Já se sentiu desanimado no trabalho ou sem rumo porque não sabe se está no caminho certo? Ninguém te diz o que você está fazendo que deve permanecer, nem o que é preciso corrigir e isso pode ser explicado pela ausência de feedback. Mas o que é feedback?

Antes de responder a essa pergunta, é importante entender que o feedback é uma via de mão dupla, ou seja, tanto aqueles que estão em cargos de liderança precisam recebê-lo como também os liderados.

Quando o feedback não é dado, a produtividade cai e muitas das vezes o esforço de trabalho é direcionado de forma errada e o potencial máximo de cada integrante é desperdiçado. Com isso em mente, vamos direto ao ponto.

 

O que é feedback?

 

O feedback é um retorno construtivo sobre o desempenho de um profissional. É utilizado na administração de empresas para um melhor desenvolvimento de seus funcionários, enaltecendo aquilo que deve ser mantido e apontando o que deve ser corrigido.

Feedback é uma palavra inglesa que pode ser traduzida como os comentários, a avaliação dada a respeito dos resultados obtidos em determinada atividade. É bom destacar que o conceito de feedback é que ele é uma comunicação, e não uma palestra, portando não se deve começar o diálogo tendo certeza da conclusão.

Mas não basta saber o que é feedback, é preciso conhecer os tipos de feedback e quando usá-los. Então, vamos a eles.

 

Feedback formal x informal

 

 

O feedback pode ser dado basicamente de duas formas: formal e informal. E nesse caso não existe certo e errado, nem melhor e pior jeito. Ambas são formas úteis de se dar feedbacks, podendo inclusive serem utilizadas juntas.

O feedback formal é aquele tradicional em que o gestor chama seu liderado para uma reunião, onde são apresentados os pontos que devem ser reforçados e aqueles que devem corrigidos.

Geralmente esse tipo de avaliação de desempenho é empregada em intervalos de tempo maiores, variando de intervalos semanais a semestrais. Portanto, é uma avaliação completa acerca do cumprimento das metas e dos objetivos propostos.

Já o feedback informal é aplicado no dia-a-dia, de forma contínua. O bom líder usará desse tipo de retorno frequentemente, mantendo o funcionário motivado e focado em se tornar mais produtivo, afinal seu trabalho está sendo notado.

 

Feedback positivo e corretivo

 

Como já foi dito antes, o feedback serve tanto para realçar os pontos positivos quanto para corrigir os pontos negativos. Certo, mas qual a importância disso? Por que dar esses feedbacks?

Bem, a necessidade de se reforçar os pontos positivos é para garantir que esse comportamento se repita. Caso esse feedback não seja dado, é provável que esse tipo de atitude acabe não se repetindo.

Para obter êxito, o líder deve explicar sua percepção da situação e a importância dessa ação positiva para toda a equipe. Isso fará com que o colaborador se sinta uma parte realmente útil da equipe.

Já o feedback corretivo tem como objetivo modificar um comportamento prejudicial, transformando os pontos negativos em positivos. Deve ser feito com cuidado para não soar de forma ofensiva e assim afastar o colaborador, o desestimulando.

É bom que esse tipo de feedback venha sempre depois do positivo, pois dessa forma quem está recebendo essa avaliação fica menos na defensiva e mais disposto a ouvir o que o gestor tem a dizer.

 

A importância do feedback

 

Agora que já vimos o que é feedback e algumas variações do mesmo, é bom entender de fato qual a sua importância. Como já foi falado, a ausência dessa avaliação compromete o andamento da empresa, gerando situações negativas.

Entre alguns impactos a serem considerados, podemos citar a queda de produtividade, autoestima e motivação. E por que isso acontece? Simples. Se um funcionário não recebe nenhum tipo de retorno sobre seu desempenho, ele concluirá que o trabalho que vem fazendo nem sequer é notado.

Seguindo na mesma linha de pensamento, a lealdade desse funcionário em relação ao líder e à organização será comprometida, aumentando o risco de perda do colaborador.

Além disso, a falta de feedback pode gerar comportamentos inadequados, pois há uma sensação de que ninguém irá corrigir esse tipo de atitude. Logo, isso trará um impacto muito negativo para o ambiente de trabalho.

 

Nos dê um feedback também!

 

E aí, já que você acabou de aprender o que é feedback e qual a sua importância, o que acha de nos dar o seu feedback a respeito desse artigo? Consegui responder suas dúvidas? Fale conosco!

Não deixe de compartilhar nos comentários também se você já tiver passado por alguma situação em que uma avaliação recebida fez diferença na sua carreira.