O que é XML?
Quais as funcionalidades do XML?
Quais as diferenças entre XML e HTML?
3 formas de abrir arquivos XML
Gostou desse conteúdo? Então venha ser um profissional cada vez mais completo com a Voitto!

Descubra o que é a linguagem XML e como ela pode facilitar processos!

XML é a linguagem de marcação mais utilizada para trabalhar dados. Afinal, ela possibilita a personalização e é simples de manusear.

Thiago Coutinho
Por: Thiago Coutinho
Descubra o que é a linguagem XML e como ela pode facilitar processos!

Para que um site ou página da web tenha todos os mecanismos que você costuma ver, existem diversas ferramentas por trás. Uma delas é conhecida como XML.

Sua grande utilização pode ser causa da simplicidade de personalização e sua praticidade. Com isso, muitos desenvolvedores se pautam nessa estrutura para utilizar plataformas de fácil atualização.

Sendo assim, se você quer conhecer mais sobre o formato XML e como ele permite que layout, imagens, texto e outras mídias fazem parte de conteúdo, sejam interpretados pelas máquinas e apresentados de maneira correta para os usuários dele, acompanhe essa leitura até o final.

●     O que é XML?;

●     Quais as funcionalidades do XML?;

●     Quais as diferenças entre XML e HTML?;

●     3 formas de abrir arquivos XML.

O que é XML?

XML é a sigla utilizada para designar a expressão em inglês Extensible Markup Language. Para explicar em português, é fácil resumir como uma linguagem de marcação que tem como objetivo definir o conjunto das regras para a codificação de arquivos e documentos.

Sendo assim, o formato XML tem três pilares principais: a simplicidade, a generalidade e a usabilidade. Afinal, busca por um padrão descomplicado e compreensível para diferentes servidores e plataformas.

Para alcançar isso, o XML divide o arquivo em duas partes. A primeira delas é chamada de "prolog" e está ligada a metadados administrativos. Esse ponto permite a sua utilização pela Receita Federal, nas notas fiscais eletrônicas e no certificado digital, por exemplo.

A segunda parte é conhecida como "body". Como a própria tradução já insinua, o corpo diz respeito à estrutura e ao conteúdo do arquivo. Permitindo a personalização do documento.

Devido a essas possibilidades de personalização, o formato XML tem inúmeras funcionalidades e benefícios para o usuário. Veja mais sobre elas!

Quais as funcionalidades do XML?

A linguagem XML possibilita diversas interfaces e funções. Para que você entenda quais são elas, separamos as principais. Veja a seguir!

Alta versatilidade e uso fácil para criação de novas linguagens web

O XML pode ser a base para a criação de novas linguagens na internet, como por exemplo:

●     WSDL;

●     XHTML;

●     SMIL;

●     RDF e OWL;

●     WAP e WML;

●     RSS.

Dinamismo de manuseio de dados HTML

O uso de HTML para exibição e layouts nem sempre é algo fácil. Afinal, essa é uma alternativa que demanda altos esforços em edição.

No entanto, como alternativa, é possível separar e armazenar em arquivos XML as informações necessárias e codificar em diferentes linguagens de programação para que eles sejam apresentados na interface com o usuário nas páginas da web.

Facilidade no compartilhamento de dados

Para que diversas aplicações e bancos de dados conversem entre si, é preciso que os dados sejam compatíveis. No entanto, isso na maior parte das vezes é um desafio devido aos seus diferentes formatos.

Diante disso, o uso de XML pode ser uma alternativa. Afinal, com o armazenamento nesse formato os textos serão simplificados, facilitando a criação de informações e dados que possam ser compartilhados por diversos aplicativos.

Expansão da disponibilidade de dados

Por ser um formato de fácil acesso, o XML disponibiliza dados para diferentes tipos de interface, como computadores, smartphones, gravadores, feeds de notícias, entre outros.

Maior acessibilidade

Em continuação a funcionalidade anterior, os formatos XML também podem ser facilmente manuseados aumentando a acessibilidade para pessoas com deficiência, como cegos e surdos.

Possibilidade de interface em diferentes plataformas

Quando os dados estão armazenados em XML em formato de texto é mais fácil a integração e atualização de novos sistemas de gestão e processos. Sendo assim, fica mais fácil a interface em diferentes plataformas sem perda de informações.

Dentro os exemplos dessa possibilidade, está o uso dos formatos XML para as notas fiscais eletrônicas (NFE). Além disso, esse é o arquivo que permite confirmação de autenticidade por chave de acesso, validação da inscrição estadual e outras informações necessárias.

Para que você compreenda ainda mais o conceito de XML, é necessário sanar algumas dúvidas comuns sobre as suas diferenças e semelhanças ao HTML. Por isso, confira o tópico abaixo!

Quais as diferenças entre XML e HTML?

HTML (Hypertext Markup Language), assim como o XML, também é a linguagem de marcação. No entanto, o seu objetivo está na construção de páginas web. Por isso, a sua utilização é focada na estrutura, layout e modo de exibição de algo no navegador.

Isso posto, as diferenças entre XTML e XML podem ser resumidas em:

●     XML é uma linguagem baseada em texto e por isso pode definir outras linguagens de marcação. Já o HTML possui modelo pré-definido e capacidade limitada;

●     XML é mais maleável e composto por "proxy" e "body", enquanto o HTML é determinado e pode ser desenvolvido no conjunto entre tags "head" e "body";

●     O arquivo XML é capaz de fazer a distinção entre as escritas em letras minúsculas e maiúsculas, já a HTML é insensível a essa diferença;

●     XML é uma linguagem de marcação voltada para dados, por isso, pode ser usada em documentos fiscais e assinatura digital. Já o HTML tem foco nas estruturas de apresentação;

●     Os formatos XML não permitem erros, já em HTML é possível negligenciar alguns detalhes incertos;

●     As tags XML são fechadas, enquanto as HTML podem ser abertas.

Vamos para a prática? Descubra como abrir arquivos XML e quais os melhores meios para conseguir visualizá-los e editá-los.

3 formas de abrir arquivos XML

Existem algumas formas de abrir arquivos XML e cada uma delas pode ser mais eficaz a depender da necessidade do usuário. Conheça as principais:

Excel

O Excel não é considerado como o programa ideal para a abertura de arquivos XML, no entanto, ele pode ser utilizado de maneira eficaz.

Para isso, basta abrir o aplicativo no seu computador e depois buscar o arquivo que você deseja. Ao clicar nele, o Excel automaticamente abrirá uma mensagem para a confirmação da leitura como tabela XML.

Dessa forma, será possível ter acesso aos dados e também manuseá-los de maneira simples.

Bloco de notas

O bloco de notas também é uma das formas de abrir arquivos em XML. Para executar essa ação o passo a passo é muito parecido com o anterior.

Basta acessar o aplicativo, clicar na opção "arquivo" e logo após encontrar o seu documento escolher a opção "abrir".

Navegador web

Por fim, também é possível ter acesso a documentos XML através do próprio navegador da web. No entanto, essa opção só permite a visualização clara das informações e não a edição das mesmas.

Gostou desse conteúdo? Então venha ser um profissional cada vez mais completo com a Voitto!

Com o curso de Formação em Cientista de Dados aprenda a não ser um profissional do óbvio e fale a linguagem dos dados!

A Formação de Cientistas de Dados é composta pelos cursos Fundamentos Essenciais para Python, Python Intermediário para Análise de Dados e Tópicos Avançados em Python para Análise de Dados. Além disso, preparamos quatro bônus especiais para complementar sua formação.

Nesta trajetória, o Mestrando em Modelagem Computacional, Iago Rosa, te conduzirá por uma trilha de aprendizado que passará desde a lógica básica de programação em Python até a utilização de bibliotecas essenciais para organização, análise e visualização de dados, como NumPy, Matplotlib, Pandas e Seaborn

Está esperando o que? Faça já o seu curso e se especialize!

Formação em Cientista de Dados

Thiago Coutinho

Thiago Coutinho

Thiago é formado em Engenharia de Produção, pós-graduado em estatística e mestre em administração pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Black Belt em Lean Six Sigma, trabalhou com metodologias para redução de custos e otimização de processos na Votorantim Metais, ingressando posteriormente na MRS Logística como trainee, onde ocupou posições de gestor e especialista em melhoria contínua. Com certificação Microsoft Office Specialist (MOS®) e Auditor Lead Assessor ISO 9001, atendeu a diversas empresas em projetos de consultoria, além de treinamentos e palestras relacionadas a Lean Seis Sigma, Carreira e Empreendedorismo em congressos de renome nacional como o ENEGEP (Encontro Nacional de Engenharia de Produção) e internacional como Congresso Internacional Six Sigma Brasil. No ambiente acadêmico atua como professor de cursos de Graduação e Especialização nas áreas de Gestão e Empreendedorismo. Empreendedor serial, teve a oportunidade de participar de empreendimentos em diversos segmentos. Fundador do Grupo Voitto, foi selecionado no Programa Promessas Endeavor, tendo a oportunidade de receber valiosas mentorias para aceleração de seus negócios. Atualmente é mentor de empresas e se dedica à frente executiva da Voitto, carregando com seu time a visão de ser a maior e melhor escola on-line de gestão do Brasil.

Primeiros passos com Python, baixe agora!

QUER RECEBER CONTEÚDO VIP?

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.

Respeitamos sua privacidade e nunca enviaremos spam!

voitto.com.br

© Copyright 2008 - 2024 Grupo Voitto - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

Primeiros Passos Com Python

Para baixar o material, preencha os campos abaixo:

Possui graduação completa?

Concordo em receber comunicações de acordo com a Política de Privacidade.