BPM – Business Process Management – é uma das mais importantes ferramentas de gestão de negócios e sua relevância aumenta a cada dia, em função dos avanços tecnológicos que incorpora.

O BPM contribui para a otimização de processos, redução de riscos e aumento da produtividades em seus negócios, mas, atualmente, pode oferecer isso de uma forma ainda mais eficiente.

Conheça as mais novas tendências em processos e veja como a evolução do BPM pode tornar sua empresa cada vez mais produtiva.

 

10 tendências em processos que você precisa conhecer

 

1- Low Code BPM

 

Com a transformação digital criando novas oportunidades para as empresas a todo momento, é fundamental ter agilidade no desenho, análise, otimização e automatização de processos de negócios.

Ferramentas BPM que exigem técnicos especializados e programadores para serem operadas tendem a perder mercado e ser substituídas pelas plataformas Low Code BPM.

Com uma interface ágil de operar e intuitiva, essas ferramentas permitem que analistas de processos atuem rapidamente, adaptando a empresa e seus processos às oportunidades geradas, para atender seus clientes e satisfazê-los cada vez mais.  

 

2- RPA – Robotic Process Automation

 

Alguns processos, mesmo com o uso de ferramentas BPM, são mais difíceis de ser automatizados.

Apesar de serem repetitivos e definidos por regras, esses processos, exigem de alguma forma a intervenção humana, como se logar em um aplicativo ou fazer o download de um arquivo.

Com o uso da RPA (Robotic Process Automation), softwares robôs podem ser programados para imitar essas ações humanas, replicando essas atividades com a vantagem de serem mais rápidos e de não cometerem erros.

 

3- Inteligência Artificial

 

O uso do BPM em conjunto com a inteligência artificial ganhará força com as novas capacidades que esta tecnologia tem desenvolvido.

A principal novidade é a transformação de dados não estruturados (como a interpretação de emoções) em dados mais estruturados e capazes de serem utilizados de forma mais efetiva por plataformas BPM.

 

4- Assistentes virtuais

 

Você conhece o Jarvis, assistente virtual e personagem da franquia de cinema Homem de Ferro?

Pois a tendência é que a interação entre usuários de BPM possa se dar com auxílio dessa tecnologia, que será cada vez mais próxima da linguagem natural das pessoas, na hora de executar e solicitar tarefas.

 

5- IoT – Internet das Coisas

 

IoT – Internet of Things, do inglês - se baseia no uso de sensores em objetos que usamos no dia a dia, como portas de garagem, luzes, aquecedores de ambiente e muito mais.

Além desses sensores armazenarem os dados e poderem transmiti-los em tempo real, eles automatizam tarefas e fazem com que as “coisas” executem atividades.

Já estão sendo usados em empresas, abrindo portas quando carregamentos se aproximam ou selecionando o destino de mercadorias que serão armazenadas no estoque, entre muitas outras tarefas.

O uso do BPM para gerenciar todas essas automações será extremamente relevante quanto mais a IoT se disseminar, seja nas empresas ou nas atividades das pessoas.

 

6- Event Processing

 

A ocorrência de determinados eventos pode funcionar como um gatilho que gera consequências nos processos.

Perceber padrões recorrentes que ativam essas consequências e usar isso para prever problemas ou detectar oportunidades é, sem dúvida, uma capacidade que todo analista de BPM gostaria de ter.

Imagine poder contar com isso em tempo praticamente real.

 

7- Análises Aumentadas e Preditivas

 

Em conjunto com o Big Data, a análise de grandes volumes de dados pode monitorar processos e detectar mudanças em relação a KPIs pré-estabelecidos.

Já a análise aumentada usa o aprendizado de máquina, o que permite gastar menos tempo estudando os dados para definir os melhores meios de executar as tarefas.

Essa é mais uma das tendências em processos que você deve ficar de olho.

 

8- Realidade Virtual, Aumentada e Mista

 

Usar a realidade virtual e aumentada, ou ambas em conjunto, gera muito mais oportunidades para as empresas do que apenas seu uso em entretenimento ou marketing, como muitos pensam.

Processos que usam essa tecnologia possibilitam ao operador receber informações sem deixar de focar em seu trabalho, analisar gráficos e estatísticas e até dar comandos e executar tarefas sem usar as mãos, ocupadas em outra atividade.

Isso, sem falar de sua utilidade em treinamentos.

Essa, sem dúvida, é uma das tendências em processos que tende a se consolidar cada vez mais.

Confira este vídeo com essa tecnologia em ação:

 

 

9- Process Mining

 

Quanto tempo é gasto nas empresas para fazer a análise dos processos e determinar o modelo AS-IS?

É muito difícil obter as informações necessários por meio de entrevistas e observação das atividades e tarefas.

Com o Process Mining, diversos dados são coletados automaticamente e auxiliam a criar modelos de processos de forma muita mais rápida e ágil, otimizando essa etapa do BPM.

 

10- ACM - Adaptive Case Management

 

Também chamado de gerenciamento de processo dinâmico, o ACM é usado quando um processo não tem uma sequência previsível, nem se repete de uma forma consistente.

Portanto, o simples uso do BPM em relação a esse tipo de processo não estruturado não é suficiente, é preciso agregar sistemas ACM que ajudem a gerenciar e alcançar os resultados finais por meio de decisões diferentes que podem mudar a cada novo evento.

Selecionamos 10 tendências em processos que vão revolucionar a maneira como sua empresa opera e obtém resultados antes do que você imagina.

Mantenha-se atento e atualizado e, se ne necessário, capacite seus funcionários para lidarem com essas novas realidades o quanto antes.

 

Este artigo foi escrito pela equipe do HEFLO, um software de BPM e modelagem de processos intuitivo e baseado na nuvem.