O que é Análise Ergonômica do Trabalho?
Quais os benefícios da Análise Ergonômica do Trabalho?
5 etapas da Análise Ergonômica do Trabalho!
Como realizar a Análise Ergonômica do Trabalho?
Continue aprendendo!

Quer proporcionar mais segurança no ambiente de trabalho? Conheça a AET!

Conheça a Análise Ergonômica do Trabalho (AET), metodologia voltada para proporcionar ambientes de trabalho mais seguros e capazes de aumentar a produtividade.

Thiago Coutinho
Por: Thiago Coutinho
Quer proporcionar mais segurança no ambiente de trabalho? Conheça a AET!

Proporcionar um ambiente seguro e confortável para que os colaboradores de uma empresa realizem as suas atividades é fundamental para que haja produtividade e satisfação. Por isso, muitas organizações têm investido na Análise Ergonômica do Trabalho (AET).

Essa metodologia visa oferecer integridade física e saúde para os profissionais e para que a adaptação das condições de trabalho seja adequada às características psicofisiológicas a Análise Ergonômica do Trabalho (AET) deve seguir os parâmetros estabelecidos pela Norma Regulamentadora 17 do Ministério do Trabalho e Previdência.

Sendo assim, é possível notar que a AET vai além das exigências regulamentares. Afinal, ela impacta positivamente no dia a dia e na produtividade do trabalhador. Por isso, você precisa conhecer sobre o assunto e colocá-lo em prática na sua organização. Para isso, confira:

●        O que é Análise Ergonômica do Trabalho?

●        Quais os benefícios da Análise Ergonômica do Trabalho?

●        Como realizar a Análise Ergonômica do Trabalho?

●        5 etapas da Análise Ergonômica do Trabalho!

Vamos à leitura?

O que é Análise Ergonômica do Trabalho?

A Análise Ergonômica do Trabalho (AET) é um conjunto de práticas voltadas para atender a norma regulamentadora n° 17 cujo objetivo principal consiste em proporcionar aos profissionais ambientes de trabalho seguros e funcionais.

Em outras palavras, a Análise Ergonômica do Trabalho deve garantir aos colaboradores de uma empresa conforto e segurança para que eles possam desempenhar as suas funções laborais.

Para atingir esse objetivo, é realizada a avaliação dos seguintes aspectos apontados na NR-17:

●  Mobiliário e equipamentos;

●   Transporte, levantamento e descarga de materiais;

●  Condições gerais e específicas dos ambientais do posto de trabalho;

●    Organização do trabalho.

Com isso, a AET será capaz de promover um ambiente de trabalho organizado e seguro que otimize questões físicas, ambientais, cognitivas e organizacionais. Mas esse não é o único benefício da aplicação dessa prática. Veja em detalhes a seguir!

Quais os benefícios da Análise Ergonômica do Trabalho?

Realizar a Análise Ergonômica do Trabalho é uma das formas de garantir que os colaboradores de uma empresa tenham um local adequado para realizar as suas funções laborais. Sendo assim, ela se pauta em promover saúde e segurança de maneira efetiva.

Nesse sentido, essa metodologia vai muito além de simplesmente cumprir a norma regulamentadora n° 17. Ela também traz benefícios como:

●  Aumento da motivação e produtividade do colaborador: dado que o posto de trabalho oferece condições para otimizar as tarefas a serem executadas com menos gasto de energia e mais segurança;

●  Melhora da qualidade de vida: com condições de trabalho mais favoráveis e voltadas para o cuidado com a saúde, as pessoas tendem a viver melhor física e mentalmente;

●  Diminuição de afastamentos: com a adaptação das condições do ambiente de trabalho de acordo com a norma nr 17, os colaboradores têm menos doenças ocupacionais e consequentemente há reduções nos afastamentos;

●  Menor números de acidentes: a atenção à segurança do trabalho impacta na redução de fatores de risco que causam acidentes;

●  Promoção do bem-estar: a organização do trabalho pautada na redução dos riscos ergonômicos diminui o estresse no ambiente e promove maior satisfação dos colaboradores;

●  Fortalecimento da marca: muitas empresas também podem utilizar as ações de Análise Ergonômica do Trabalho para aumentar a credibilidade com os colaboradores, investidores e até mesmo clientes;

● Diminuição de gastos a médio e longo prazo: apesar de envolver gastos iniciais, essa prática pode impactar na redução de custos e despesas. Por exemplo os relacionados a rotatividade e suprimento por ausências.

Agora que você já entendeu o que é e quais os benefícios de se aplicar a Análise Ergonômica do Trabalho, é hora de entender como fazer isso na prática. Confira a seguir as 5 etapas da AET.

5 etapas da Análise Ergonômica do Trabalho!

O método AET pode ser dividido em cinco etapas. Para que você entenda na prática os conceitos e propósitos de cada uma delas, separamos detalhes sobre as suas características abaixo. Confira!

1. Análise da demanda

A análise da demanda, também chamada de análise de contexto, é o ponto de partida para aplicar o método AET. Seu principal objetivo é entender os problemas e a dimensão deles no ambiente de trabalho.

2. Análise da tarefa em um posto de trabalho

A segunda etapa é a análise da tarefa de um posto de trabalho voltada. Ela tem como objetivo compreender o conjunto de objetivos de cada função.

Durante essa etapa é possível utilizar metodologias como entrevistas com colaboradores para a coleta de insumos para a análise.

3. Análise da atividade

Para complementar a etapa anterior, realiza-se a análise das atividades. Nela serão verificadas as ações dos colaboradores na prática, fazendo a como se fosse uma gestão de tarefas.

Nesse momento compara-se dois cenários: o que um cargo tem como atividades prescritas e o que de fato é executado. Assim, será mais fácil identificar os problemas e desafios a serem solucionados.

4. Formulação do diagnóstico

Com todos os insumos em mãos, é o momento de fazer o diagnóstico e procurar descobrir as causas que provocam o problema descrito e analisado nas etapas anteriores.

Nesse momento deve-se fazer uma análise minuciosa sobre todos os fatores que podem influenciar na atividade de trabalho. Como por exemplo: rotatividade, equipamentos, qualificações, proporção de acidentes, entre outros.

5. Recomendações ergonômicas

Por fim, chega a hora de concluir o processo de Análise Ergonômica do Trabalho com recomendações. Elas se referem a um conjunto de ações que deverão ser tomadas para resolver os problemas diagnosticados.

As recomendações ergonômicas podem ser feitas por meio de relatório detalhados que descrevam minuciosamente todas as etapas necessárias para a resolução do problema. O ideal é que sejam estabelecidas responsabilidades e prazos.

De maneira macro, essas são as cinco fases do processo de aplicação da Análise Ergonômica do Trabalho. No entanto, para que fique ainda mais fácil colocá-la em prática, confira as ações micro. Veja abaixo!

Como realizar a Análise Ergonômica do Trabalho?

Diante das etapas que você acabou de conhecer, é possível destrinchar ações mais detalhadas para realizar a Análise Ergonômica do Trabalho de maneira eficaz. Entre elas podemos destacar:

Conhecimento do setor: analisar o setor de negócio, atividades desenvolvidas e grau de risco;

●  Análise da concorrência: avaliação os modelos trabalhados em empresas que atuam no mesmo nicho ou em similares;

●  Mapeamento de objetivos: entender quais são os objetivos principais da aplicação da AET em cada uma das áreas. Como por exemplo: aumento da segurança ou melhora da qualidade de trabalho;

●  Análise da empresa e projeções: levantar o número de funcionários, capacidade produtiva, equipamentos e infraestrutura;

●  Perfil dos funcionários: estatura e pesos médios para ajuste de equipamentos e materiais;

Descrição de processos e tarefas: detalhamento das funções e tarefas a serem executadas, pode-se inclusive montar fluxogramas com o modelo ideal e real para realizar comparações e ajustes;

●  Avaliação de aspectos externos: averiguação de todos os fatores que podem impactar no ambiente de trabalho, como questões ambientais, climáticas e econômicas;

●  Relatórios de recomendações detalhados: elaboração de fluxogramas com todos os detalhes, como passos para execução, tempo estimado de cada tarefa, formas de integração com outras áreas e sistemas, como MRP;

●  Acompanhamento constante: avaliação periódica da eficiência da prática das recomendações e análise de novos possíveis GAPs.

Continue aprendendo!

Com o KIT Ferramentas de Gestao para Salvar seu Negocio, você terá acesso aos eBooks: "Business Model Canvas", "Planejamento de metas para empresas", "5 práticas exemplares de liderança"; as planilhas "Análise SWOT", "Diagnóstico empresarial", "Planejamento estratégico", "Plano de negócios" o vídeo "10 livros que todo gestor deveria ler" o Workshop "Planejamento de metas para empresas" e a Websérie "Mundo Empreendedor".

Se interessou? Não perca tempo e baixe agora mesmo seu kit completo!

Ferramentas de Gestao para Salvar seu Negocios

Thiago Coutinho

Thiago Coutinho

Thiago é formado em Engenharia de Produção, pós-graduado em estatística e mestre em administração pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Black Belt em Lean Six Sigma, trabalhou com metodologias para redução de custos e otimização de processos na Votorantim Metais, ingressando posteriormente na MRS Logística como trainee, onde ocupou posições de gestor e especialista em melhoria contínua. Com certificação Microsoft Office Specialist (MOS®) e Auditor Lead Assessor ISO 9001, atendeu a diversas empresas em projetos de consultoria, além de treinamentos e palestras relacionadas a Lean Seis Sigma, Carreira e Empreendedorismo em congressos de renome nacional como o ENEGEP (Encontro Nacional de Engenharia de Produção) e internacional como Congresso Internacional Six Sigma Brasil. No ambiente acadêmico atua como professor de cursos de Graduação e Especialização nas áreas de Gestão e Empreendedorismo. Empreendedor serial, teve a oportunidade de participar de empreendimentos em diversos segmentos. Fundador do Grupo Voitto, foi selecionado no Programa Promessas Endeavor, tendo a oportunidade de receber valiosas mentorias para aceleração de seus negócios. Atualmente é mentor de empresas e se dedica à frente executiva da Voitto, carregando com seu time a visão de ser a maior e melhor escola on-line de gestão do Brasil.

planilha ferramentas de gestão

QUER RECEBER CONTEÚDO VIP?

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.

Respeitamos sua privacidade e nunca enviaremos spam!

voitto.com.br

© Copyright 2008 - 2024 Grupo Voitto - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

Ferramentas De Gestão

Para baixar o material, preencha os campos abaixo:

Possui graduação completa?

Concordo em receber comunicações de acordo com a Política de Privacidade.