Como você provavelmente já sabe, o Lean Six Sigma é uma metodologia altamente quantitativa, que busca, através da melhoria contínua, reduzir custos e obter ganhos financeiros.  Isso é possível através da redução da variabilidade de processos e do número de desperdícios.

Para alcançar bons resultados, é fundamental que a escolha do projeto Lean Six Sigma seja feita de forma correta. Desse modo, é importante que o projeto esteja adaptado à realidade da empresa e alinhado com o seu planejamento estratégico.

Um dos principais pontos ao realizar essa escolha é analisar a capacidade do projeto de gerar ganhos financeiros relevantes. Afinal, o investimento e esforço que serão demandados devem valer a pena, não é mesmo?

Mas que ganhos são esses? Será que são apenas aqueles que observamos claramente ao comparar o “antes e depois” dos relatórios financeiros?

A resposta para essa pergunta, o conceito de Soft Savings e o que o diferencia de um Hard Saving, você encontra aqui neste artigo!

Mas antes, que tal baixar o nosso Ebook gratuito com as principais ferramentas do Lean Seis Sigma? Com certeza vai te ajudar e muito na implementação da metodologia!

 


 

O que são Soft Savings?

 

 

Soft Savings são os ganhos intangíveis ou indiretos de um projeto Lean Six Sigma.

Esse conceito engloba o que será obtido pela empresa no longo prazo.

A classificação de um Soft Saving pode ser feita em duas categorias diferentes:

 

Soft Saving Intangível

 

São ganhos de difícil quantificação, como melhora da satisfação no trabalho e, por parte do cliente, redução dos prazos de entrega, aumento da confiança no trabalho e otimização da imagem da empresa perante o mercado.

Apesar de intangíveis, são de extrema importância pois afetam o bottom line, ou seja, o resultado final do projeto.

Veja bem, prazos de entrega mais curtos ajudam nas vendas, mas também reduzem o custo dos clientes que ligam para verificar seus pedidos. Assim como maior confiança significa que os gerentes gastam menos tempo justificando as coisas para os funcionários e garantindo que as coisas estão sendo feitas devidamente. Entende? Os benefícios são claros, mas quanto em lucro eles resultam é difícil saber.

 

Soft Saving com valor não fixo

 

O segundo tipo de Soft Saving é aquele que, provavelmente, resultará em uma economia quantificável. Porém, como depende de tantas projeções e estimativas, um valor fixo não pode ser estipulado.

Considere a instalação de um dispositivo de segurança em uma máquina da linha de produção. Haverá economias intangíveis devido ao aumento da satisfação no trabalho que os funcionários experimentarão ao sentir que a organização se preocupa com eles.

Por outro lado, há também uma economia potencial em custos médicos ou jurídicos se um funcionário ficou ferido. Mas, como há uma série de fatores que podem influenciar nesses custos, é difícil dizer ao certo qual será o seu valor.

 

Qual é a diferença entre um Soft Saving e um Hard Saving?

 

Um Hard Saving, ao contrário de um Soft Saving, é um ganho imediato que se observa com a implementação de um projeto Lean Six Sigma. Apresenta-se como um benefício direto facilmente identificável ao analisar um relatório financeiro ou o EBITDA, por exemplo.

Geralmente, é o que mais recebe importância pelas empresas por se manifestar no curto prazo.

Apesar disso, os Soft Savings podem ser igualmente relevantes ou até mais. Dessa forma, ambos os ganhos devem ser considerados na implementação da metodologia Lean Six Sigma.

Exemplos de Hard Savings:

  • Redução no custo unitário de operação

  • Redução no custo unitário de produção

  • Redução no custo de transação

  • Redução de mão de obra

  • Redução de retrabalho

  • Aumento de volume expedido no lote

 

Porque se preocupar com Soft Savings?

 

Ao implementar a metodologia DMAIC no Lean Six Sigma, sabemos a importância da etapa de controle. Afinal, não adianta garantir resultados incríveis com o projeto se eles não serão mantidos! É nessa etapa que será analisado se a mudança foi realmente benéfica para a empresa.

Uma das formas de verificar a positividade do impacto é analisando-se os Hard Savings e Soft Savings.

E, o mais importante, pensar no longo prazo pode trazer resultados muito mais expressivos. Muitas vezes, as empresas buscam o ganho imediato e não querem investir no caminho mais demorado. Entretanto, os Soft Savings podem acarretar resultados ainda melhores e duradouros.

 

Aprenda mais!

 

Como você viu, um projeto Lean Seis Sigma pode trazer inúmeros ganhos às empresas, como os Hard Savings e Soft Savings.

Se você tem interesse em conhecer mais a respeito dessa metodologia e conseguir gerar resultados incríveis, faça já o curso gratuito de White Belt em Lean Seis Sigma. Garanto que você não vai se arrepender!