Você já deve ter ouvido falar das criptomoedas. Um tema que é cercado de interesse e dúvidas é o de como minerar Bitcoin, a pioneira e mais famosa moeda virtual. 

Desde que foi apresentada por Satoshi Nakamoto, em 2008, um dos aspectos mais importantes era tornar a rede da moeda sustentável. Essa ação foi possível graças ao processo de mineração da moeda.

Esse ponto foi, sem dúvidas, uma forma de ganhar dinheiro e um dos mais atrativos que popularizou a circulação da moeda. Para entender melhor como minerar Bitcoin, primeiro vamos passar por alguns tópicos para relembrar os principais termos.

  • O que é mineração de Bitcoin?
  • Como funciona a mineração de Bitcoin?
  • Como minerar Bitcoin de forma segura?
  • Vale a pena começar a minerar Bitcoin em casa?

Então, prepare-se! Você está prestes a adquirir mais um conhecimento, o de como minerar Bitcoin de forma segura e eficiente.

 

O que é mineração de Bitcoin?

 

Minerar Bitcoin é um processo de adicionar novas transações ao protocolo de registro distribuído, blockchain.

O blockchain funciona por meio de uma cadeia de blocos digitais com o código criptografado, que armazenam as transações financeiras com uma identificação, como se fossem uma impressão digital do bloco. 

Esse processo de formação do bloco é recompensado pela emissão de novas moedas para os responsáveis pela atividade e também pela taxa de transação das transações validadas no processo. 

No início, era possível adquirir 50 novas moedas por cada bloco minerado. No entanto, de quatro em quatro anos, em um evento conhecido por Bitcoin Halving, essa recompensa cai pela metade.

Atualmente, após três eventos desses, o último em 2020, são emitidas 6,25 moedas para cada bloco minerado. Estima-se que leva cerca de dez minutos para a formação de um novo. Esse evento marca a produção de 210 mil novos blocos desde o último evento. 

Mesmo com a diminuição da recompensa, o processo de mineração ainda atrai muitos investidores. Mas para ter sucesso com esses investimentos, é essencial entender mais sobre o mercado financeiro.

Alguns conceitos principais como obter lucro, custos e despesas são básicos, mas que podem fazer a diferença nas suas próximas ações no mercado financeiro. Esses são apenas alguns dos tópicos que você encontrará no curso GRATUITO de Fundamentos Essenciais da Gestão Financeira.

Comece agora mesmo clicando no botão abaixo!

Curso de Fundamentos da Gestão Financeira

Pronto para saber como funciona o processo de mineração? Confira no próximo tópico!

 

Como funciona a mineração do Bitcoin?

 

A mineração de Bitcoin é feita graças a um software específico destinado a esse fim. Todos os computadores usuários desse sistema formam uma rede “peer to peer” (p2p). 

Dentro dessa rede pode ser formado o pool de mineração, isto é, um grupo de mineradores que se juntam para aumentar a capacidade de deciframento dos códigos.

Portanto, o processo de mineração fundamenta-se na tentativa de encontrar uma função matemática, conhecida como Hash, obtida pelo deciframento dos códigos gerados pelo software, por meio da resolução de equações matemáticas de alta complexidade.

Para resolver esses desafios, é necessário um auxílio computacional poderoso. Além disso, com a finalidade de aumentar a segurança desses dados, essa função tem compatibilidade com o último bloco transmitido.

A principal função do minerador, ou seja, o responsável pelo registro das novas transações, é a de validar as operações. O que conseguir decifrar primeiro esse código, recebe a recompensa em moedas.

Agora que você já sabe sobre o funcionamento da mineração, tenho certeza que deve estar se perguntando o que é necessário e como minerar Bitcoin? Não se preocupe o próximo tópico você entenderá. Vamos lá!

 

Como minerar Bitcoin de forma segura?

Conseguimos resumir para você em 5 passos:

 

1. Estude sobre o assunto

O primeiro passo de como minerar Bitcoin é, sem dúvidas, adquirir os conhecimentos necessários. As criptomoedas são tecnologias relativamente novas e muito voláteis. São consideradas investimentos de grande retorno, mas também acompanhadas de altos riscos. Por isso, é necessário que você conheça o mercado e os temas profundamente antes de se arriscar.

 

2. Tenha um bom hardware de mineração

Até 2013, era possível minerar bitcoin utilizando o seu computador pessoal. A partir dessa época, milhões de dólares foram investidos em poder computacional o que tornou a atividade caseira impensável. 

Hoje, já é possível comprar hardwares com apenas essa finalidade, isto é, resolver as equações matemáticas de hash, em sites especializado em mineração ou, até mesmo, o da Amazon. Para você ter uma ideia, uma máquina mineradora é tão potente que consegue ter a capacidade de resolução cem vezes maior

 

3. Baixe o software de mineração

Como dissemos anteriormente, você também vai precisar fazer o download de um software usado para fazer a mineração. Atualmente, os mais conhecidos são o CGMiner e o BFGMiner.

Mesmo tendo a mesma finalidade e permitirem que você se conecte com vários pools de mineração, os dois possuem algumas diferenças. 

Enquanto o primeiro, CGMiner, tem compatibilidade com praticamente qualquer sistema operacional, o BFGMiner sofreu algumas atualizações e foi desenvolvido especificamente para um tipo de hardware, os com chips ASIC Bitcoin.

 

4. Encontre um pool de mineração

A união faz a força!

As chances de conseguir minerar um bloco aumentam exponencialmente quando você faz parte de um grupo de mineradores. Afinal, a capacidade de cálculos cresce, assim como a probabilidade de encontrar um hash e dividir as recompensas.

 

5. Você vai precisa de wallets

As wallets de Bitcoin são mecanismos que permitem você guardar e movimentar suas criptomoedas. 

É recomendável que um minerador use duas, uma online para que você possa fazer movimentações de maneira fácil, e outra offline onde você possa guardar suas reservas emergenciais, longe de invasores. 

Podemos dizer que uma seria a nossa conta corrente e a outra a nossa poupança. Há diversa opções seguras na internet, procure as que mais satisfaçam suas necessidades e cuidado com as fraudes.  

 

Vale a pena minerar Bitcoin em casa?

 

Se você pegou o feeling do texto até agora, já deve estar pensando que a resposta é NÃO! Mas calma, afinal, não existiriam mais mineradores se não fosse um exercício ainda rentável.

Como minerar Bitcoins é uma atividade extremamente custosa e requer muitos investimentos. Caso você consiga fazer os investimentos necessários, pode ser que a resposta mude. 

Além dos custos com equipamentos e softwares, vale lembrar que são necessários gastos extremamente altos de energia elétrica, tanto para manter o equipamento funcionando quanto usados para  resfriamento deles. 

Há outras formas alternativas como é a mineração em nuvem. Ainda uma maneira muito polêmica de ganhar Bitcoin no Brasil e também em muitos outros países, visto que muitas fraudes acontecem pelos usuários não terem o controle dos hardwares.

 

Quer dar o primeiro passo?

 

Já que agora você sabe como minerar Bitcoin. A primeira etapa é adquirir conhecimento, principalmente nos aspectos da gestão financeira e também de análise de investimentos.

Nosso curso de Gestão Financeira e Análise de Investimentos é um ótimo passo para você conhecer mais sobre os pilares da educação financeira, além de entender melhor as metodologias de análise de investimentos. 

Clique no banner abaixo e conheça mais sobre o curso!

Curso de Gestão Financeira e Análise se Investimentos