Saiba o que é e como fazer uma nota promissória

Aprende neste artigo o que é a nota promissória e como este documento pode ser a solução para quitar uma dívida dentro da empresa.

Thiago Coutinho 17/05/2022 - 5 mins de leitura

Caso sua empresa não soube controlar suas despesas e acabou se envolvendo em dívidas, a nota promissória pode ser uma ótima alternativa para quitar estas dívidas.

Além de ser um documento simples e pouco burocrático, ela garante muita segurança para ambas as partes na hora de quitar uma dívida.

Ficou interessado em saber mais sobre a nota promissória? Continue lendo este artigo, separamos alguns tópicos para auxiliar no seu aprendizado, sendo eles:

  • O que é uma nota promissória?
  • Como funciona uma nota promissória?
  • Quais as vantagens do uso da nota promissória?
  • Como fazer uma nota promissória?
  • Venha aprender mais com a gente!

Vamos à leitura?


O que é uma nota promissória?


A nota promissória é um documento que assegura a promessa de pagamento de uma dívida. Consiste em um título de crédito que é utilizado para aquisição de produtos e serviços, com o objetivo de quitar o débito com o credor.

Embora este tipo de documento não seja utilizado com muita frequência fora do ambiente de negócios, ele ainda faz parte do meio e precisa ser registrado dentro do fluxo de caixa.

Desta forma, a nota promissória é geralmente utilizada dentro do ambiente empresarial de finanças corporativas, principalmente naqueles relacionados ao universo mercantil.

Existem leis que asseguram este documento, ou seja, caso o pagamento da nota não tenha sido feito pelo devedor após assiná-la, ele provavelmente terá seu nome levado a protesto, sendo posteriormente obrigado a pagar a dívida.

Caso a nota não seja paga, o credor poderá entrar na justiça e processar o devedor através do tribunal de pequenas causas.

Dica: existem diversos aplicativos que ajudam você a controlar melhor suas finanças, para que você tenha dívidas com outras pessoas.

Ficou interessado em aprender mais a fundo sobre como funciona a nota promissória? Confira o próximo tópico! Nele, vamos tratar de maneira mais aprofundada sobre isso.


Como funciona uma nota promissória?


Como vimos anteriormente, a nota promissória é um registro de uma dívida, com a promessa de pagamento pelo devedor. Este documento assinado de maneira correta, possui um valor legal e pode ser cobrado através na justiça.

A nota promissória funciona com dois personagens principais, sendo eles:

  • Emitente ou subscritor: é a pessoa na qual assume a dívida. 
  • Beneficiário ou tomador: é quem irá receber o valor acordado.

É possível que muitas pessoas acostumadas com contratos e outros documentos estão achando a nota promissória um documento um tanto quanto informal. Porém, este documento faz parte do dia a dia de vários negócios e às vezes também é utilizado entre pessoas físicas, ou seja, funciona com CPF ou CNPJ.

Além disso, este é um dos principais documentos para a formalização de operações monetárias que não envolvam instituições financeiras e que é aceito pelo judiciário. Vale ressaltar que a  nota promissória é diferente de outros títulos de crédito e pode envolver terceiros que não sejam o emissor e o beneficiário.

Por se tratar de um documento mais simples, existem algumas vantagens em se utilizar que vamos conferir logo a seguir.


Quais as vantagens do uso da nota promissória?


Como pudemos observar, este documento tem grande relevância dentro dos negócios.

Isso se deve ao fato que as notas promissórias possuem caráter legal e possibilitam que ambas as partes tenham segurança.

Sendo assim, a principal vantagem é que ele assegura que de fato o valor será quitado.

Este documento passa a ter um peso ainda maior em negociações que envolvem grandes valores, garantindo de maneira legal que a parte tomadora não tenha prejuízos e calotes.

Vale ressaltar também que as notas promissórias também podem servir como uma maneira para os devedores demonstrarem capacidade financeira, aumentando assim seu poder para a negociação. 

Ou seja, é um documento que beneficia todas as partes envolvidas, mesmo que de formas diferentes. 

Portanto, entender como funciona e tomar certos cuidados ao se registrar é essencial para quem deseja negociar com este documento. 

Afinal, uma nota promissória tem suas vantagens, porém, para tirar proveito disso, é preciso entender como ela funciona e como incorporá-la às boas práticas de gestão financeira em um negócio.

Vale ressaltar que fazer um gerenciamento de riscos pode ser uma ótima forma de evitar com que sua empresa chegue ao ponto de emitir uma nota promissória.

Porém, caso você ou sua empresa se encaixe nesta situação, fazer uma nota promissória pode ser uma ótima alternativa, mesmo que não, é importante ter o conhecimento caso um dia seja necessário.

Para isso, separamos o tópico seguinte para explicar como fazer uma nota promissória. Vamos conferir?


Como fazer uma nota promissória?


Basicamente, existem duas formas para se emitir uma nota promissória. A primeira é através do preenchimento em papel através de blocos prontos com o modelo encontrados em lojas de materiais de escritório ou através de um documento digitado e impresso, neste caso, é obrigatório que o documento tenha impresso no topo “Nota promissória”.

Independente da forma, ela obrigatoriamente precisará ter algumas informações:

  • Nome, RG e CPF ou CNPJ de quem irá pagar o valor (pode ser pessoa física ou jurídica);
  • Soma do valor que deve ser pago;
  • Assinatura a punho de quem irá pagar ou por procuração;
  • Endereço;
  • Nome, RG e CPF ou CNPJ de quem irá receber.

Sem estas informações o documento não terá validade jurídica. É importante ressaltar que não pode haver rasuras e precisa constar uma data de vencimento.

É necessário também que o valor seja escrito por extenso, semelhante ao que vemos em cheques.

Também é possível encontrar alguns tipos de notas promissórias pré definidas na internet.


Preenchimento da nota promissória 

Após ter todas as informações em mãos, vamos colocar a mão na massa e aprender a preencher a nota promissória.

Preencha os dados na sequência mostrada abaixo:

  1. Preencha a data de vencimento, essa data pode ser acordada entre as partes, é muito importante não esquecer essa informação, pois se não houver, a nota irá vencer no mesmo dia do preenchimento, podendo gerar transtornos ao emitente;
  2. Preencha o valor devido escrito por extenso e com os centavos. Use um “#” antes e depois do valor escrito, similar a um cheque;
  3. Nome da pessoa credora com RG e CPF ou CNPJ;
  4. Nome da pessoa devedora com RG e CPF ou CNPJ;
  5. Data da emissão da nota;
  6. Endereço do devedor;
  7. Assinatura do devedor.

Venha aprender mais com a gente!


Você já teve dúvidas na hora de escolher o melhor investimento para o seu dinheiro? Qual a melhor maneira de analisar qual investimento traz a melhor relação de risco e retorno? E como seria se você soubesse analisar essas variáveis na hora de escolher um investimento?

Com o curso de Gestão financeira e Análise de investimentos você irá aprender conceitos importantes e acabar de uma vez com essas dúvidas!

Você irá aprender sobre como entender uma DRE, analisar um Balanço Patrimonial, Fluxo de Caixa e Gestão do Capital de Giro. 

Também será capaz de compreender indicadores financeiros como ROA, ROI, entre outros, além de aprender um método passo a passo para analisar seus investimentos.

Clique na imagem abaixo e se inscreva no curso de Gestão Financeira e Análise de Investimentos!

Inscreva-se em nossa newsletter e acompanhe de perto todas as novidades

Voltar ao topo