Muitas empresas enfrentam um sério problema quando o assunto é o estoque de mercadorias. Técnicas como o Just in Time visam a solução dessa questão através da redução do estoque ao mínimo possível.

Para as indústrias que utilizam o sistema de manufatura esta técnica traz os melhores resultados possíveis.

Contudo, o que fazer quando esse problema está nas empresas as quais necessitam ter mercadoria armazenada? Qual a melhor técnica para resolver esse problema?

A resposta para esse problema pode ser bem simples quando se conhece a metodologia SEIS SIGMA!

Ficou curioso para saber o porquê? Continue lendo este artigo e veja como esta metodologia foi utilizada para a redução do estoque de uma empresa que trabalha com revenda de motos.

 

Projeto Seis Sigma

 

A filosofia Seis Sigma visa alavancar resultados dentro de uma organização, através da otimização de projetos e processos e também da redução de custos.

Para isso o Seis Sigma propõe que todo o trabalho seja realizado por meio do uso do método DMAIC e de ferramentas estatísticas que buscam controlar e monitorar a qualidade do processo.

Sendo assim, este estudo de caso foi estruturado através das 5 etapas do método DMAIC e  de todas as outras ferramentas indicadas para o sucesso de um projeto Seis Sigma.

 

Fase de Definição

 

A definição do problema é a primeira fase do método DMAIC. Nesta etapa todo o processo que está envolvido com o problema em questão é investigado.

Logo, é feita a identificação formal do projeto, define-se a meta a ser alcançada e toda as etapas do processo são registradas no SIPOC.

Além disso, requisitos formais também são definidos, como a equipe responsável pela melhoria e o contrato do projeto.

 

Identificação do projeto

 

A Rodamotos, é uma empresa de revenda de motos novas e seminovas que atua em diversas partes do país.

Atualmente existe um problema no setor de vendas devido ao alto tempo de permanência das motos que foram disponibilizadas para vendas e ainda não foram vendidas.

Esta empresa considera que o tempo ideal para que uma moto seja vendida é de até 60 dias e, quando este período é ultrapassado, as motos devem ser vendidas com um desconto comercial maior do que a dos veículos vendidos mais rapidamente.

Dessa forma, o objetivo desta empresa, com a metodologia Lean Seis Sigma, é o de aumentar a rotatividade das motos em estoque.

O gráfico abaixo evidencia a relação entre o total de motos em estoque da empresa e a quantidade que possui um tempo de estoque (TE) maior que 60 dias.

 

 

A base histórica utilizada é referente ao período de fevereiro de 2013 a julho de 2016. Sendo assim, podemos observar que o TE representou 22,46% do total do estoque.

De acordo com o histórico do indicador TE de fevereiro de 2013 a julho de 2015 é possível perceber um comportamento aleatório com uma variabilidade alta e uma média histórica de 25,11%.
 

 

O Gráfico de Probabilidade e o histograma evidenciam que o indicador TE não apresenta anormalidade.

 

 

Através dos dados do indicador TE na carta de controle, foi possível perceber que o processo não está sob controle estatístico, pois apresenta casos de:

  • Tendência: Existem 8 pontos consecutivos que apresentam um movimento contínuo ascendente, de Jun/13 a Jan/14;

  • Aproximação dos Limites: Existem 2 pontos consecutivos fora dos limites 5 e 6 sigmas, nov/13 e jan/14;

  • Sequência: Existem 7 pontos consecutivos abaixo da linha de Amplitude Móvel, de Jul/13 a Jan/2014.

A queda brusca do indicador TE, observada entre novembro de 2013 a fevereiro de 2014,  pode ser explicada por algum tipo de ação pontual da empresa Rodamotos para agilizar o processo de venda das motos.

Porém, a melhoria realizada não foi sustentada e o indicador voltou a oscilar.

 

 

Como os dados mais recentes representam melhor os dados do indicador do tempo das motos em estoque, a equipe responsável pelo projeto optou por trabalhar com os dados dos anos de 2014 e 2015.

Na nova carta de controle, o processo não apresentou nenhuma causa especial. Sendo assim, o processo está estatisticamente controlado.

 

 

Meta do projeto

 

De acordo com todos os dados analisado anteriormente, foi decidido que a redução do índice de motos em estoque acima de 60 dias será de 5,37%, o que resulta em uma meta de 22,75%.

O prazo para o alcance dessa meta é até o mês de dezembro de 2015, logo este projeto  terá um prazo de execução de um pouco menos que 6 meses.

O gráfico de Séries Temporais evidência o Gap que será trabalhado para o alcance da meta, ou seja a lacuna entre a meta e a média do indicador.

É importante ressaltar que a meta proposta pelo projeto Seis Sigma só foi atingida em 4 dos 18 meses considerados.

 

 

Por meio do SIPOC, é possível entender todo o processo que acontece desde a chegada de uma moto na empresa até a sua venda.

 

 

Ganhos potenciais do projeto

 

Para conseguir vender uma moto que está no estoque por mais de 60 dias, a Rodamotos precisa oferecer algum desconto ou benefício para o cliente. Em média, esse desconto gira em torno de R$ 870,00 reais.

Como no período analisado, 12.158 motos só foram vendidas depois de ficaram expostas por um período maior que 60 dias, e a perda total de receita desta empresa foi de R$ 10.578.835,61 reais.

 

 

O projeto Lean Six Sigma propõe que 435 motos a mais sejam vendidas no tempo esperado, logo o ganho previsto será de R$ 378.444,20.

 

Fase de Medição

 

Nesta fase será feita a estratificação dos dados do indicador TE, a fim de entender quais serão os focos do projeto.

Também será realizado o mapeamento do processo, pois é muito importante que se entenda com mais detalhes o processo e todos os seus pontos críticos.

 

Planejamento da Estratificação do Problema

 

Com o intuito de facilitar a análise dos dados e encontrar os principais focos de atuação do projeto, o problema foi estratificado pelas principais cidades de atuação e categoria da moto.

Sendo que as cidades escolhidas são aquelas que apresentam um maior número de vendas e estado mais crítico. Já a estratificação por categoria deseja avaliar se o tipo de moto influência no número de vendas.

 

 

 

O Gráfico de Pareto nos mostra que em Florianópolis há uma maior quantidade de motos que demoram mais tempo para serem vendidas.

Através do Gráfico de Barras analisa-se que as empresas localizadas em Florianópolis, Rio de Janeiro, Tocantins, Belo Horizonte e Cabo Frio devem participar do processo de melhoria contínua, visto que o tempo de estoque está acima do desejado.


 

 

Em relação a estratificação por categoria, as motos populares são as que permanecem mais tempo no estoque.

 

 

Desenvolvimento da Estratificação

 

Mediante a análise gráfica, conclui-se que as cidades: FL, CF , RJ e TO, e as motos das categorias: Popular, Scooter e Esportiva serão os focos do projeto, uma vez que elas são responsáveis por cerca de 80% das motos com tempo de estoque maior que 60 dias.

 

Fase de Análise

 

A fase de análise possui o objetivo de entender as causas potenciais do problema enfrentado pela Rodamotos. Dessa forma, é necessário entender todo o mapeamento do processo.

 

Mapa do Processo

 

Todo o processo da figura abaixo foi mapeado com base nas informações do SIPOC. Neste mapa, as etapas do processo estão descritas nas caixas de cor verde e as informações destacadas em vermelho são as variáveis de processo ou produto.

 

 

Causas potenciais

 

A partir da realização de um Brainstorming com a Equipe do Projeto e Gerentes das Lojas, foi possível identificar e priorizar as potenciais causas que levam as motos a terem um tempo de estoque acima de 60 dias.

 

 

No Diagrama de Ishikawa, figura abaixo, todas as causas identificadas foram organizadas de acordo com as causas raízes.

 

 

Fase de Melhoria

 

É na Fase de Melhoria que a equipe responsável pelo projeto elabora um plano de ação para diminuir o tempo de estoque das motos.

Dessa maneira, todas as soluções encontradas devem estar alinhadas com as causas potenciais do projeto.


 

 

Todas as soluções listadas acima foram implementadas através de um plano de ação, o qual durou em média 30 a 45 dias.

 

Fase de Controle

 

A Fase de Controle finaliza o método DMAIC. Logo, nesta fase cabe o monitoramento dos resultados alcançados e também a implementação de controles para a manutenção destes resultados.

 

Análise da meta e ganhos financeiros

 

O projeto de diminuição do indicador TE foi muito bem sucedido, visto que a meta do projeto era diminuir este indicador para 22,75% e depois da implementação do Lean Seis Sigma o mesmo caiu para 17,10%.

 


 

Além disso, o indicador apontou uma redução de 28,87% na redução do TE. Com isso, o ganho financeiro no período analisado foi de aproximadamente 800 mil reais, quando comparado a um mesmo volume do ano anterior.

 

Projeto finalizado!

 

Mais uma vez, a metodologia Lean Seis Sigma se mostrou altamente versátil para a resolução de problemas, visto que além de reduzir o número de veículos em estoque da empresa Rodamotos, a economia gerada foi maior do que a meta estimada.

Então, não perca tempo e faça o Treinamento Black Belt em Lean Seis Sigma.

 

 

Por meio deste curso você aprenderá minuciosamente tudo sobre esta filosofia e, além disso, você poderá se certificar como especialista Black Belt e estará apto a conduzir projetos como o deste artigo.