O Lean Thinking é um conceito que advém da filosofia de gestão do Sistema Toyota de Produção, ou seja, o Lean Manufacturing. O Lean Manufacturing, por sua vez, foi criado no Japão por Taiichi Ohno, no pós guerra, baseado em princípios de produtividade já aplicados por Henry Ford e Frederick Taylor.

A metodologia proposta por esta filosofia se fundamenta principalmente em dois pilares: a produção com qualidade e a eliminação de desperdícios.

Além disso, o mais interessante é que, hoje em dia, o Lean Manufacturing deixou de ser uma filosofia exclusiva da Toyota ou das empresas de linhas de produção, passando a ser aplicável nos mais variados setores.

Por isso, se você deseja alcançar o melhor rendimento da sua empresa, não deixe de conferir o curso gratuito de Introdução ao Lean Manufacturing!

 

Curso gratuito de introdução ao Lean Manufacturing

 

O que é Lean Thinking?

 

O Lean Thinking, traduzido como “pensamento” ou “mentalidade” enxuta (termo lean), visa maximizar o valor do cliente e reduzir a zero (ou ao mínimo possível) os desperdícios de uma organização.

Mas como fazer isso?

Se o Lean Manufacturing é uma filosofia de gestão que baseia-se na redução de 8 desperdícios, o Lean Thinking por sua vez se baseia na adoção de 5 princípios.

Por meio destes princípios, o Lean Thinking é capaz de identificar e proporcionar medidas benéficas para a produtividade e o bom rendimento dos recursos da empresa. Veja a seguir quais são os 5 princípios do Lean Thinking.

 

Os cinco princípios do Lean Thinking

 

Valor

Um dos principais pontos a serem definidos pelo Lean Thinking para o sucesso de um negócio, seja ele de produção ou prestação de serviços, é definir o que é valor neste produto ou serviço com foco no cliente.

Muitas empresas falham nessa etapa, pois acreditam que o benefício que entregam gera valor divergente do observado pelo cliente. O problema é que, quando isso acontece, ocorre também um descompasso muito grande entre o preço cobrado e o que o cliente está disposto a pagar.

Sendo assim, é fundamental definir o valor mínimo a ser cobrado para atingir lucro com a atividade prestada e buscar entender, sob a ótica do cliente, quais os valores realmente observados e sentidos por eles, que consomem os seus serviços.

 

Fluxo de valor

Esta etapa destina-se a analisar o processo produtivo, buscando identificar quais etapas realmente acrescentam valor e incrementam algum tipo de melhoria no produto ou no serviço a ser entregue para o cliente.

Dessa maneira, é possível descobrir quais etapas acrescentam pouco ou nenhum valor ao produto, tornando-se dispensáveis. Como a filosofia enxuta prega a eliminação de desperdícios, etapas identificadas como não agregadoras de valor devem ser eliminadas do processo.

 

Fluxo Contínuo

Agora que você já determinou qual o valor do seu produto, quais as etapas da produção que agregam este valor e eliminou as demais, você deve se esforçar para transformar o modelo de produção em um fluxo contínuo, onde você seja capaz de produzir sem pausas ou perdas de tempo em processos logísticos.

Aqui pode ser necessário remodelar o layout de fábricas e repensar estratégias de produção do dia a dia para produzir com velocidade e estar sempre preparado para atender o cliente da maneira mais rápida possível.

 

Produção Puxada

A produção puxada é um conceito que pode ser muito bem traduzido e sintetizado com o "Just in time"

Ou seja, a produção puxada vai visar reduzir ao máximo a quantidade de produtos prontos em estoque.

Assim, evita-se que se tenha perdas com promoções, descontos ou outras ações especiais "desesperadas" para dar vazão ao estoque parado e, consequentemente, vazão à produção.

 

Perfeição (Kaizen)

O último, porém talvez o mais importante princípio do Lean Thinking, baseia-se na perfeição.

Neste momento você pode pensar: "mas não existe perfeição". E você está completamente correto.

A perfeição citada aqui também compreende isso. Ela entende que, em um mundo em constante mudança e inovação, não existe esta perfeição estática a qual nós logo imaginamos, mas sim, uma perfeição baseada na melhoria contínua, ou no japonês: o Kaizen.

O Kaizen é um conceito que sugere a melhoria contínua e progressiva dos processos de uma empresa, buscando sempre a otimização dos produtos, serviços e processos. Dentro do Lean Thinking o Kaizen vai buscar a melhoria contínua de tudo o que envolve o fluxo de valor.

 

Como aplicar os conceitos do Lean Thinking na sua empresa

 

Acredito que tenha ficado claro o imenso valor que o Lean Thinking pode agregar na sua empresa, não é mesmo? Sendo assim, você deve estar empolgado para saber como você pode aplicá-lo. Na lista a seguir você vai descobrir algumas ferramentas que o ajudarão a fazer isso, veja:

  • Kaizen: é a metodologia de melhoria contínua já citada anteriormente. Seguir os seus princípios é um grande passo para a implementação do Lean Thinking;

  • Kanban: é um método que se baseia no termo de origem japonesa que significa “quadro de sinais. Consiste na programação da produção a partir de dispositivos de sinalização que buscam gerir a produção em um sistema puxado;

  • Gemba: é um conceito japonês que quer dizer “verdadeiro lugar” e que, aplicado na manufatura, indica as pessoas e lugares na fábrica mais propensos a realizar melhorias no processo;

  • Mapa do Fluxo de Valor: é um diagrama com todas as etapas envolvidas no fluxo de materiais e de informações para atender aos clientes, ou seja, no fluxo de valor;

  • Programa 5S: este é mais um método de origem japonesa, este visa a promoção de hábitos e valores eficientes na criação de um melhor ambiente de trabalho.

 

Introduza o pensamento enxuto na sua empresa!

 

Apesar de nascido na manufatura, o Lean Thinking se encontra hoje no mercado das mais diversas áreas e aplicações. 

Neste artigo, espero tê-lo feito perceber como essa maneira de pensar, somada as atitudes e ferramentas do Lean Manufacturing, podem potencializar os ganhos financeiros e de qualidade, além da redução de custos na sua empresa.

Na atualidade o modelo de gestão mais utilizado é a junção do Lean Manufacturing com o Seis Sigma, outra metodologia que visa maximizar a qualidade dos processos e produtos das empresas e reduzir os níveis de variabilidade dos processos a partir de análises profundas de dados e melhorias contínuas.

Para começar o seu aprendizado no Lean Seis Sigma, inscreva-se já no curso gratuito de Formação White Belt em Lean Seis Sigma, a primeira etapa deste processo de capacitação.

 

Treinamento de White Belt em Lean Seis Sigma