Python cresceu junto com a ciência de dados, disso ninguém discorda. Mas, qual é o motivo de um crescimento tão repentino dessa linguagem, que até pouco tempo atrás era desconhecida?

Para entender melhor o motivo pelo qual a linguagem Python está sendo amplamente utilizada em aplicações de ciência de dados, temos que primeiro entender o que é essa linguagem e quais são suas características.

Então, neste artigo vamos esclarecer tudo isso por meio dos seguintes tópicos:

  • O que é a linguagem Python?

  • Características da linguagem Python;

  • Por que o Python está sendo tão utilizado na ciência de dados?

  • Áreas de utilização do Python;

  • O crescimento do Python no Brasil;

  • Oportunidades de mercado para o programador em Python.

 

O que é a linguagem Python?

 

Python é uma linguagem de programação moderna e versátil, tendo o seu foco voltado para a matemática, com ênfase em estatística, o que a torna uma boa linguagem de programação para os cientistas de dados. 

A linguagem Python foi criada em 1991 visando uma codificação simples e produtiva, dessa forma, o seu estilo de escrita ficou parecida com um pseudo-código, o que facilita o aprendizado.

Por essas características, cada vez mais o Python tem ganhado popularidade, principalmente nos quesitos Big Data e análise de dados. E, como a ciência de dados é considerada a profissão do futuro devido a evolução constante da tecnologia, o Python surgiu como uma excelente opção para o crescimento da ciência de dados.

Diferentemente da maioria das linguagens de sua época de criação, o Python roda por interpretadores, sendo assim considerado uma multiplataforma, o que elimina o problema de compatibilidade.

E ela não brilha apenas na ciência de dados, mas tem seu espaço garantido em interfaces gráficas, machine learning web.

Se a ciência de dados é a profissão do futuro, o desenvolvedor web é a do presente. Para isso, temos o poderoso Django como parte do Python, o que permite arquitetar um ótimo back-end.

 

Características da linguagem Python

 

Quando comparamos um código em Java com um em Python, por exemplo, notamos a simplicidade do Python. O primeiro pode ser lotado de comandos estranhos para quem não tem muita afinidade com programação, muitas vezes com caracteres especiais.

O segundo, por sua vez, tem semelhança com a língua inglesa, facilitando assim a sua compreensão. E, mesmo que você não tenha experiência em programação, muito provavelmente irá compreender o que o código está fazendo se dominar o inglês.

Esse é o grande artifício dessa linguagem: é fácil de compreender, é fácil de fazer. Porém, um detalhe deve ser falado: não é fácil dominar completamente a linguagem Python.

O mesmo não ocorre com linguagens de baixo nível, que são difíceis de aprender mas são facilmente dominadas pelos programadores. O que causa a dificuldade em masterizar o Python é justamente o que deixa ele mais fácil: a simplificação de comandos, sendo colocados em nomes específicos.

Assim, se você não souber o nome da função que precisa utilizar, por exemplo, pode dificultar muito seu trabalho.

 

Por que o Python está sendo tão utilizado na ciência de dados?

 

A ciência de dados trabalha com um grande volume de informação, e sua principal função nas empresas é ajudar na tomada de decisão. Isso significa que ela faz parte do business intelligence da empresa, influenciando diretamente no rumo que ela irá tomar.

 

ilustração de um programador - python

 

Nesse sentido, como tudo no mundo moderno é rápido, o cientista de dados deve ser rápido também. Assim, ele não tem tempo para programar 30 classes em Java só para extrair algumas informações de um banco de dados.

Por conta de sua facilidade em programar, usar Python ou até mesmo R são as melhores escolhas. Porém, como a primeira é mais completa do que a segunda, ela acabou tomando mais espaço entre os programadores que lidam com ciência de dados.

Ao longo dos anos, por conta do uso recorrente da linguagem, vários repositórios foram desenvolvidos. Assim, aos poucos foi se tornando a poderosa ferramenta de análise que é hoje.

Ela consegue, por exemplo, ter um desempenho comparado ao MatLab com suas bibliotecas eficientes, as análises gráficas do Origin e a simplicidade do R em um lugar só e gratuitamente.

Isso a torna, de longe, a melhor linguagem de programação para trabalhar com análise de dados.

 

Grande comunidade de usuários

Quem já programou sabe que dificuldade nos códigos podem surgir. Principalmente quando queremos inovar, os erros acabam aparecendo. Tudo bem admitir isso, pois faz parte do mundo da programação.

No entanto, solucionar problemas é importante, e para isso existem comunidades de programadores. Essas comunidades são equivalentes a redes sociais de desenvolvedores de determinadas linguagens.

No Brasil, por exemplo, existe o Python Brasil. O grupo é responsável por realizar eventos em todo o território nacional, trocando ideias e conhecimentos.

Além disso, a comunidade de uma linguagem não é restringida a um país. Na verdade, é possível entrar em contato com desenvolvedores do mundo todo pelo StackOverflow e GitHub, por exemplo.

Quanto maior a comunidade de uma linguagem, maiores as chances de encontrar a solução para seus problemas de programação. 

 

Áreas de utilização do Python 

 

Como dito anteriormente, a linguagem Python possui larga aplicação no mundo moderno. Iremos detalhar o que um programador Python pode fazer usando esta linguagem. Veja abaixo:

 

Machine learning

machine learning está em alta no mundo da ciência da computação. Em tradução livre, machine learning significa aprendizado de máquina, que se trata da implementação de técnicas de programação que buscam reproduzir características humanas nos códigos para solucionar problemas.

Dessa forma, foram desenvolvidos robôs que conseguem identificar imagens, padrões em dados e ter preferência quanto a cores, por exemplo.

Atualmente é empregado em projetos de grande porte, como reconhecimento facial, reconhecimento de galáxias e até mesmo identificar sentimentos

 

Business intelligence

Business intelligence é uma área vital para grandes empresas, e a ciência de dados faz parte do dia a dia dela. A principal tarefa dos programadores que utilizam Python é tratar grandes bancos de dados, procurando interpretar as informações extraídas deles.

É uma área que tem crescido bastante, e junto com o mercado, a linguagem tem se disseminado cada vez mais.

 

Automatização de tarefas

Sabe aquelas tarefas chatas de escritório? Então, é possível automatizar a maioria delas. Existem bibliotecas que podem coletar e-mails, categorizar e extrair informações deles automaticamente. 

Isso não é novo no mundo da programação, mas o Python torna essa tarefa muito simples de ser executada.

 

Criação web

Existem dois nomes importantes quanto o assunto é web: Flask e Django. Com eles é possível construir o back-end de aplicações web de modo descomplicado e prático. Além disso, esses frameworks agilizam muito a parte mais “verbosa” do código.

É muito comum encontrar propostas de emprego para criação de aplicações web com Django atualmente.

 

O crescimento do Python no Brasil

 

O Brasil tem fama de ser atrasado com relação à tecnologia, e com essa linguagem de programação não foi diferente. O Python ficou muito popular entre 2017 e 2018, mas só em 2019 apareceram oportunidades de empregos por aqui.

imagem de uma tela de programação

Uma boa parte das aplicações brasileiras funcionam em Java, PHP ou C#. Com exceção da última, elas são linguagens de programação que já estão sendo menos utilizadas no restante do mundo.

No entanto, podemos notar um incrível aumento na procura por desenvolvedores Python pelo mercado nacional. De acordo com análises de mercado, 2020 promete muito, tanto para ela quanto para JavaScript.

 

Oportunidades de mercado para o programador em Python

 

O mercado para programador Python engloba boa parte dos países. Por isso, é comum ocorrerem propostas de emprego internacionais para brasileiros que dominam essa linguagem.

Quando comparamos a ciência de dados e aplicações web, existe muito mais mercado web no Brasil. Esta tendência está mudando aos poucos, e o cargo de cientista de dados tem tomado seu lugar no mercado.

No entanto, seja para web, ciência de dados ou automação de tarefas, os salários estão muito atrativos para os programadores.

As oportunidades para a ciência de dados têm aumentado, e tanto empresas varejistas quanto bancos têm procurados por programadores Python. Além disso, programadores com experiência de Django são bastante requisitados, mas é sempre bom conhecer HTML e CSS.

Na parte financeira, há uma boa demanda para uso de IA para análise de ações. E, outra área que está contratando programadores Python é a indústria. Assim como o Java, o Python atua em IoT (Internet das Coisas). Dessa forma, há contratação para construção de sistemas que integram diversas tecnologias.

 

Quer se destacar no mercado de trabalho?

 

A linguagem Python é uma grande aliada na ciência de dados, principalmente com a sua utilização em business intelligence.

Mas, para ser um profissional completo nessa área, é necessário, além de saber programar, ter a habilidade de interpretar as informações e compreender as ferramentas utilizadas no mundo dos negócios.

Então, para se destacar no mercado de trabalho e ser um profissional completo, você pode contar com o Voitto Premium! Nesse modelo de assinatura é possível escolher entre nosso Programa de Formação de Gestores de Alta performance e nosso plano All In, que engloba todos os nossos cursos! 

Não deixe de clicar no botão abaixo para saber mais sobre o Voitto Premium.

 

banner do pacote Voitto Premium