O Lean Seis Sigma pode ser definido como uma estratégia gerencial disciplinada e altamente quantitativa, que busca impactar positivamente o resultado financeiro das empresas por meio da melhoria contínua da qualidade de produtos e processos, redução de custos e aumento da satisfação de clientes internos e externos.

É uma metodologia que engloba o conceito de Lean Manufacturing, ou seja, a busca por uma produção enxuta, através da melhoria de processos e eliminação de desperdícios. Alia-se, então, a esse conceito a ferramenta Seis Sigma, que, através de uma estatística baseada em dados, busca redução de custos, aumento da satisfação do cliente, otimização de produtos e processos no sistema de produção.

Ok, este conceito muita gente já conhece! Mas você pode estar se perguntando: “Qual o primeiro passo para quem deseja aplicar a metodologia em uma empresa?”

Neste artigo, ficará claro o porquê de, para garantir o sucesso da implementação de um projeto Lean Seis Sigma em qualquer lugar e ser preciso treinar pessoas com perfil apropriado. Essa etapa é fundamental para que elas se transformem em multiplicadores, patrocinadores do programa ou em especialistas no método.

Portanto, em um primeiro momento, seminários, workshops e treinamentos são fundamentais para a capacitação das pessoas envolvidas no programa de metodologia Lean.

Porém, muita atenção, apenas quem realiza os treinamentos de Green Belt e Black Belt estão aptos a desenvolver projetos e se tornarem especialistas no assunto.

É importante dizer que para ser considerado um especialista no método DMAIC e suas ferramentas não basta você ter realizado apenas um curso, é preciso provar que você sabe como aplicar a metodologia!

A capacitação que você recebe durante o treinamento é apenas um meio para se atingir um fim, ou seja, para ser um considerado um profissional de sucesso nesta área tudo dependerá da condução e conclusão de seu projeto Lean Six Sigma.

A definição do projeto Lean Six Sigma é uma das atividades mais importantes do processo de implementação dessa ferramenta estatística nas empresas e um dos fatores que mais influenciam a certificação dos Green Belt e Black Belt em formação.

Projetos de melhoria bem selecionados conduzirão a resultados rápidos e significativos, mas projetos inadequados implicarão atraso de resultados e uma taxa baixa de certificação.

 

 

Assista agora esse vídeo introdutório incrível sobre como selecionar um bom projeto Lean Six Sigma!

 

 

Qual é a importância de selecionar um bom projeto Lean Six Sigma?

 

Um bom projeto Lean Six Sigma terá forte contribuição para o alcance das metas estratégicas da empresa e grande colaboração para o aumento da satisfação dos clientes internos e externos.

Sendo assim, a seleção de um projeto específico para a realidade da empresa e que está alinhado com as metas do planejamento estratégico é de suma importância para a obtenção de resultados.

Terá também chance elevada de conclusão dentro do prazo estabelecido, grande impacto para a melhoria do desempenho da organização e uso de métricas apropriadas para medição dos resultados que devem ser alcançados no projeto específico.

 

Como surgem as ideias para um bom projeto Lean Six Sigma?

 

As ideias de bons projetos Lean Seis Sigma podem ser obtidas a partir de diversas fontes, como:

  • Indicadores de volume de produção;

  • Produtividade ou desperdícios,

  • Problemas referentes à variabilidade de processos ou à qualidade dos produtos;

  • Custos que exercem um alto impacto no orçamento da empresa;

  • Reclamações e resultados de pesquisas realizadas junto a clientes internos e externos;

  • Resultados de estudos de benchmarking;

  • Oportunidades para melhoria de produtos ou processos com elevado volume de produção;

  • Oportunidades identificadas a partir do mapeamento de processos ou mapeamento do fluxo de valor.

 

Após criar um banco de ideias de projetos Lean Six Sigma, é necessário priorizar as ideias avaliando o impacto dos potenciais de cada projeto sobre os objetivos estratégicos da empresa.

Critérios como forte contribuição para o alcance de metas estratégicas da empresa, forte contribuição para o aumento da satisfação dos clientes internos e externos, chance elevada de conclusão dentro do prazo pré-estabelecido, elevado retorno sobre o investimento, conhecimentos importantes que serão gerados para a empresa, são exemplos de critérios utilizados na priorização.

 

O que preciso para definir meu projeto?

 

Resumidamente, um projeto Lean Six Sigma precisa de:

  • Dados confiáveis

  • Métrica bem determinada para definição da lacuna de performance

  • Ganhos financeiros relevantes

  • Comprometimento da equipe.  

 

Você precisa observar seu horizonte de tempo - não que a sua meta não deva ser audaciosa, mas ela precisa ser viável. Vou te dar um exemplo bem simples: imagine, você fundar um clube de futebol hoje e definir que, em cinco anos, ele estará na primeira divisão nacional. Qual a chance de isso acontecer? Beira o impossível, não é?

Este é um ponto importante! O erro mais frequente cometido na seleção de projetos consiste numa escolha muito complexa - a complexidade deve ser suficiente para que seja significativo para a empresa.

Porém, não deve ser tão complicado que não possa ser concluído em um período de quatro a seis meses, para um Green Belt, ou em um período de seis a oito meses, para um Black Belt.

Aqui vai uma dica: se, no estágio inicial de desenvolvimento, o projeto Lean Six Sigma se mostrar muito amplo ou muito simples, o escopo do trabalho deverá ser imediatamente alterado.

Se você perceber que tem uma intenção muito ampla, você pode desdobrá-la em planejamentos menores.

 

Que tal conhecer mais?

 

Tenho certeza que você curtiu as dicas que viu nesse artigo, e mais certeza ainda que você que ir além, certo? Afinal, o mercado está cada vez mais competitivo, e precisamos sempre nos diferenciar dos demais!

Então se inscreva agora no nosso curso de Green Belt em Lean Seis Sigma e aprenda tudo que precisa saber para liderar um projeto de altíssimo nível!