente, é necessário seguir uma série de atividades, conhecidas como workshop, que são programadas em um tempo enxuto no espaço de uma semana. 

 

O workshop Lean Inception

 

O workshop Lean Inception são atividades realizadas para planejamento de estratégias, objetivos e definição do produto.

A execução dessas atividades permite delinear todas as prioridades, obter uma visão clara do produto e traçar um programa de entrega de acordo com conceito de MVP.

Além disso, para que toda a equipe esteja alinhada aos mesmo objetivos, o workshop é fundamental, de forma que o grupo de pessoas realize atividades colaborativas e, consequentemente, facilite a interação das pessoas.

O foco do workshop é auxiliar o grupo no reconhecimento dos problemas e em sua solução, a fim de alcançar os resultados propostos.

Ao final da execução de todas as atividade do workshop, será possível compreender qual o melhor produto para ser desenvolvido e quais os objetivos a serem alcançados.

Um ponto importante no desenvolvimento do workshop é a gestão do tempo no progressos das atividades para isso, é utilizada uma ferramenta para controle da produtividade chamada de agenda de um Lean Inception.

 

Agenda de um Lean Inception

 

O desenvolvimento de um produto utilizando o método Lean Inception ocorre no decorrer de uma semana e, por isso, a agenda de um Lean Inception é definida de segunda a sexta.

A agenda de um Lean Inception é para que sejam possíveis a organização e a gestão do tempo das Inceptions. Dentro da agenda existem algumas premissas para seguir durante os 5 dias da Inception.

Para conhecer melhor o que deve ser discutido a cada dia da semana, você vai conferir a seguir todos os compromissos. 

 

Segunda-Feira

O início da inception é realizado por meio de uma reunião na qual é ideal todos estarem presentes.Se não for possível, é necessário que pelo menos os stakeholders estejam. Esse primeiro encontro é chamado de kick-off.

A kick-off é feita para que todos os participantes sejam orientados e também para alinhar todos com os principais objetivos. A partir disso é preciso ter o entendimento total do produto e dar uma visão para a equipe de desenvolvimento.

 

Terça-Feira

Conhecido todos os objetivos, o próximo passo é identificar quais as personas e, definido isso, é hora de realizar um brainstorming e documentar todas as ideias e os processos.

 

Quarta-Feira

Agora é hora de alinhar toda a equipe e descobrir quais são os problemas encontrados no brainstorming e solucioná-los. 

Tendo os processos desenvolvidos e os problemas resolvidos, o próximo passo é  executar uma jornada para descrever uma sequência para alcançar o objetivo.

 

Quinta-Feira

No quinto dia é momento para elaborar o plano de entrega, visto que já estão decididos todos os processos e recursos que são obrigatórios. A realização dessa proposta é feita baseada no MVP e, para isso, é necessário criar um modelo de Canvas.

 

Sexta-Feira

No último dia da semana é o momento de apresentar o modelo Canvas do MVP para os stakeholders e será por meio dessa reunião que será visualizado se a proposta está alinhada com as ideias do cliente.

 

Para quem o Lean Inception é indicado?

 

O público alvo indicado para realizar o treinamento de Lean Inception, são:

 

Vamos começar agora?

 

Como você já sabe tudo sobre o Lean Inception, quer saber por onde começar? 

Para realizar práticas como o método Lean Inception, é recomendado primeiro o estudo e formação em gerenciamento de projetos.

Se tornar um Especialista em Agile Scrum Master é ser um facilitador e implementar práticas ágeis nas organizações e, nesse curso, você será capaz de planejar, monitorar e estimar projetos com o Scrum. 

Por isso, não deixe de conferir o nosso Curso de Formação de Scrum Master EXIN! Além disso, essa formação é um preparatório para a certificação Agile Scrum Master (ASM) da EXIN.

Clique no botão e comece agora sua capacitação! 

Curso de Formação em Scrum Master EXIN