Muitas pessoas já ouviram falar sobre os principais índices da bolsa de valores brasileira e do mundo. Eles são utilizados para noticiar o desempenho do mercado financeiro. Mas o que muitas não sabem é que é possível investir neles através de Exchange Traded Funds (ETFs).

Esse investimento possui muitas peculiaridades e, por isso, não é tão conhecido para pessoas que acabam de se tornar investidoras. Entretanto, os ETFs podem ser excelentes produtos financeiros tanto para os inciantes quanto para investidores profissionais. 

Se você quer saber mais sobre os ETFs, fique tranquilo! Nesse artigo, você vai aprender um pouco mais sobre esses investimentos nos seguintes itens: 

  • O que é um ETF?

  • Características dos Exchange Traded Funds;

  • Diferenças entre ETF, fundos e ações;

  • Como funcionam e são geridos os Exchange Traded Funds?

  • Por que investir em ETF?

  • Quais são os ETFs e suas rentabilidades? 

  • Qual a melhor Exchange Traded Funds?

  • Como começar a investir em ETFs?

Vamos lá?

 

O que é um ETF?

 

Exchange Traded Funds (ETF) é o nome dado para um dos produtos de renda variável mais diversificados. Ele consiste em um fundo de ações que possui como base um índice de referência da bolsa de valores. 

Provavelmente, você já ouviu falar sobre o Ibovespa. Esse é o principal índice da bolsa de valores e é por meio de sua variação que a maior parte dos jornais noticiam o desempenho do mercado financeiro

O BOVA11 é um exemplo de Exchange Traded Funds. Sua estratégia consiste em ser composto pelas mesmas empresas do Ibovespa e também com a mesma porcentagem de participação de cada uma delas. 

Com isso, os ETFs conseguem replicar o desempenho de um índice de referência, por meio da gestão feita por um profissional da área. O valor pelo qual são negociados também tem como base a cotação das empresas que compõem o fundo. 

Para que você realizar investimentos de maneira segura e efetiva, você necessita fazer gestão financeira. Esse tipo de gestão compreende as ações que te ajudam a planejar, analisar, prever e controlar as suas finanças.

Assim, você poderá entender como economizar para poder fazer investimentos, fazendo o seu dinheiro render. Pensando nisso, trouxemos para você o Curso de Fundamentos Essenciais da Gestão Financeira! Com ele, você entenderá melhor sobre noções de contabilidade, além de entender um pouco mais sobre balanço patrimonial!

Para se inscrever, basta clicar no botão abaixo!

Fundamentos essenciais da gestão financeira

Agora que você já sabe o que é um ETF, confira também quais são as suas principais características no tópico a seguir!

 

Características dos Exchange Traded Funds

 

Todos os produtos financeiros podem ser boas opções, mas essa avaliação deve ser feita individualmente e levando em consideração o perfil de cada investidor. 

Por isso, aqui estão listadas quais são as principais características dos ETFs para saber se essa aplicação é a melhor levando em consideração os seus objetivos, as suas metas e os seus sonhos com os investimentos. 

 

Diversificação

Por serem fundos de ações de empresas que acompanham índices, os Exchange Traded Funds possuem em sua composição diversas ações. Por isso, tornam-se uma opção atrativa para quem não possui dinheiro para diversificar comprando diretamente vários papéis.

 

Custos acessíveis 

Diferente dos fundos de investimentos convencionais, os Exchange Traded Funds são negociados em bolsas de valores, assim como as ações e os fundos imobiliários. Por isso, é possível comprar por meio de corretoras, que não cobram taxas de corretagem e de administração.

 

Investimento mínimo

É importante ressaltar que, para investir nesse mecanismo financeiro, é necessário que sejam compradas no mínimo 10 cotas, o que corresponde a um lote ou colocar a letra F no final do código, para comprar menos que um lote completo.

 

Liquidez 

Por serem produtos financeiros negociados na bolsa de valores, é possível comprar ou vender ETFs de maneira rápida. É comum que existam demandas e ofertas no mercado financeiro todos os dias, aumentando a liquidez das suas negociações.

 

Gerenciamento profissional

Outra característica atrativa dos Exchange Traded Funds é o fato de que sua gestão é feita por um gestor profissional. Sua principal função é manter a composição do fundo igual ao do índice de referência.

Além disso, cabe também aos gestores fazer o reinvestimento de todos os proventos recebidos. Isso significa que o investidor não receberá juros sobre capital próprio ou dividendos nas aplicações em ETFs.

 

Tributação

Um detalhe importante quando o assunto são os ETFs é a questão da tributação. Esse investimento está sujeito ao pagamento de Imposto de Renda sobre o valor da valorização de cada cota comprada. 

Vale ressaltar que não há isenção para negociações até R$20 mil por mês, assim como acontece com os Fundos Imobiliários. A isenção só incide sobre negociações diretas de ações. 

 

Depois de entender todas as características, é possível que você ainda esteja com dúvida das diferenças entre Exchange Traded Funds, fundos e ações. Esclareceremos isso a seguir!  

 

Diferenças entre ETF, fundos e ações

 

Os conceitos de ações, fundos de investimento e ETFs normalmente podem ser entendidos como similares. No entanto, na prática se diferenciam e, por isso, são caracterizados como diferentes produtos financeiros

As ações são participações em empresas de capital aberto negociadas na bolsa. Ao adquiri-las, o investidor se torna sócio diretamente da organização, participando assim da distribuição de seus lucros e, em alguns casos, tendo direito a votos. 

Já nos Exchange Traded Funds e nos Fundos de Investimento, as participações nas empresas é de maneira indireta quando há a compra de ações. Um gestor é representante dos cotistas. Por isso, cabe a ele administrar os direitos e os deveres. 

Outra diferença entre ETFs e Fundos de Investimento é o fato de que o primeiro segue a composição de um índice de referência. Isso significa que a gestão é passiva e não há escolha ativa dos produtos financeiros a serem comprados e realocados. 

Os Fundos de Investimento possuem a liberdade de escolha de quais ações ou renda fixa será feita a sua composição. A estratégia é mais livre e não acompanha as porcentagens e as empresas de um índice de referência. 

Mas, na prática, como funcionam e são geridos os Exchange Traded Funds? Leia o próximo tópico para saber em detalhes. 

 

Como funcionam e são geridos os Exchange Traded Funds?

 

Como você já sabe, os ETFs são fundos de ações que imitam os principais índices das bolsas de valores. Por isso, seu funcionamento é ditado pelas alterações periódicas que ocorrem nos próprios índices de referência. 

Essas mudanças são referentes às empresas que passam a compor esses mecanismos. Elas podem entrar ou sair da carteira hipotética de cada um dos índices. Por tanto, haverá de fato a compra ou a venda efetiva pelo gestor dos Exchange Traded Funds quando isso ocorrer. 

Ao contrário dos Fundos de Investimento em Ações, o gestor não tem a possibilidade de escolher quais ativos serão negociados. Eles são iguais aos do índice de referência

 

Por que investir em ETF? 

 

Os principais motivos para se investir em Exchange Traded Funds são:

  • São fundos de índices, visto que possuem a mesma composição dos índices mais populares de diversas bolsas de valores do mundo. Isso faz com que seja um produto diversificado;

  • São mais acessíveis para a população em geral, já que o preço das cotas de ETFs é menor que se o investidor aplicasse separadamente em cada uma das ações;

  • Por meio dos Exchange Traded Funds, os brasileiros conseguem investir em empresas americanas pela própria bolsa de valores do Brasil, a B3.  

Agora que você já sabe o porquê investir em ETFs, é hora de entender melhor quais são as opções e suas rentabilidades.

 

Quais são os ETFs e suas rentabilidades? 

 

Por ainda não ser um dos investimentos mais populares, muitas pessoas não sabem quais são as opções e as suas rentabilidades, apesar de seus rendimentos serem muito próximos aos índices de referência. 

Existem diversas opções de ETFs negociados em todas as bolsas do mundo. No entanto, para que você saiba quais são os principais listados na B3, bolsa de valores brasileira, preparamos a tabela a seguir:

 

ETF e rentabilidade

Dentre todas essas opções, qual é a melhor para cada perfil de investidor? Confira abaixo. 

 

Qual a melhor Exchange Traded Funds?

 

É importante ressaltar que existem diversos tipos de ETFs e cada um deles é mais adequado para um perfil de investidor. No entanto, há alguns que se destacam. Por exemplo, o SMAL11 que é atrelado às empresas consideradas Small Caps. 

Essas são organizações que não possuem alto valor de mercado negociado na bolsa de valores. No entanto, elas possuem altos potenciais de valorização. Esse é um Exchange Traded Fund ideal para quem quer se arriscar e ter alto potencial de ganhos nos valores das cotas. 

Para quem busca por um pouco mais de estabilidade e investimento nas maiores empresas do Brasil, a melhor opção pode ser o BOVA11. Ele é atrelado ao índice Ibovespa, que mede o desempenho das organizações de capital aberto com maior valor de mercado do país. 

Já uma boa opção para quem busca investimento em moeda estrangeira como, por exemplo, o dólar é o IVVB11. Ele reproduz o S&P 500 com as 500 maiores empresas de uma das bolsas dos Estados Unidos. 

Investir em ETFs é uma maneira de diversificar e conseguir ter na carteira de investimentos diversas ações de empresas consolidadas ou em crescimento no mercado. Por isso, é importante avaliar os melhores Exchange Traded Funds e entender qual mais se encaixa no seu perfil.

Mas e agora, como começar a investir? Confira os principais passos a seguir. 

 

Como começar a investir em ETFs?

                                     

O primeiro passo para começar a investir em ETFs é abrir uma conta em uma corretora. Por meia dela, é possível aplicar seu dinheiro, fazendo compras e vendas pelo home broker ou por ordens aos assessores. 

Fique atento ao fato de que algumas corretoras cobram taxas pela compra ou pela venda de ativos. No entanto, também há opções gratuitas. Avalie essa questão antes de decidir por qual irá investir. 

Não é necessário muito dinheiro para investir inicialmente. Com cerca de R$50,00, já é possível comprar uma cota em alguns Exchange Traded Funds. 

Para escolher o ativo que melhor combina com os seus objetivos e perfil de investimento, é necessário ler a respeito das opções e procurar informações acerca dos índices de referência que elas acompanham. 

Por ser um fundo de ações, é sempre bom lembrar que não há retorno garantido ou previsto. Todas as perspectivas de valorização são feitas por meio de projeções. Tornando assim, os ETFs um produto de renda variável.

 

Que tal começar agora?

 

Neste artigo, você aprendeu um pouco mais sobre Exchange Traded Funds e como esses podem ser alternativas viáveis para iniciar sua vida como investidor. Entretanto, o primeiro passo para fazer investimentos consciente é estar por dentro de suas finanças pessoais!

Para isso, trouxemos para você a planilha de Controle Financeiro Pessoal e Familiar! Com ela, você poderá gerir de forma efetiva os seus gastos e encontrar maneiras de economizar, viabilizando assim seus futuros investimentos!

Planilha de controle financeiro