A ética profissional é aplicada em diversas relações empresariais para estabelecer harmonia, garantindo uma boa convivência e um funcionamento eficaz dos processos.

Ela utiliza os valores da ideia de ética para frear alguns impulsos humanos em prol da coletividade e do desenvolvimento.

Nesse artigo, vamos aprender conceitos importantes relacionados à ética profissional, como:

  • O que é ética?
  • Quais são as características de uma conduta ética?
  • O que é ética profissional?
  • Qual a importância da ética no trabalho?
  • Exemplos de códigos de ética para profissões;
  • Como desenvolver uma postura ética no trabalho?
  • Atitudes antiéticas que você deve evitar;
  • Como o líder deve manter uma conduta ética na gestão de conflitos?

 

O que é ética?

 

Em um sentido prático, a ética é composta de princípios morais que norteiam as ações e influenciam a tomada de decisão de um indivíduo ou grupo.

De modo geral, é uma área da filosofia que estuda o conjunto de valores que influenciam o comportamento humano, bem como busca resolver alguns de seus dilemas. 

Também chamada de filosofia da moral, o conceito de ética surgiu na Grécia Antiga, e foi trabalhado por filósofos como Sócrates, Platão e Aristóteles. Ela foi pensada como um modo de organizar as cidades-Estado, que precisavam de harmonia, honestidade e fidelidade entre seus cidadãos para se desenvolverem.

Por causa desse contexto já é possível perceber como essa ideia pode se aplicar no âmbito empresarial, não é? Além disso a ética profissional é essencial para práticas de liderança de sucesso.

E, para quem almeja um cargo de liderança ou é um líder, não pode deixar de conhecer As 5 Práticas Exemplares de Liderança. Quer saber quais são elas? Então, faça o download gratuitamente do nosso Ebook clicando na imagem abaixo!

 

Ebook As 5 práticas Exemplares de Liderança

 

Quais são as características de uma conduta ética?

 

Existem várias atitudes que são associadas a uma postura ética. Entre elas, temos:

 

Honestidade

Uma das características do comportamento ético é ser honesto em todas as situações, mesmo quando isso irá te prejudicar de algum modo. Isso engloba assumir a responsabilidade pelos atos, evitar verdades parciais e omissões.

 

Integridade

É o oposto da hipocrisia. Significa fazer o que você acha que é certo mesmo quando existem pressões para que você faça o contrário. Em outras palavras, é seguir seus princípios e não sacrificá-los sob hipótese alguma.

 

Lealdade

É a propriedade do caráter que diz respeito à fidelidade a indivíduos e instituições mesmo nas adversidades. Uma pessoa leal não utiliza informações privilegiadas para obter vantagens, e constrói relações fortes.

 

Justiça

Pessoas éticas tem um compromisso com a justiça, sendo imparciais e tratando os indivíduos com igualdade, aceitando a diversidade. Elas não se aproveitam do poder ou da fraqueza alheia para obter vantagens.

 

Coletividade

Compaixão, benevolência e gentileza são importantes para a ética. O modo como você trata os outros impacta todo o grupo de pessoas. Isso envolve um exercício de humildade e altruísmo que pode ser bastante desafiador.

 

Respeito

Essa é a base de qualquer relação saudável. Podemos encará-lo aqui dentro de duas dimensões: respeito às pessoas e respeito à lei. Respeitar as pessoas no sentido de aceitar e entender seus gostos e preferências, e seguir as leis, normas e regulamentações.

 

O que é ética profissional?

 

A ética profissional corresponde a princípios que norteiam o comportamento de uma pessoa ou grupo dentro de um ambiente corporativo.

De um ponto de vista interno, cada empresa dispõe de um código de conduta ética que direciona as atitudes dos funcionários, definindo o comportamento esperado de cada um no dia a dia.

Por outra perspectiva, a ética profissional de cada pessoa define o modo como ela lida com a sua profissão e com seus colegas de trabalho. Cada um age de acordo com suas particularidades, dando mais ou menos ênfase às características da conduta ética.

Já em termos de áreas de atuação, a ética profissional gera um comportamento uniforme entre os profissionais, fazendo com que exista respeito e harmonia. Ela os protege de pressões e situações desconfortáveis em que há conflitos de interesse, e impede que os membros da profissão tirem vantagens indevidas de boas condutas.

 

Qual a importância da ética no trabalho?

 

A ética é importante para qualquer profissão ou negócio. Internamente, ela otimiza processos, melhora a comunicação, previne situações indesejadas e cria uma convivência agradável.

Para o indivíduo, a ética profissional contribui para o desenvolvimento de relações amigáveis sólidas, criando uma rede de contatos. As pessoas admiram sua conduta, ganhando respeito e consideração. A reputação também entra em jogo, uma vez que as referências serão sempre positivas, o que ajuda na saúde mental no trabalho

A ética profissional também cria confiança e estabilidade, tanto dentro da empresa quanto em suas relações externas. Os colaboradores têm mais confiança uns nos outros e na companhia, e os clientes e fornecedores sabem que estão lidando com uma organização de credibilidade

Além disso, a ética profissional tem um valor estratégico muito alto para a reputação de uma empresa. Questões como política ambiental e tratamento dos animais estão cada vez mais evidentes na vida da sociedade, e muitas pessoas fazem suas escolhas de compra de acordo com o posicionamento de uma companhia.

Isso porque as empresas também são entes sociais, que se relacionam com a sociedade e meio ambiente. O modo como elas interagem nesse contexto acaba influenciando a vida de todos, o que gera uma série de obrigações. Por isso, surgem preocupações dos consumidores, que cobram posicionamentos responsáveis.

 

Exemplos de códigos de ética para profissões

 

Códigos de ética

 

Como falamos anteriormente, a ética protege os profissionais de diversas áreas. Isso é feito através dos Códigos de Ética, que estabelecem alguns deveres fundamentais para a atuação. 

Além de princípios gerais para o exercício de qualquer atividade (como honestidade e integridade), eles tratam de matérias específicas de cada profissão.

Um código de ética profissional é pensado de modo a valorizar o trabalho, o profissional e o cliente. Separamos alguns exemplos:

 

Ética na medicina

O primeiro exemplo de código de ética profissional é o da medicina. Sendo que, Conselho Federal de Medicina é responsável por editar e revisar o código de ética da medicina. O objetivo é melhorar a relação entre médicos, pacientes e sociedade, tratando a saúde com responsabilidade.

Alguns pontos definidos são:

  • O foco no bem do paciente, com um tratamento sem discriminação e com a disposição de todas as ferramentas possíveis para ajudá-lo;
  • O respeito pela decisão dos pacientes ou responsáveis nos tratamentos;
  • O médico não pode ir contra a sua categoria profissional para obter vantagens, ou encobrir o erro de outro médico;
  • Os médicos são obrigados a guardar sigilo de informações relacionadas a sua função.

 

Ética na engenharia

O conjunto de normas que rege a atuação dos engenheiros é o Código de Ética Profissional do Engenheiro, do Arquiteto e do Engenheiro Agrônomo. Ele foi elaborado pelo Conselho Federal Brasileiro de Engenharia, Arquitetura e Agronomia. Aqui estão alguns princípios:

  • O engenheiro deve aceitar e oferecer críticas honestas de trabalhos técnicos, reconhecer e corrigir erros e dar crédito apropriado a colaboradores;
  • Ser honesto e realista quando fizer pedidos ou fornecer estimativas, sempre baseadas em dados existentes;
  • Ter a responsabilidade de fazer as decisões na engenharia levando em conta a segurança, saúde e bem-estar das pessoas, e tornar conhecido qualquer fator que coloque em risco o meio-ambiente e o público.

 

Ética na advocacia

O último exemplo abordado, de código de ética profissional, é o relacionado a advocacia. O Código de Ética e Disciplina da OAB é o conjunto normativo que orienta o comportamento dos advogados. A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) é a organização que o disponibiliza. Vamos ver algumas condutas que constam em seu código:

  • O advogado não pode usar da influência em benefício próprio, do cliente ou por interesses desonestos;
  • Ele deve manter o sigilo profissional, exceto em casos de ameaça à vida e honra ou quando se sentir afrontado pelo cliente;
  • O advogado deve empenhar-se para que o cliente se sinta amparado;
  • Não cabe ao advogado julgar a culpa do acusado.

 

Como desenvolver uma postura ética no trabalho?

 

Já passamos por vários aspectos que demonstram a importância da ética profissional no ambiente de trabalho. Agora, confira 5 dicas para construir uma postura ética:

 

1. Seja sensato e responsável

 

Pense a respeito de todas as suas ações. Passe por alguns questionamentos como: o que estou fazendo vai de acordo com a ética da empresa? Com a ética da minha profissão? Causará algum tipo de dano a alguém? Trará algum benefício?

 

2. Seja imparcial

 

Tome decisões com base em fatos objetivos, não por preferências pessoais ou emoções. Aconselhe as pessoas sem buscar vantagens para si. 

 

3. Seja igualitário

 

Cuide do modo como você lida com outras pessoas. Trate todos com igual respeito e de maneira justa, independente da raça, religião, orientação sexual, identidade de gênero ou outra característica.

 

4. Siga as leis

 

Cumpra as normas e orientações dos órgãos de regulamentação e fiscalização. As leis devem ser para todos, esse é um ponto importante para desenvolver a ética profissional.

 

5. Seja confiável

 

Mantenha a confidencialidade das informações sobre seus colegas de trabalho. Nunca espalhe questões pessoais ou se aproveite de fraquezas.

 

Atitudes antiéticas que você deve evitar

 

Se até aqui buscamos entender e valorizar a ética profissional, precisamos saber o que caracteriza um comportamento antiético para evitá-lo a qualquer custo. Vamos olhar alguns exemplos de atitudes antiéticas:

  • Assédio sexual;
  • Assédio moral;
  • Tráfico de influência ou informação;
  • Discriminação ou insinuação;
  • Utilização de trabalho subvalorizado (escravidão ou semi-escravidão);
  • Associação com pessoas ou empresas que praticam atividades duvidosas;
  • Sonegar impostos;
  • Se aproveitar de situações de exposição ou fraqueza para obter vantagens.

Olhando para essas condutas, podemos constatar que qualquer atitude que cause desconforto, problemas ou algum tipo de dano a pessoas, à sociedade ou ao meio-ambiente é reprovável eticamente.

Se você for vítima, nunca fique calado. Em alguns casos, como assédio sexual ou moral dentro de uma empresa, a vítima deve exigir providências do Departamento de Recursos Humanos. Em outras situações, como sonegação de impostos ou trabalho subvalorizado, pode ser feita uma denúncia às autoridades competentes.

 

Como o líder deve manter uma conduta ética na gestão de conflitos?

Conduta ética na gestão de conflitos

Como foi exposto ao longo do texto, a conduta ética profissional está ligada a evitar tornar o ambiente desconfortável para os colaboradores da empresa.

Para isso, é essencial que a empresa deixe claro seu código de ética e as lideranças cumpram um papel mediador, além de serem exemplos para os colegas de trabalho.

Parte desse trabalho de mediação da liderança envolve a gestão de conflitos nas empresas.

Dessa forma, para que o líder esteja preparado para lidar com condutas antiéticas e seguir a ética profissional, ele deve:

  • Saber se comunicar com segurança e clareza, de maneira verbal e não verbal;
  • Passar pela identificação dos problemas existentes às melhores soluções;
  • Reconhecer a responsabilidade de criar um ambiente de trabalho harmonioso e produtivo;
  • Entender os principais conflitos e suas causas;
  • Transformar conflitos negativos em positivos;
  • Utilizar estratégias de resolução de problemas.

E, como você pode desenvolver essas habilidades? Essas soft skills envolvem experiência e treinamentos.

Para te ajudar nesse caminho de qualificação, nós temos um curso de Gestão de Conflitos que vai te ajudar a desenvolver as características citadas e muito mais! Quer saber como é o curso? É só clicar no botão abaixo!

Curso de Gestão de Conflitos