Ser hoje melhor que ontem e amanhã melhor do que hoje. Essa é a base para começar a te explicar o que é Kaizen, afinal, ele está intimamente relacionado a melhoria contínua.

Empresas cada vez mais fortes, um mercado cada vez mais exigente, consumidores cada vez mais apressados. Todos esses fatores juntos tem contribuído para o método kaizen ser cada vez mais difundido dentro de organizações em geral, independente do seu tamanho.

Nesse momento, muitas pessoas têm se deparado pela primeira vez com esse termo, outras até conhecem um pouco, mas não sabem verdadeiramente o que significa e de onde surgiu. Mas fique tranquilo, todas as suas dúvidas sobre o Kaizen serão solucionadas nesse artigo, então vem comigo nessa jornada de conhecimento!

 

O que é Kaizen?

 

“Em japonês, Kaizen significa melhoria contínua. Essa palavra sugere uma melhoria que envolve a todos, gerentes e operários, inferindo também o significado de baixas despesas. A filosofia Kaizen sugere que a nossa maneira de viver, tanto no ambiente profissional quanto no pessoal, deve estar focada em um esforço constante de melhoria.” (Masaaki Imai –  Guru da Gestão Enxuta)

Essa para mim é a melhor definição de Kaizen, pois abrange tudo aquilo que o Kaizen aborda. Mas se quiser mais definições, Kaizen é:

  • Ensinar as pessoas a terem recursos;

  • Uma cultura de melhoria contínua;

  • Perseguir uma meta;

  • Transferência de conhecimento;

  • Saber quando eliminar, reduzir ou mudar uma atividade.

 

Quando li sobre Kaizen pela primeira vez, a primeira pergunta que me fiz foi: onde surgiu algo tão incrível? Quem teve essa ideia fantástica e por quê? Se você está se perguntando isso, continue lendo para ver que muitas vezes ideias incríveis surgem de momentos difíceis.

 

Onde surgiu o conceito de Kaizen?

 

O surgimento desse conceito veio da necessidade! Isso mesmo, após a Segunda Guerra Mundial, o Japão se encontrava devastado, sem muitos recursos, e precisava encontrar uma forma de competir com grandes marcas, como por exemplo, a Ford.

Foi aí que nasceu a metodologia Kaizen de melhoria contínua. Produzir mais utilizando menos só seria possível através de processos de melhoria, portanto, as empresas japonesas começaram a trabalhar sempre pensando na qualidade do processo.

O sistema Kaizen visava:

  • Obtenção de lucro para a empresa;

  • Cultura participativa dos funcionários;

  • Melhorias ditadas pela necessidade;

  • Eliminação de desperdícios;

  • Proporcionar satisfação aos clientes;

 

É importante ressaltar para você que o Kaizen nasceu dentro do Lean Manufacturing, uma metodologia completa para tornar as empresas cada vez mais eficientes, entregando ao cliente o que ele quer, na hora que ele quer, e da maneira exata como deseja.

O mais incrível do método Kaizen é que ele pode ser aplicado em qualquer empresa, independente do seu porte ou número de funcionários. Afinal, em qualquer organização é possível melhorar processos continuamente, não é mesmo?

Contudo, deixo claro que apesar de ter esta flexibilidade, adotá-lo de maneira isolada não é o caso ideal, e os resultados tendem ser bem abaixo dos que poderiam ser alcançados através de um sistema de produção enxuta bem estruturado. Ficou curioso? Vamos lá!

 

Sistemas de apoio ao Kaizen

 

Existem dois sistemas essenciais que devem ser adotados caso o objetivo seja melhorar a produtividade da organização como um todo. São eles:

 

Ao adotar o Kaizen em conjunto com esses sistemas, e claro, com um sistema de gestão da qualidade, os resultados tendem a melhorar exponencialmente!

Como nosso objetivo aqui é decifrar o Kaizen, não falarei sobre esses dois sistemas. Caso queira, basta clicar nos links, pois temos artigos completos explicando cada um deles.

 

As prioridades do Kaizen

 

A utilização da Metodologia Kaizen considera alguns aspectos do processo produtivo da organização. Logo, geralmente, suas atividades são realizadas envolvendo Mão-de-obra, Máquina, Material e Método.

A prioridade do Kaizen na Sistema Toyota  de Produção é agir na seguinte sequência:

 

 

Mas como podemos estabelecer uma ordem de prioridade de ações que devem ser realizadas em cada uma dessas áreas? Isso pode ser feito através da seguinte análise:

 

 

O focos do Kaizen deve ser aquelas atividades que terão alto impacto nos resultados com o menor esforço possível. Ou seja, olhando para o gráfico, você deve começar por aquelas atividades que se enquando na classe C1, certo?

Vamos então analisar cada uma das áreas se aplicação do Kaizen.

 

1 - Mão de Obra

 

A aplicação do método kaizen na mão de obra visa a elaboração do (POP) Procedimento Operacional Padrão. Ou seja, criar uma rotina a ser executada baseada na experiências dos trabalhadores, de forma a evitar erros.

Mas por que padronizar? Vou te responder com outra pergunta. Já pensou como seria difícil, ou até mesmo impossível, manter a qualidade numa montadora de automóveis que trabalha com 3 turnos diferentes se não houvesse um padrão a ser seguido?

Por isso o padrão deve ser obedecido e seguido por todos, pois somente dessa forma é possível diminuir erros e observar movimentos desnecessários no trabalho e, assim, eliminar o desperdício.

 

 

2 - Método

 

Aqui a ideia é simples. Imagine um processo que já inicie utilizando o sistema Kaizen e um processo que começou com muitos desperdícios, e depois foi aplicado esse método. Qual você acha que vai obter resultados mais rápidos?

Com certeza o que já começou utilizando essa filosofia vai atingir o topo primeiro. Ou seja, o Kaizen pode ser utilizado tanto para melhorar processos existente, como também para criação de projetos de forma enxuta, visando redução de custos e alcançar grandes resultados de maneira muito mais rápida.

 

3 - Material

 

Nessa área a metodologia Kaizen é utilizada para promover a produção enxuta, que tem como base o sistema puxado. Ou seja, as peças devem chegar conforme o necessário, na quantidade, no momento e local certo, que é a premissa do sistema de produção Just in Time.

Com esse pensamento, a ideia de ter estoques de produtos se torna ultrapassada, pois estoque é produto que teve custo, mas não obteve lucro. Além disso, ocupa espaço que poderia estar sendo utilizando para algo produtivo.

Dessa forma, os lotes de componentes devem ser fabricados de forma proporcional a demanda do cliente, com forte apelo para a gestão à vista.

 

 

4 - Máquinas

 

Nessa etapa, o Kaizen é utilizado para aumentar a disponibilidade das máquinas utilizadas no processo. Afinal, tempo de setup e manutenção, segundo o conceito de valor agregado do Lean, são desperdícios.

Dessa forma, a meta de parada é zero, busca-se reduzir ao máximo o tempo de setup dos equipamentos e melhorar a utilização das máquinas.

Isso pode ser feito através da manutenção preventiva, de forma a prevenir possíveis falhas durante o processo, ocorrendo perda de toda a linha de produção.

 

 

Como aplicar o Kaizen?

 

Essa metodologia é aplicada através do chamado evento kaizen. É um programa de melhoramento contínuo baseado no trabalho em equipe e na utilização das habilidades e conhecimentos do pessoal envolvido.

Nele, forma-se uma equipe de 5 a 10 participantes, com o intuito de implementar o trabalho em uma semana, geralmente 5 dias úteis. É literalmente fomentar a criatividade antes de gastar dinheiro, pensar em todo o planejamento antes de sair fazendo.

 

Seleção da área de trabalho Kaizen

 

Mais acima te mostrei a lista de prioridades para aplicação do Kaizen no Sistema Toyota de produção. Baseado nessas prioridades, deve-se escolher a área de aplicação da seguinte maneira:

  • Linhas de produtos com maior volume: é fácil entender o motivo dessa escolha, não é mesmo? Quanto maior o volume de produção da linha escolhida, maior o impacto do evento Kaizen no resultado final.

  • Observe a produção: observar é o primeiro ponto para criar o fluxo contínuo de um produto na linha de produção.

  • Faça o caminho reverso: faça o caminho reverso, ou seja, ao invés de ir da matéria prima até o produto acabado, você deve ir do produto acabado até a matéria prima.

 

 

Beleza! Você sabe as prioridades, sabe como escolher a área de atuação, mas como identificar oportunidades de melhoria? É isso que vou lhe mostrar agora…

 

O planejamento e a execução do evento Kaizen

 

De maneira geral, o Kaizen segue um formato padronizado, obedecendo ao ciclo PDCA para a resolução de problemas:

 

 

Com todo o conhecimento adquirido sobre o que é Kaizen, onde surgiu esse conceito, quais as prioridades, como identificar melhorias e seguindo essas 4 etapas para sua aplicação, você conseguirá fazer um bom evento, obter bons resultados e estabelecer uma cultura de melhoria contínua dentro da sua organização.

 

E aí, pronto para aplicar o Kaizen na sua empresa?

 

O método Kaizen está se tornando cada vez mais popular, pois quanto mais o mercado fica competitivo, mais as empresas buscam soluções, como a metodologia Seis Sigma e o Lean Manufacturing para se destacarem.

E o Kaizen é um ponto chave dentro dessas metodologias para obter sucesso! Então está esperando o que? Chegou a hora de se tornar um líder Kaizen, e a Voitto pode te ajudar nisso.

Inscreva-se agora no curso Formação de Líderes Kaizen, onde você vai ter a oportunidade de conhecer a estratégia Lean Manufacturing, como o Kaizen se encaixa dentro do Lean, tudo sobre um evento Kaizen e ver detalhadamente tudo que é feito em cada dia de uma semana Kaizen.