Hoje em dia, nos ambientes fabris e empresariais, muito se ouve falar dos profissionais em Lean Seis Sigma, não é verdade? Mas dentre todos eles, os treinamentos com maior procura – e, consequentemente, maior demanda – se voltam para estas duas especialidades do programa: Green Belt ou Black Belt.

Dica extra: caso você ainda não conheça ou queira saber mais sobre o que é e como funciona a certificação e a metodologia Lean Seis Sigma, tenho duas excelentes dicas de conteúdo para você: Certificação Six Sigma: O que é e como funciona; e Lean x Seis Sigma: Qual a diferença? Através destes artigos, você poderá compreender as principais características tanto da certificação, quanto da metodologia.

Green Belt ou Black Belt: estes são os cursos mais procurados pelo programa, justamente, por abranger habilidades e capacitações em ferramentas estatísticas extremamente refinadas e muito bem aproveitadas nos ambientes empresariais e industriais para o gerenciamento eficiente de projetos e melhoria de processos.

As especialidades de White Belt e de Yellow Belt são também de extrema importância para inúmeros colaboradores de uma companhia ao desenvolver um projeto de Lean Seis Sigma. Contudo, quando se trata de capacitar um profissional para liderar projetos e toda uma equipe de funcionários multidisciplinares, é necessário buscar competências nas faixas superiores do programa.

 

Green Belt ou Black Belt: quais são seus objetivos?

 

1. Enquanto o Green Belt costuma ser representado, na maioria das vezes, por profissionais de nível técnico e de especialista, como, por exemplo, engenheiros, analistas e até supervisores; o Black Belt costuma representar colaboradores de nível gerencial e de coordenação, como gerentes e coordenadores;

 

2. O Green Belt mantém cerca de 20% a 30% do seu tempo destinado a um projeto de melhoria contínua; o Black Belt, habitualmente, ocupa 100% do seu tempo ao programa de melhoria Lean Seis Sigma;

 

3. O Green Belt, normalmente, se restringe a desenvolver um projeto de melhoria contínua por vez em seu setor; já o Black Belt tem como responsabilidade gerenciar, monitorar e executar vários projetos Lean Seis Sigma em toda a organização, inclusive, alguns pelo quais os Green Belts estão desenvolvendo em suas áreas;

 

4. O Green Belt busca desenvolver melhores soluções em seu setor de atuação; o Black Belt possui um olhar ainda mais amplo dos processos críticos da companhia que necessitam de melhor gestão e controle, sendo exatamente estas as áreas em que busca ter maior envolvimento e participação;

 

5. Enquanto o Green Belt tem como costume levar de 4 a 6 meses para finalizar um projeto Lean Seis Sigma; o profissional Black Belt leva cerca de 6 a 8 meses para encerrá-lo, muito por conta da complexidade do projeto, da extensão que ele possui e da previsão de retorno monetário que foi estimada;

 

6. O Green Belt obedece à hierarquia respondendo ao seu supervisor imediato do setor e até mesmo ao Black Belt, quando se trata do projeto de melhoria; o Black Belt responde diretamente – na maioria das vezes – aos próprios diretores da companhia e, em alguns casos, também ao Master Black Belt da organização, caso ela conte com esta outra especialidade do programa.

 

A importância da certificação em Lean Seis Sigma, seja Green Belt ou Black Belt

 

Seja qual for a especialidade que melhor se encaixa ao seu perfil dentro do programa, buscar este treinamento nos tempos atuais pode ser muito vantajoso para conquistar a sua recolocação no mercado de trabalho, a sua promoção profissional ou até mesmo o aumento de desempenho no alcance de melhores resultados na função que você já ocupa.

A procura por profissionais para a certificação de projetos tem se tornado crescente em tempos de crise e o motivo é simples: profissionais capazes de reduzir custos, aumentar a produtividade e melhorar resultados são sempre desejados por empresas na busca por competitividade.

Os profissionais que possuem essa certificação também são almejados pela versatilidade de atuação, ou seja, por poder atuar em diferentes tipos de projetos, e pelas habilidades analíticas que possuem.  

Além disso, segundo a ASQ, um profissional seis sigma costuma ganhar 12% em média a mais que os outros funcionários do mesmo ramo.

Para que você consiga absorver, ainda mais, estas considerações, te trago agora 3 dicas extras de conteúdo: