Uma boa Gestão de Recursos Humanos é estratégica para organizações. Esta planilha permite o controle de seus principais indicadores, visando garantir o desenvolvimento, atração e retenção do capital humano nas empresas. Assim, contribui no direcionamento e cogestão das decisões e práticas organizacionais.

 

Faça junto com a gente!

 

Para você poder acompanhar este artigo de forma dinâmica, estamos disponibilizando uma planilha de indicadores de recursos humanos totalmente editável para você preencher com os seus dados! Com ela, realizar a gestão de pessoas da sua organização vai se tornar muito fácil! Basta clicar no botão abaixo:

 

 

Você pode conferir o funcionamento da planilha na vídeo-aula abaixo:

 

 

Posso te explicar os passos mais detalhadamente...

 

Você conseguirá controlar seus dados de forma profissional e organizada.

 

 

Os Indicadores

 

Aqui, você acompanha e controla os principais indicadores do seu setor de RH. Na primeira aba, “Indicadores”, é onde entraremos com os dados. Ela é dividida em 4 tabelas, note que algumas células estão coloridas de azul, estas células não devem ser editadas, pois estão com fórmulas que já gerarão o resultado automaticamente. Portanto, as únicas células que devem ser preenchidas são as brancas.

O preenchimento delas se dá da seguinte forma:

 

1. Número de funcionários

 

 

Na linha “número de funcionários”, o único mês que deve ser preenchido é o de Janeiro. Depois disso, você só precisa inserir o número de novas contratações e de demissões que o cálculo é feito automaticamente.

Além disso, você pode observar os dois primeiros indicadores de RH. O primeiro é a variação do número de funcionários por mês, que permite fazer com que você entenda se está tendo muitas baixas ou não. O outro é a taxa de turnover, que basicamente indica a rotatividade de pessoal na sua empresa, mostrando uma relação entre admissões e demissões.

 

2. Receita e folha de pagamento

 

 

A segunda tabela faz referência à receita bruta da sua empresa e ao valor da folha de pagamento. No caso da Receita Bruta, basta adicionar o valor faturado pela sua empresa no mês em questão.

Para chegar ao valor referente à folha de pagamento, você precisa preencher mês a mês os gastos com salário, pró-labore, hora-extra, comissões, benefícios e outros custos.

Para facilitar a obtenção destes valores, basta ter uma planilha de Fluxo de Caixa para acompanhamento mensal dos itens descritos.

 

3. Receita e custo por funcionário

 

 

Essa tabela gera automaticamente a receita e custos por funcionário mensalmente. Basicamente, é uma simples divisão da sua Receita Bruta e do seu Custo com Folha Salarial pelo número de funcionários no mês correspondente.

 

4. Treinamentos e Ações de Integração

 

 

A última tabela se refere ao número de treinamentos e ações de integração realizadas na empresa. Esses indicadores podem ser uma ótima forma de analisar a qualidade da relação com seus colaboradores e basta preencher com o número de treinamentos e ações realizados ao longo do mês em questão.

Essas informações alimentam os gráficos que se encontram na próxima aba da planilha (“Gráficos”), facilitando a visualização, entendimento e análise das informações.

 

Análise dos Gráficos

 

As primeiras informações que encontramos na aba “Gráficos” são a receita por funcionário e o custo por funcionário no ano.

 

 

Vale a pena observar que, se o seu custo por funcionário estiver maior ou muito próximo das receitas por funcionário, muito provavelmente você está tendo prejuízo, pois esse cálculo não leva em conta impostos, custos fixos e diretos.

Abaixo, temos os gráficos:

 

1. Número de funcionários: Neste gráfico, as colunas verdes mostram o número total de funcionários no final de cada mês. Mudanças muito bruscas de um mês para outro podem indicar algum problema de gestão ou de insatisfação de seus colaboradores.

 

 

2. Taxa de turnover: A linha vermelha mostra sua taxa de turnover. Quanto maior ela for, indica que você está tendo grandes variações de contratações e/ou demissões, por isso fique atento a esse indicador importantíssimo de RH.

 

 

3. Receita bruta X folha de pagamento: Esse gráfico mostra a relação entre sua receita bruta e a folha de pagamento. Se a sua receita bruta não for muito maior que a sua folha de pagamento, provavelmente, você enfrentará problemas quando tiver que pagar seus custos diretos e indiretos.

 

 

4. Folha de pagamento e Treinamento e Integração: O primeiro gráfico, indica a divisão dos principais itens da folha de pagamento, para você saber o que está te custando mais. Já o segundo, mostra mês a mês o número total de treinamentos e ações de integração que você promoveu.

 

 

Viu como é fácil?

 

Com essa planilha pronta, é possível controlar os indicadores de RH no Excel de forma bem fácil, não é mesmo? Entretanto, pode parecer um pouco mais difícil para quem ainda não domina o excel. Mas fica tranquilo que a Voitto te ajuda! 

Se você está um pouco confuso com algumas funções ou formatações do Excel e deseja aprender o necessário para conseguir utilizar esse software de forma proveitosa, você não pode perder o curso de Introdução ao Excel.

E quer saber mais? O curso é totalmente GRATUITO! Isso mesmo, a Voitto disponibiliza para você de graça um curso onde você aprenderá desde formatação de células até um entendimento de tabelas dinâmicas.

Está esperando o que? Não perca tempo e clique na imagem abaixo para começar o curso!