Implantar o sistema Lean Manufacturing em empresas não é uma tarefa fácil, afinal, a metodologia não mexe apenas com máquinas, mas também com pessoas!

Quando falamos de colaboradores, envolvemos um valor que precisa de transformações para alcançar a melhoria contínua - é disso que vamos falar neste artigo, sobre a cultura organizacional e as mudanças e resultados a partir da adoção do Lean.

Por se tratar de uma filosofia de pensamento e gestão, muitos profissionais ainda confundem o sistema Lean Manufacturing com uma mera metodologia ou ferramenta empresarial. Porém, muito mais do que isso, o Lean é um modelo de gerenciamento que transforma valores e hábitos adotados por todos os colaboradores de uma empresa.

Para resolver esta questão, antes de implantar qualquer prática ou ferramenta do Leaan, é crucial conscientizar todos os envolvidos da organização do propósito pelo qual elas estão sendo implementadas. Assegurar que, antes da implantação, todos os funcionários entendam o motivo e a finalidade do sistema Lean Manufacturing irá facilitar – e muito – o cumprimento e comprometimento pela busca de melhores resultados.

 

3 princípios para implantar o sistema Lean Manufacturing com sucesso

 

Vamos lá?

 

1. Apesar da necessidade, o sistema Lean Manufacturing é uma escolha

 

Sabemos que, hoje em dia, o mercado está muito competitivo, sempre se acirrando. Para sobreviver a ele é necessário implantar soluções de gestão mais eficientes. Porém, apesar de ser uma necessidade, a implantação do Lean ainda é uma escolha.

No exemplo abaixo, vou te explicar o porquê disto:

“Geraldo desde adolescente foi um ativo fumante. Ao completar seus 50 anos, ele foi diagnosticado com câncer de pulmão. O médico lhe fez a seguinte recomendação: o câncer ainda está no início e temos grandes chances de obter sucesso com o tratamento, mas você precisa parar de fumar imediatamente”.

Uma empresa que não tem o sistema Lean Manufacturing implantado se encontra nesta situação - parar de adotar práticas ineficazes e transformar a sua forma de gerenciamento em um modo enxuto e o mais eficaz é essencial para permanecer vivo e em funcionamento. Do contrário, lamentavelmente, ela morrerá.

 

2. A implantação do sistema Lean Manufacturing deve ser Top-Down

 

A abordagem da implantação do sistema Lean Manufacturing deverá ocorrer de modo Top-Down, ou seja, de cima para baixo. Não adianta ter apenas supervisores, engenheiros e operários capacitados e comprometidos com a filosofia Lean. Para funcionar de fato, a direção – e até os donos – da companhia precisam comprar esta ideia.

Só assim será possível elevar o fluxo de soluções e melhorias que tornem cada área da empresa realmente mais enxuta e eficaz, resultando em uma companhia com maiores níveis de qualidade, produtividade e eficiência.

Então, você, analista, engenheiro ou até gerente pode pensar: “Mas se a abordagem deve ser top-down, então, não tenho culpa alguma se na minha empresa o sistema Lean Manufacturing ainda não foi implantado, certo?”.

Errado! Para que comprem esta ideia, você pode, de antemão, elaborar com sua equipe uma apresentação que contenha em detalhes quais os reais benefícios e resultados esperados que a implantação do Lean irá trazer para o seu setor e, consequentemente, para toda a empresa.

Nem preciso comentar como você e seu time serão vistos com bons olhos depois disso, né?

 

3. É como aprender a dirigir um carro, você precisa de um instrutor

 

Quando estamos perto de completar 18 anos, a ansiedade por aprender a dirigir um carro – e/ou pilotar uma moto – geralmente é muito alta, não é mesmo? Porém, quando começamos as aulas, não iniciamos sozinhos no veículo. Sempre precisamos de um instrutor ao lado, para nos dar segurança e nos orientar sobre quais passos efetuar.

No ambiente empresarial, as coisas não são diferentes. Para implantar o sistema Lean Manufacturing com sucesso, sua empresa deve contar com colaboradores capacitados, que transmitam segurança no direcionamento e nas decisões que estão sendo tomadas.

Uma prática muito comum é a contratação de serviços de uma consultoria especializada ou de um profissional renomado na área para auxiliar nesta missão. Porém, para acelerar e manter o progresso constante é crucial contar também com funcionários treinados e aptos a realizarem a manutenção do programa.

Para atender a este requisito, cada vez mais, o mercado busca por profissionais especializados não só no sistema Lean Manufacturing, como também em Seis Sigma.

Estas metodologias, quando unidas, originam o treinamento para especialistas em Lean Seis Sigma: White, Yellow, Green, Black e Master Black Belts.

Te convido a conhecer nosso treinamento gratuito de White Belt e também a compreender mais sobre estas diferentes filosofias que se complementam em processos produtivos 

 

 

Quer conhecer mais sobre qual curso melhor atende a você e, se for o caso, a sua equipe? É só dar uma olhada neste artigo logo abaixo:

Qual a certificação Seis Sigma mais indicada para você?