Toda e qualquer ação de Marketing precisa ser direcionada para alguém. Afinal de contas, quem quer agradar a todos acaba não conseguindo agradar a ninguém.

Existe a necessidade de conseguir mapear corretamente quem será o consumidor final do seu produto ou serviço, para então poder criar ações específicas para ele.

Nesse contexto surge o público-alvo, um conceito que te ajudará a definir com mais clareza quem será o alvo das ações da sua organização.

Para compreender em detalhes o que é o público-alvo trabalharemos os seguintes tópicos:

  • O que é público-alvo?

  • Qual a importância do público-alvo?

  • 3 dicas para definir o seu público-alvo;

  • Público-alvo nas estratégias de Marketing;

  • Pronto para começar? 

Antes disso, que tal aprender mais sobre Marketing e Vendas? Baixe o nosso conteúdo e ganhe 8 planilhas de ferramentas para a sua equipe!

 

O que é o público-alvo?

 

Como mencionado brevemente nos tópicos anteriores, o público-alvo é considerado um grupo específico de pessoas ou até mesmo organizações que possuem características semelhantes.

Essas características podem envolver aspectos como:

  • Fatores Demográficos;

  • Fatores Culturais;

  • Fatores Sociais;

  • Comportamento de compra;

  • Hábitos de consumo;

  • Classe Social;

  • Condição econômica;

  • Preferências.

Enfim, uma infinidade de nuances irão colaborar para que haja essa definição do grupo de pessoas que correspondem ao seu público-alvo.

Para conseguir definir o público-alvo você irá precisar realizar várias pesquisas, que podem ser feitas através de:

  • Redes Sociais;

  • Chamadas de Vídeo;

  • Questionários;

  • Conversas com funcionários;

  • Entre outros.

Dessa forma você conseguirá entender melhor o seu público e terá em mãos informações suficientes para começar a definir para qual grupo de pessoas você irá ofertar seu produto ou serviço.

 

Qual a importância do público-alvo?

resultado para ilustração de público-alvo

 

Para começar a entender a importância do público-alvo dentro de um contexto de negócios, precisamos entender também a evolução do perfil do consumidor ao longo do tempo.

Durante muito tempo as campanhas de Marketing eram direcionadas para as grandes massas, visando sempre impactar o maior número de potenciais clientes.

Contudo, nem sempre era possível impactar o cliente ideal com esses mensagens, justamente pelo seu caráter generalista.

Então, cada vez mais se tornou necessário ter uma definição mais clara deste público.

Até porque, não adianta nada você entregar a mensagem certa para o público errado. Isso apenas irá fazer com que você:

  • Tenha prejuízos devido ao investimento desnecessário em propagandas;

  • Perca uma fatia do mercado, já que não estará alcançando o público ideal enquanto outras marcas estão;

  • Sofra com o custo de oportunidade.

Entretanto, atualmente trabalhar apenas com o conceito de público-alvo pode ser uma grande tiro no pé para sua estratégia de Marketing.

Isso porque, como mencionado, o público-alvo é uma concepção muito generalista e que engloba grandes grupos.

Esse tipo de coisa faz com que os produtos comercializados utilizando essa estratégia de segmentação também tenham que ser produtos de massa.

Exemplos são:

  • Sabão em pó;

  • Papel higiênico;

  • Alimentos.

Todos estes são produtos de massa, que são consumidos por praticamente qualquer pessoa. 

Porém, se você trabalha com produtos ou serviços que tenham uma especificidade de consumo maior, é fundamental trabalhar com um conceito um pouquinho mais avançado…….

Este conceito é conhecido como Persona, e eu vou te explicar mais sobre ele a seguir.

 

Persona

A persona é uma concepção um pouco mais aprofundada do público-alvo, ou seja, acaba sendo capaz de definir com muito mais clareza quem é o seu público consumidor.

É fundamental que haja a compreensão de que a persona não é um completo oposto do público-alvo, mas sim uma visão um pouco mais aprofundada.

Para que fique mais fácil de você conseguir observar isso, irei deixar abaixo uma tabela que irá mostrar as principais diferenças entre ambos:

 

resultado de imagem para diferença entre persona e público alvo

 

Você percebe que dado esse exemplo, se pode facilmente perceber as gritantes diferenças entre persona e público-alvo?

Com a persona você consegue ter uma noção muito mais aprofundada sobre quem está comprando de você.

Mas também é preciso saber que a sua persona não diz respeito a apenas um indivíduo específico, mas sim a um indivíduo que representa e agrupa todas as principais características do seu público-alvo.

O grande objetivo é conseguir se conectar a todos os seus clientes de uma forma mais personalizada e pessoal.

Essa é a grande diferença entre público-alvo e persona:

pessoalidade da comunicação!

Só que para poder um dia chegar em uma definição de persona, será necessário ter noção do seu público-alvo.

Isso quer dizer que o seu próximo passo será aprender como fazer essa definição de público!

Confira:

 

3 dicas para definir o seu público-alvo

 

Para fazer a definição do público-alvo, não irão haver facilidade ou técnicas milagrosas.

Como toda pesquisa de Marketing, será necessário arregaçar as mangas e ir a campo descobrir o que se quer saber.

Uma vez que isso esteja claro, podemos abordar os 3 passos que devem ser dados para que seja possível fazer essa definição:

 

1. Pesquise o mercado

Realizar uma pesquisa de mercado é algo muito mais amplo do que muita gente imagina, e te ajudará a fixar o alvo de uma empresa no local certo.

pesquisa de mercado envolve:

  • Verificar concorrentes;

  • Conversar com potenciais clientes;

  • Realizar pesquisas para obter mais dados ( Via Redes Sociais, Questionários, etc).

Um exemplo muito interessante de Pesquisa de Mercado que certamente vai te ajudar a entender melhor esse conceito é o de Flávio Augusto da Silva, Bilionário brasileiro que é dono de empresas como:

  • Wise Up;

  • Wise Up Online;

  • MeuSucesso.com;

  • Buzz Editora;

  • Orlando City.

E nosso exemplo se refere especificamente ao Orlando City.

Nos EUA, Flávio observou que talvez existisse um mercado promissor no Soccer, que para nós é o Futebol Tradicional.

Ele contratou uma empresa especializada que levantou dados e o ajudou a ter uma visão geral do mercado, que confirmava sua hipótese.

Graças a essa pesquisa ele conseguiu entender que existia um público-alvo para o Soccer e que o negócio seria viável.

 

2. Converse com todas as pessoas que possam se interessar pelo seu produto

Existe uma ampla gama de potenciais clientes que o seu negócio pode ter, que são mais conhecidos dentro desse contexto como Early Adopters.

Essas pessoas serão as primeiras a aceitar o seu produto, pois elas são mais interessadas na solução que você está apresentando.

Além de te ajudar a ter um panorama geral das necessidades do seu público e de poder ouvir alguns Feedbacks em relação a sua ideia, será possível conhecer mais esse perfil e mapear suas principais características.

Dada as vantagens desse método, é importantíssimo que você se comprometa a falar com o maior número possível de pessoas.

 

3. Crie diferentes grupos de segmentação

Uma vez que você já realizou a sua pesquisa e já conversou com o maior número de pessoas, é chegada a hora de criar diferentes grupos de segmentação.

Afinal, a grande probabilidade é de que você tenha conseguido chegar a diferentes públicos através das informações coletadas.

Você jamais saberá deles qual é o mais efetivo, a menos que teste cada um deles por vez.

Então é necessário fazer uma segmentação de clientes, e testar as vendas do seu produto e serviço para cada um deles.

A partir daí você verá o que funciona melhor ou não e poderá investir seus recursos inclusive na criação de uma persona para esse público-específico, já que ele tende a ser mais lucrativo do que os outros.

Agora que você já sabe como definir o seu público-alvo, vamos ver como ele pode influenciar nas suas estratégias de Marketing.

 

Público-alvo nas estratégias de Marketing

resultado para imagem de marketing digital

 

Veja abaixo como a sua definição de público-alvo pode impactar cada uma das estratégias de Marketing.

 

4 Ps

Você talvez já tenha ouvido falar nos 4 Ps do Marketing, ou no Mix de Marketing.

Seja como for, ele representa 4 elementos fundamentais de qualquer estratégia de Marketing:

  • Produto - O que será vendido;

  • Preço - O valor que o cliente pagará para ter acesso ao bem;

  • Praça - Canais de distribuição;

  • Promoção - Estratégias de atração de consumidores.

Cada um desses elementos será influenciado significativamente pelo seu público-alvo, já que uma simples alteração nos rendimentos do seu público ou até mesmo nos seus hábitos de consumo já pode ser suficiente para mudar completamente o seu Mix de Marketing.

Em outras palavras, para que qualquer estratégia sua possa dar certo será necessário conhecer muito bem o seu público antes.

 

Inbound Marketing

Inbound Marketing é a estratégia de Marketing Digital criada por Brian Halligan, cofundador da Hubspot, mas que já era “visualizada” por Seth Godin em seu livro “Permission Marketing” (Marketing de Permissão).

Inbound Marketing se baseia exclusivamente em uma subversão dos valores de consumo vigentes até então.

Isto é, a empresa não mais correria atrás de compradores, mas sim geraria tanto valor para eles, através de estratégias específicas, que seriam os consumidores que viriam atrás da empresa.
Essas estratégias são:

  • Marketing de Conteúdo;

  • SEO;

  • Social Media.

Hoje o Inbound Marketing é amplamente utilizado e se mostra uma estratégia poderosa e lucrativa para a maioria das empresas.

Contudo, para poder atrair pessoas para sua estrutura é preciso gerar valor para elas, e você só pode gerar valor para alguém quando a conhece muito bem.

Nesse caso, o Marketing de Atração só pode funcionar a partir do momento em que você conhece o seu público e é capaz de estabelecer uma comunicação poderosa através dele.

Dessa forma, sua principal preocupação em uma estratégia de Inbound Marketing é conhecer seu público perfeitamente.

Se fizer isso, mais da metade do caminho já terá sido percorrida.

 

Outbound Marketing

Outbound Marketing é conhecido como a antiga forma de se fazer negócios, onde as empresas precisam prospectar clientes para seus produtos e serviços.

Muita gente possui uma visão preconceituosa sobre o Outbound e conceitua que ele é coisa do passado.

Mas não é bem assim que as coisas funcionam.

Existem muitos tipos de negócio que só podem ser geridos efetivamente por meio de uma estratégia de Outbound Marketing.

É importante que você saiba prospectar os clientes certos no Outbound, para assim conseguir aumentar a sua conversão.

Contudo, você só vai conseguir fazer isso se conhecer bem a pessoa ou empresa para a qual você está oferecendo seus serviços.

E como você já deve imaginar, isso só será possível com uma boa definição de público-alvo!

 

Pronto para começar?

 

Não há dúvidas que a capacidade de definir o seu público-alvo pode te ajudar a alavancar o seu empreendimento.

Entretanto, um negócio é muito mais do que apenas a definição de consumidores, ou até mesmo que o próprio Marketing em si.

Um negócio de sucesso parte de um empreendedor capacitado, que é versado em diferentes áreas e possui a habilidade para fazer o seu negócio prosperar.

Ninguém nasce com tais habilidades, mas todos nós podemos aprender……

…. Justamente por isso, gostaria de trazer para você uma oportunidade única de se capacitar enquanto empreendedor, que é por meio do nosso Curso de Formação Empreendedora.

Você pode ter certeza de que se tornará um empreendedor muito melhor e capaz de gerar negócios lucrativos depois dessa experiência única!

Clique no botão abaixo para conferir: