Quem nunca participou ou presenciou um conflito na vida? As coisas não são diferentes no ambiente de trabalho, afinal, para existir uma discussão basta haver duas pessoas com opiniões diferentes. E, em uma empresa, onde geralmente temos pessoas com pensamentos divergentes, não seria diferente.

E é claro que essas discussões e desavenças podem gerar uma queda na produtividade, por causar um mal-estar entre os colaboradores da empresa. É aí que entra a importância de um  bom líder, que deve saber como resolver um conflito para manter o ambiente em harmonia e os colaboradores engajados.

Para ajudar nisso, neste artigo, baseado na Harvard Business Review, vamos mostrar 5 dicas para você mediar uma discussão e promover um ambiente de trabalho saudável para todas as pessoas. E, para começar, você como líder sabe perceber quando o conflito existe?

 

1. Perceba o ambiente

 

A primeira dica não poderia ser diferente: antes de resolver um conflito ou mediar uma discussão você deve ter a percepção e a sensibilidade de entender com o que e com quem está lidando. Mas, nem sempre é tão simples, em uma organização, perceber quando as desavenças existem.

Esteja atento ao comportamento das pessoas e a sua  comunicação verbal ou não verbal para perceber onde podem existir os problemas.

E, se você ainda estiver perdido quanto a isso e não estiver percebendo esses indícios de conflitos, fica tranquilo que temos uma Planilha GRATUITA de  Pesquisa de Clima Organizacional. Aproveite! Clique na imagem abaixo e baixe agora mesmo!

 

 

Agora que você está por dentro do que está acontecendo, a segunda dica para mediar uma discussão é saber: você está lidando com um conflito quente ou frio?

 

2. Verifique a temperatura

 

A segunda dica para resolver um conflito é identificar a temperatura, se está quente ou frio, mas como identificar isso? Vamos mostrar as características de cada um:

  • Conflito quente: quando as pessoas já passaram para uma discussão, ao ponto de se agredirem verbal ou fisicamente. É intenso, pois as pessoas envolvidas estão muito emotivas, e, por estarem de cabeça quente, podem gritar e não conseguir estabelecer um diálogo; 

  • Conflito frio: quando as partes envolvidas não estão se atacando diretamente, apenas reclamam ou murmuram sobre os problemas. Podem não demonstrar emoções e até chegar a não entrar em uma discussão para tentar resolver o problema.

 

 

O clima ideal para mediar uma discussão não é quente nem frio e sim um intermediário, em que as pessoas consigam se expressar e entender outros pontos de vista. Então, as dicas a seguir vão direcionar o conflito para uma temperatura ideal!

 

3. Aguarde o tempo certo

 

Se você quer saber como resolver um conflito, a terceira dica é saber o  tempo certo de agir e não se precipitar intervindo. Esta é uma dica para mediar uma discussão que exige sensibilidade.

Analise as opções para não se arrepender depois, e, assim, no tempo certo você irá atuar na resolução de conflitos.

Mas qual é o tempo certo? Para ajudar nisso você pode seguir as dicas abaixo:

  • Conflito quente: espere que as pessoas envolvidas se acalmem, não tenha pressa, mas claro, se não for uma necessidade urgente a resolução dessa questão. A espera pode ajudar a controlar a situação;

  • Conflito frio: aqui vemos o contrário, não deixe o tempo passar para mediar essa discussão, pois as pessoas podem perder o interesse e esta será sempre uma situação não resolvida.

 

4. Defina regras

 

Agora que você conhece o tipo de conflito com que está lidando e já analisou quando é o momento certo para mediar essa discussão, está na hora de pensar como fazer isso. Então, como fazer com que ambas as partes se  expressem de maneira eficaz

 

  • Conflito quente: as regras aqui são para que, ao colocar as partes envolvidas em uma sala para conversar, elas não tenham comportamentos exagerados. Dessa forma, você pode definir o que será falado com tempos médios para cada parte se expressar, assim você vai mediar a discussão para que ambas as partes falem e sejam ouvidas;

  • Conflito frio: construa um debate real e leve as pessoas a uma  conversa envolvente; quando o conflito está frio, você precisa fazer com que as partes se expressem e a conversa aqueça um pouco. Sendo assim, não deixe brechas no assunto, tente abordar tudo que é necessário para que não sobrem assuntos mal resolvidos.

 

5. Mantenha o foco da discussão

 

Qual o objetivo da discussão? Qual o real problema que surgiu com esse conflito? Pense nisso, e, ao mediar uma discussão, concentre-se sempre nos problemas e não nas pessoas!

E, para manter o foco e não levar a discussão a um ponto em que ela não deveria estar, você pode usar dos artifícios citados a seguir:

  • Conflito quente: aqui, por ser intenso, as pessoas com opiniões divergentes podem tender a fazer acusações e desviar o foco do assunto de acordo com seu ponto de vista. Então, tenha em mente o que será tratado e limite as pessoas nisso, evite levantar questões que possam ser pessoalmente agressivas;

  • Conflito frio: você deve incentivar as pessoas a falarem suas opiniões sobre o problema em questão, deixando-as confortáveis para expressar sua opinião, enquanto no conflito quente as pessoas podem desviar um assunto, no conflito frio as pessoas podem simplesmente se omitir.

 

Preparado para ir além?

 

Independentemente do tipo do conflito, você, como  líder e mediador de uma discussão, não deve procurar por um vencedor e sim fazer com que todos os envolvidos superem o ocorrido e tenham suas questões esclarecidas, pois os conflitos podem gerar um  queda na produtividade dos membros da empresa.

E, para saber lidar com isso, as empresas podem investir na capacitação dos seus membros. Pensando nisso, nós temos um curso de gestão de conflitos! Neste curso você aprenderá a identificar causas dos problemas, usar as metodologias de gestão de conflitos e utilizar estratégias de resolução.

Então, não deixe para depois! Se capacite e aumente ainda mais a sua  produtividade e a do seu time! Clique no botão abaixo e confira o curso de Gestão de Conflitos!

Ah, antes de ir não se esqueça de deixar aqui nos comentários seu  feedback sobre este conteúdo!