Cada vez mais o mercado de trabalho se torna mais competitivo e dinâmico. Afinal, ele está inserido em um mundo repleto de mudanças, essa nova realidade já ganhou até um apelido, VUCA, um acrônimo em inglês para Volatility, Uncertainty, Complexity e Ambiguity, o que poderia ser traduzido para Volatilidade, Incerteza, Complexidade e Ambiguidade.

Um dos conceitos que pode ser considerado um diferencial para os profissionais que desejem ingressar nesse novo mundo é o de Lifelong Learning. Essa filosofia aplicada no seu dia a dia pode prover um crescimento no âmbito pessoal, acadêmico e profissional, muito além das salas de aula.

Para conseguirmos facilitar o entendimento dessa filosofia, dividimos o tema em alguns tópicos principais:

  • O que é Lifelong Learning?
  • Conheças os 4 pilares da Lifelong Learning;
  • Dicas para implementar a Lifelong Learning na sua empresa.

 

O que é Lifelong Learning?

 

Lifelong Learning, também conhecida no Brasil pelo termo educação continuada, se faz referente a uma filosofia que prevê a atualização constante dos seus conhecimentos ao longo da vida, mesmo que seja além da educação formal.

Esse conceito foi criado nos anos 70, mas ganhou popularidade a partir dos anos 90. Nos últimos tempos, ele vem ganhando muita notoriedade no ambiente empresarial e serve como base de muitas metodologias empregadas no cotidiano das organizações.

Um dos exemplos dessa aplicabilidade que podemos mencionar é no framework do Growth Hacking. Muitos especialistas falam que o Lifelong Learning é um dos melhores meios para se atingir o growth mindset.

Aliás, você já ouviu falar desse framework? Ele foi criado por Sean Ellis e tem como objetivo aumentar a base de clientes e a retenção de uma empresa, permitindo assim o crescimento da organização.

Ficou curioso e quer conhecer mais? Se sim, chegou a hora!

Preparamos para você um curso especial dos Fundamentos do Growth Hacking. Para acessá-lo, clique no botão abaixo e não perca essa oportunidade!

Fundamentos do Growth Hacking

Agora que você já conhece a definição do conceito, que tal se aprofundar mais? Continue lendo o artigo e conheças os pilares que fundamentam essa metodologia.

 

Os 4 pilares da Lifelong Learning

 

A Lifelong Learning Council Queensland, uma das organizações pioneiras da disseminação da filosofia pelo mundo. Além disso, o instituto é uma grande referência no assunto e divide o conceito em 4 pilares fundamentais.

 

1. Aprender a conhecer

 

Esse pilar se diz respeito ao nível de conhecimento sobre os temas que interessam a você. Muito se fala que quanto mais você conhece as suas preferências, mais fácil será tornar a busca por aprofundamentos prazerosa e também um hábito.

Nesse aspecto é muito importante conhecer aquilo que não te interessa, tendo esse pilar consolidado podem trazer benefícios como uma escolha de uma formação e até mesmo de carreira.

 

2. Aprender a fazer

 

Ter o conhecimento teórico é muito importante, mas é necessário aplicá-lo na prática também. Fazendo isso, você conseguirá exercitar a aplicação, colaborando assim para que aquelas informações e técnicas, as hard skills, se tornem intrínsecas ao seu perfil.

Um outro fator essencial nesse pilar é desenvolver aspectos pessoais, soft skills, que facilitem a aplicação dos seus conhecimentos em situações diversas. 

Ninguém aguenta aquele colega “sabe tudo”, mas que é impossível de conviver. Isso nos leva ao próximo pilar.

 

3. Aprender a conviver

 

Em todo lugar existem diversas opiniões, novos conhecimentos e adversidades que moldam a cultura daquela organização. É fundamental que você consiga conviver com outras pessoas, conciliar conflitos e a retirar aprendizados por meio das relações humanas empregadas.

 

4. Aprender a ser 

 

O último pilar, também considerado o mais importante, é referente a aplicação dessa série de procedimentos no seu dia a dia para que esses pilares comecem a fazer parte da sua personalidade. Assim, não será um sacrifício exercer o processo de aprendizagem contínua e sim uma necessidade.

 

Dicas para implementar a Lifelong Learning na sua empresa

 

Para que o seu colaborador seja incentivado a se tornar um lifelong learner, ele precisa estar inserido em um ambiente propício para que essa vertente seja desenvolvida. Separamos algumas táticas fáceis de serem implementada e que podem agir para que esses fins sejam alcançados. Confira abaixo:

 

Gamificação

A gamificação é um conceito muito interessante para se aplicar no ambiente de trabalho com o fim de incentivar os colaboradores a estarem buscando melhorar, inovar e novos conhecimentos que podem ser implementados na empresa.

Ela funciona de uma maneira bem simples, normalmente aqueles funcionários que desempenharem ações de além das obrigações acumulam pontos em um sistema que futuramente poderão ser revertido em benefícios e recompensas.

Muitas empresas o utilizam para que os funcionários façam pós-graduação e outras especializações.

 

Encontros informais

Muitas empresas apostam em encontros rápidos que foram popularizados pelo Vale do Silício, os famosos meetups, com a finalidade de discutir sobre um tema pré-definido. Esses eventos podem despertar a curiosidade e o interesse dos colaboradores em se aprofundar naqueles assuntos.

Muitas empresas convidam especialistas sobre o tema para agregar a troca de conhecimentos proporcionado pelo evento ou incubem funcionários específicos de mediar a pauta.

 

Treinamentos

Ter um sistema de treinamentos e aperfeiçoamentos de hard e soft skills é algo importantíssimo para o sucesso de qualquer organização. Isso serve tanto para manter o funcionário atualizado, quanto para que ele não se acomode na busca pela melhoria contínua dos processos existentes e aquisição de novas habilidades.

 

Dica Bônus

 

Você já deve ter percebido que a aquisição de conhecimento é a chave para a Lifelong Learning. Uma das melhores consequências dessa filosofia para os usuários é a especialização em alguma área ou tema.

Já que você já conheceu o framework Growth Hacking, que tal se aprimorar ainda mais?

Para isso, temos o nosso curso de Formação de Especialistas em Growth Hacking. Com ele você será capaz de avaliar a retenção do seu produto através da Análise de Cohort, identificar o momento ‘Aha!’ do seu produto, entender como sua organização lida com o cliente usando a medida NPS e aumentar a ativação do seu negócio realizando testes A/B.

Clique abaixo e comece agora!

Formação de Especialistas em Growth Hacking