Qual é a primeira impressão que você deseja passar com o seu trabalho de conclusão de curso (TCC)? A de um trabalho cativante, que prenda a atenção da banca examinadora ou de um projeto final cansativo?

A introdução de TCC é um dos primeiros contatos que o leitor vai ter com o seu projeto de pesquisa, logo é fundamental que ela seja bem estruturada e deixe claro qual a proposta do seu trabalho.

Pensando nisso, este artigo reúne as principais dicas sobre como fazer uma introdução de TCC.

E, para que fique ainda mais claro, ao final deste texto você vai poder conferir como o Leonardo Rodrigues, formado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), elaborou a sua introdução de TCC.

 

O que é uma introdução de TCC?

 

Como o próprio nome faz menção, a introdução de TCC é a parte responsável por introduzir o leitor ao conteúdo do seu trabalho.

A sua introdução deve ser como o trailer de um bom filme, na qual os responsáveis chamam a atenção para as principais cenas, mas não entregam o final da história.

Dessa maneira, o seu texto introdutório deve apresentar o tema do seu projeto de pesquisa,  deixar claro a delimitação do mesmo e o problema da pesquisa.

Além disso, uma boa introdução deve esclarecer a relevância do tema escolhido para a sociedade e comunidade científica, os objetivos da pesquisa e também como o trabalho foi estruturado.

 

Estrutura de uma introdução

 

Cada faculdade tem o direito de adotar um modelo de trabalho de conclusão de curso, de acordo com as normas da ABNT, logo é importante que você consulte a sua instituição de ensino antes de começar a fazer o seu trabalho final.

Mas, independente do modelo adotado, a introdução deve ser proporcional ao tamanho do trabalho, na maioria das instituições esta parte do TCC ocupa de 1 a 3 páginas.

Ademais, veja todos os itens que podem ser abordados na introdução do seu trabalho de conclusão de curso.

 

1- Contextualize o tema do seu trabalho acadêmico

 

É muito importante que você comece com a contextualização do seu tema de TCC. Dessa forma, o leitor terá um melhor entendimento a respeito do que será abordado.

Falar sobre a história dentro da qual esta temática está envolvida , qual a sua aplicação e dados estáticos a respeito do assunto são boas opções.

 

2- Faça uma descrição a respeito da delimitação do tema

 

Na delimitação do seu tema de tcc você deve descrever até qual parte do contexto abordado o seu tema se encaixa, ou seja, delimite a sua investigação científica.

Se na parte de contextualização você relatou como o seu tema se encaixa em uma esfera mundial, por exemplo, este é o momento de especificar como é visto em uma região específica.

 

3- Apresente o problema da pesquisa

 

O seu problema de pesquisa deve ser uma questão clara, individualizada, específica e original.

É recomendado que você escolha um problema o qual possa ser resolvido, mas a sua problemática de pesquisa não precisa ser necessariamente algo ruim.

O seu problema também precisa ser formulado como uma pergunta, contudo é importante ressaltar que a resposta não deve ser apenas sim ou não, deverá haver toda uma explicação acerca do estudo.  

 

4- Descreva os objetivos gerais e específicos do seu trabalho

 

Explique qual o objetivo geral, o que você pretende alcançar com o seu projeto de pesquisa.

Disserte também acerca dos objetivos específicos relacionados ao tema escolhido. Este representa os resultados que você deseja em cada etapa da sua pesquisa.

Você pode tratar essa parte como todas as etapas que o seu projeto precisa passar para alcançar o objetivo geral.

 

5- Justifique as suas escolhas

 

Ao fazer um TCC é necessário que você justifique a escolha do seu problema. Uma ótima maneira de se fazer isso é através da relevância do seu tema perante a comunidade acadêmica e da sociedade.

 

6- Descreva a metodologia adotada

 

Na sua introdução é importante que você deixe claro para a banca e os demais leitores do seu projeto, por qual tipo de pesquisa que você optou. Explique se foi uma pesquisa bibliográfica ou uma pesquisa de campo, por exemplo.

Também é interessante que você faça uma breve dissertação a respeito dos resultados alcançados e dos demais métodos utilizados, como os procedimentos realizados durante o estudo científico.

 

7- Descreva a estrutura dos capítulos

 

Uma introdução de TCC completa também deve conter uma descrição de cada capítulo do seu trabalho final. Logo, discorra de forma sucinta sobre o que o leitor pode encontrar em cada etapa.

 

Você sabe qual é o melhor momento para fazer a sua introdução de TCC?

 

Esta é uma dúvida muito comum entre os acadêmicos que vão começar a elaboração de um trabalho de conclusão de curso.

O ideal é que você estruture a sua introdução e escreva os primeiros parágrafos, como o de contextualização, delimitação do tema e problema de pesquisa.

Os demais parágrafos podem ser elaborados ao longo do seu trabalho, à medida em que o que você precisa escrever na introdução tenha sido feito.

 

Veja um exemplo de introdução para TCC

 

Conforme prometido, veja como o Leonardo Rodrigues elaborou a introdução do seu trabalho de conclusão de curso.

De acordo com o modelo fornecido pela núcleo de Engenharia Mecânica da UFJF, a introdução de TCC foi dividida em: considerações iniciais, justificativa, objetivos e a estrutura do trabalho.

Então, não deixe de ler este modelo, tenho certeza que você irá identificar a maioria dos tópicos que foram citados no item anterior. Afinal, nada como um exemplo para facilitar o nosso entendimento.

 

Considerações iniciais

 

Os motores flex fuel são oriundos de uma tecnologia relativamente nova no âmbito da ciência. No Brasil, o primeiro veículo portando esse tipo de motor foi fabricado no ano de 2003, sendo que anteriormente a essa data, a frota brasileira de veículos automotores era de veículos operantes exclusivamente a um combustível.

Um dos desafios da alternativa flex é a redução de emissões veiculares de compostos que contribuem para a poluição da troposfera. Além disso, um grande desafio desta alternativa é a sua eficiência, já que não opera na faixa de ótimo desempenho para nenhum dos combustíveis, mas sim, em uma faixa comum à ambos.

Essa tecnologia é bastante difundida dentre a população, porém, algumas dúvidas em relação ao seu funcionamento quando comparado a um motor movido exclusivamente a um combustível, ainda são pertinentes.

 

Justificativa

 

Relevância científica:

Esta pesquisa acrescentará no âmbito científico no que diz respeito ao uso de forma ideal dos motores, tendo noção qual a formulação ideal da fonte de energia específica para cada motor. Assim possibilitará redução de emissões degradadoras ao meio ambiente. Como também na disponibilização de dados técnicos acerca das misturas de combustíveis utilizadas.

Relevância social:

Sabendo qual o melhor custo-benefício entre os combustíveis, os consumidores têm mais liberdade para escolher com consciência o que cabe melhor em seus orçamentos. Para os países de uma maneira geral, é interessante o uso do motor flex, pois estes não ficam reféns às variações de preços do mercado. Além disso, com a possibilidade de redução dos gases poluentes oriundos da combustão, garantimos uma atmosfera mais pura.

Viabilidade:

Com base nas relevâncias citadas anteriormente, e num estudo aprofundado da questão, espera-se ter informações o suficiente para poder concluir se a alternativa do motor de combustão interna do tipo flex é o mais viável, quais suas reais vantagens e desvantagens no cenário brasileiro e mundial. E se verificado que é viável esta solução, visa-se a elaboração de uma proporção ideal de gasolina e etanol para maximizar seus parâmetros.

 

Objetivos

 

Objetivo Geral:

Avaliar a combustão, a emissão de poluentes, a potência e torque do motor, consumo de combustível e a eficiência dos motores de ignição por faísca, utilizando gasolina, etanol e misturas destas, em proporções comercialmente distribuídas no Brasil e também outras proporções.

Objetivos Específicos:

Propor soluções alternativas para os veículos, para otimizar o funcionamento, de acordo com os resultados decorrentes do objetivo principal.

Disponibilizar dados confiáveis acerca do avanço de ignição da faísca que ocorre no motor para cada combustível estudado bem como os parâmetros técnicos das misturas em questão.

Levantar dados de emissão de poluentes, torque e potência do motor avaliado com as diferentes misturas de combustíveis. Além de estudar a eficiência energética, consumo específico de combustível e desempenho para as mesmas condições.

 

Estrutura do trabalho

 

O atual capítulo aborda as considerações iniciais a respeito do tema deste trabalho, ou seja, apresenta a proposta de trabalho, delimitando o tema. Traz informações de como ele pode contribui no âmbito acadêmico e também social.

O capítulo dois aborda a revisão da literatura para aprofundar nos conhecimentos necessários para fazer o que fora proposto no capítulo anterior. Além disso, também faz uma abordagem de quão avançado estamos no momento em relação ao tema, analisando as contribuições já expressas sobre o assunto.

A partir da revisão dos trabalhos clássicos e atuais, torna-se possível identificar – no capítulo três – em quais pontos uma pesquisa mais profunda seria benéfica. E, além de contextualizar o software a ser utilizado nas análises, este capítulo também tem como objetivo apresentar a metodologia aplicada no estudo, bem como parametrizar o software para o motor em questão a partir da comparação dos resultados obtidos no mesmo em relação aos valores referência disponibilizado pelo fabricante do motor.

No capítulo seguinte se encontra o centro deste trabalho, onde se avalia o desempenho do motor, no que diz respeito a algumas grandezas como: torque, potência, consumo e emissão de poluentes, quando funcionando com diferentes concentrações de combustível.

O capítulo cinco tem como objetivo apresentar, de uma forma mais didática, os resultados adquiridos no tópico anterior, mostrando-os de forma compilada, simples e direta, evidenciando assim as comparações e respostas a serem retiradas de tais análises, discutindo-as.

No capítulo seis, abordo de maneira sucinta as considerações finais a respeito dos resultados desse trabalho e também em que âmbito este trabalho contribui para o meio científico-acadêmico e social. Contudo, ponho-me na posição de sugerir trabalhos futuros relacionados com esse tema.

 

Aprenda mais!

 

Agora que você já sabe como fazer uma introdução de TCC eu tenho certeza que você não terá dificuldades em atrair a atenção da banca examinadora para o seu trabalho.

Contudo, para elaborar um trabalho nota 10, é necessário que o desenvolvimento, a conclusão e a apresentação do seu trabalho final sejam tão bons quanto a sua introdução.

Pensando nisso, a Voitto preparou o curso de Estruturação de Trabalhos Acadêmicos, no qual você poderá aprender como fazer todo o seu TCC e também artigos científicos.

Então não perca tenho, eu tenho certeza que este curso irá valer a pena para você  e também garantirá o sucesso do seu trabalho final.