Hoje em dia quase todo mundo já ouviu falar sobre o Bitcoin em algum momento. Lançado em 2009, o Bitcoin é uma criptomoeda que nasceu com o objetivo de revolucionar as transações financeiras, proporcionando transferências rápidas, seguras e baratas a partir de uma tecnologia chamada blockchain.

Nos últimos anos, o Bitcoin se popularizou cada vez mais, atraindo os olhares dos investidores. O preço do Bitcoin não é regulado por nenhum órgão, de modo que varia de acordo com a demanda e oferta. Foi assim que o Bitcoin começou a apresentar grande crescimento em sua cotação alguns anos após sua criação.

Atualmente, o Bitcoin já faz parte da carteira de investimentos de diversas pessoas, que buscam lucrar com a compra e venda desse ativo. Se você também tem interesse em saber como começar a comprar e vender Bitcoin, siga a leitura!

 

3 dicas para investir em Bitcoin

 

Investir em Bitcoin tem sido proveitoso para muitos investidores, mas isso não significa que seja uma tarefa fácil. O valor do Bitcoin hoje é reflexo das oscilações do mercado, e é preciso estar atento para saber o momento certo de comprar e vender. Além disso, são necessários alguns cuidados com a segurança.

Por isso listamos a seguir 3 dicas para comprar e vender Bitcoin. Confira!

 

1. Abra sua conta em uma corretora de confiança

O primeiro passo para começar a investir em Bitcoins é se cadastrar em uma corretora de criptomoedas, também chamada de exchange. São plataformas digitais que fazem a intermediação entre a compra e venda de Bitcoins, conectando quem deseja comprar com quem deseja vender.

Para fazer a sua escolha, comece pesquisando as principais corretoras brasileiras, e compare taxas, criptomoedas disponíveis e a reputação das empresas. É importante priorizar as empresas já bem estabelecidas no mercado, visto que você estará confiando seu dinheiro a elas.

De modo geral, as negociações nas corretoras acontecem da mesma forma: nessas plataformas existe um livro de ofertas, semelhante ao formato já conhecido da bolsa de valores.

Nele, os clientes criam uma ordem de compra ou venda. Quando uma ordem de oferta corresponde ao valor da ordem de compra, ambas são executadas, isto é, a transação é realizada.

Uma grande vantagem das corretoras é a segurança. Também é possível realizar transações de Bitcoins sem o intermédio das exchanges, a partir do contato direto com os vendedores.

Essas são as negociações P2P, peer-to-peer, e muitos investidores em algum momento já compraram Bitcoins dessa forma. O problema é que existem riscos de fraudes e golpes, não havendo garantia nenhuma do sucesso da transação.

Sendo assim, principalmente para os investidores iniciantes, é melhor contar com a segurança das corretoras de criptomoedas.

   

2. Não deixe de estudar e acompanhar o mercado

Assim como qualquer investimento, as criptomoedas exigem dedicação. Antes de começar a investir é muito importante ler o máximo possível, ouvir especialistas e estudar o mercado. Além disso, mais importante ainda é manter esses estudos e estar atento a todas as notícias referentes ao mercado financeiro de forma geral.

Como explicamos, o preço do Bitcoin e das criptomoedas oscilam a todo momento de acordo com o mercado.

Diversos fatores e acontecimentos podem influenciar as cotações, por isso é necessário acompanhar as movimentações políticas e econômicas diariamente. Dessa forma, você estará bem preparado para pensar suas estratégias e ações.   

Acompanhe grandes portais de notícias de Economia, blogs especializados em criptomoedas e conversas entre investidores em fóruns. Diversificar suas fontes é importante para exercitar seu olhar crítico em relação aos conteúdos que você consome e não cair em uma roubada.

Infelizmente, no universo das criptomoedas também existem muitas informações maliciosas que buscam manipular o mercado de acordo com os próprios interesses.

Além de buscar informações constantemente, você também precisa saber muito bem em quem confiar. De modo geral, investidores iniciantes precisam tomar muito cuidado com cursos que prometem ensinar métodos infalíveis para lucrar determinada quantia.

Muitas vezes você gasta dinheiro com esses cursos, e o conteúdo deles é raso e falho.  Lembre-se sempre que não existe lucro garantido, nem fórmula secreta, quando estamos falando sobre investimentos. É sim possível ganhar dinheiro com Bitcoin, mas investir exige tempo e aprendizado com erros e acertos.

 

3.Tome muito cuidado com os seus dados

Os investimentos em criptomoedas são muito visados por hackers e criminosos cibernéticos. Muitas vezes, você se torna um alvo fácil por alguns descuidos próprios, por isso é importante proteger seus dados ao máximo com técnicas de cibersegurança.

É claro que estar com o antivírus do computador atualizado ajuda, mas é preciso mais do que isso. Você sabia que muitos golpes são aplicados quando as pessoas voluntariamente clicam em links maliciosos e informam seus dados?

Conhecido como Phishing, esse golpe consiste em e-mails ou mensagens de celular que fingem ser de algum serviço utilizado, como, por exemplo, a corretora de criptomoedas ou a carteira digital.

Algumas falsificações são mais fáceis de serem identificadas, enquanto outras são muito profissionais, copiando perfeitamente a identidade visual e a linguagem da empresa.

Na maioria das vezes, essas mensagens tem um tom de urgência, exigindo alguma ação da parte da pessoa. Por exemplo, eles avisam que é necessário fazer login na sua conta, senão ela será desativada.

Ao clicar no link e inserir seu dados na página de login falsificada, os criminosos passam a ter acesso a sua conta e aos seus investimentos, podendo roubá-los. Por isso, tome muito cuidado com links em e-mails e mensagens, e não clique sem avaliar a veracidade destes. Contacte a empresa pelos canais oficiais para confirmar.

Outros tipos de golpe, como downloads de arquivos suspeitos enviados por e-mail, também consistem em ataques em que os hackers podem ter acesso ao seu computador e a todos os seus dados.

Sendo assim, você precisa estar sempre atento e tomar muito cuidado com suas ações em seu computador e celular. Estes são apenas alguns exemplos. Não deixe de pesquisar sobre golpes cibernéticos, pois estar ciente das fraudes existentes é o primeiro passo para saber identificá-las. 

Agora que você já sabe o que precisa para começar a investir, que tal se especializar ainda mais? Confira agora o curso de Gestão Financeira Pessoal da Voitto!

Curso de Gestão Financeira Pessoal