A cultura organizacional é extremamente importante para o sucesso de uma empresa, e é necessário saber suas características, seus tipos e algumas ações concretas que você pode tomar.

Nesse artigo, reunimos as principais informações para te ajudar a criar, descobrir ou fortalecer a cultura da sua companhia.

Para isso, trabalharemos com os seguintes tópicos:

  • O que é cultura organizacional;

  • Por que a cultura organizacional é importante;

  • Quais são as características de uma cultura organizacional;

  • Qual o tipo de cultura organizacional da minha empresa;

  • 5 passos para desenvolver uma cultura organizacional;

  • Como fortalecer a minha cultura organizacional.

 

O que é cultura organizacional?

 

Cultura organizacional é um conjunto de diretrizes compartilhadas por todos os funcionários de uma empresa. 

É composta de valores, crenças e normas que definem a dinâmica interna de uma organização, influenciando suas relações com o mercado e com a sociedade.

Richard Perrin define cultura organizacional como “valores e tradições que são a ‘cola’ que une os membros de uma companhia”. 

 

Por que a cultura organizacional é importante?

 

Uma cultura organizacional forte é essencial para um ambiente de trabalho mais agradável e para a produtividade e eficiência da equipe. 

Para se ter ideia, uma pesquisa realizada pela consultoria de recrutamento Michael Page apontou que problemas relacionados a uma má cultura organizacional são responsáveis pela maior parte dos pedidos de demissão.

As principais justificativas são: falta de reconhecimento e feedback da empresa, gestão mal estruturada, estagnação ou desmotivação com o cargo, falta de referência de liderança e carência de treinamentos.

Para não deixar esse problema atingir o seu negócio, nós temos um ebook gratuito que pode ser usado por gestores e profissionais da área para às boas Prática de Liderança. Clique e faça o download:

as 5 práticas exemplares de liderança

Esses problemas demonstram a importância da cultura organizacional, e são solucionados pelos vários benefícios trazidos por ela, como:

 

Senso de pertencimento

A cultura organizacional é capaz de criar um sentimento de união, fazendo com que todos os colaboradores compartilhem a mesma visão.

Ela faz com que os funcionários se sintam verdadeiramente parte da empresa, responsáveis pelos resultados obtidos. 

 

Maior engajamento

Uma pessoa engajada contribui mais para atingir objetivos. Utilizando seu maior potencial, ela traz entusiasmo, esforço e iniciativa para o ambiente de trabalho

A cultura organizacional gera esse efeito no funcionário através da valorização, mostrando o motivo de ele ser necessário. 

 

Aumento de produtividade

Esse é um dos principais alvos a serem atingidos pela gestão de pessoas, e a cultura organizacional resulta justamente em maior rendimento.

Com um corpo de funcionários motivado e se sentindo parte ativa e funcional da empresa, haverá mais ânimo e disposição para o cumprimento de tarefas.

 

Maior retenção de colaboradores

Como falamos anteriormente, as pesquisas indicam que os problemas resultantes de uma cultura organizacional ruim são a maior causa dos pedidos de demissão.

Portanto, quando a cultura de uma empresa é definida, ela favorece um ambiente unificado, com maior comunicação e valorização pessoal. Desse modo, melhora-se o tempo que as pessoas permanecem na empresa.

 

Melhora do processo de contratação

Com uma cultura organizacional bem estabelecida, sabemos identificar o perfil de colaborador que buscamos, tornando os processos de seleção mais eficientes.

Além disso, o funcionário que já compartilha da mesma missão, visão e valores da empresa terá maior facilidade de adaptação. Ele poderá iniciar o trabalho mais cedo, sem a necessidade de longos períodos de integração.

 

Quais são as características de uma cultura organizacional?

 

As características fundamentais da cultura organizacional são: 

  • Inovação: o quanto a empresa está disposta a assumir riscos para inovar;
  • Detalhamento: o nível de precisão e atenção aos detalhes;
  • Foco em resultados: o resultado é mais valorizado que o processo;
  • Motivação das pessoas: as decisões levam em conta os colaboradores;
  • Orientação de equipe: a valorização do trabalho em equipe;
  • Competitividade: o nível de competitividade entre os funcionários;
  • Estabilidade: o grau de importância do crescimento da empresa.

A partir dessas características podemos saber qual a cultura da sua empresa, observando a ênfase dada para elas no dia a dia de trabalho.

 

Qual o tipo de cultura organizacional da minha empresa?

 

Agora que você já sabe o que é, a importância e as características de uma cultura organizacional, conheça alguns tipos:

 

Classificações de Charles Handy

Charles Handy é especialista em comportamento organizacional, possuindo uma carreira premiada e uma extensa publicação de livros sobre o assunto.  

Ele é a principal referência quando tipos de cultura são o tema. Assim fica a sua classificação:

 

Cultura do Poder

É caracterizada pela concentração de poder na figura de uma liderança, podendo ser o empreendedor ou gerente

Devido a isso, acaba engessando os outros colaboradores e os orienta a buscar resultados, incitando a competição.

Geralmente está presente em empresas pequenas, o que pode representar um fator limitante ao crescimento por reduzir as possibilidades de desenvolvimento dos funcionários.

 

Cultura de Papéis

É marcada pela burocracia, com processos bem estruturados e definição rigorosa das funções, não tendo muitas possibilidades de inovação.

Trabalhando pela lógica da racionalidade, é mais vista em organizações e empresas públicas, e acaba gerando uma acomodação dos funcionários por não gerar perspectiva para crescimento na hierarquia empresarial.

 

Cultura de Tarefa

O que importa aqui é resolver o problema, dando mais liberdade e autonomia para os colaboradores.

Tem como características a flexibilidade, inovação e criatividade, por causa da responsabilidade de ter que lidar com diferentes tipos de demandas. 

Essa cultura pode ser identificada em e-commerces.

 

Cultura de Pessoa

O indivíduo é colocado em primeiro lugar neste modelo, buscando gerar maior bem-estar no ambiente de trabalho e favorecendo a coletividade. 

O trabalho em equipe é muito importante, e as pessoas tem suas ideias e pontos de vista valorizados. Além disso, adotam modelos de gestão mais modernos. Pode ser observada em startups.

 

Classificações de Quinn e Cameron 

Professores da Universidade de Michigan, Robert E. Quinn e Kim S. Cameron desenvolveram um método para classificar os tipos de cultura organizacional que é utilizado por cerca de 12.000 empresas ao redor do mundo. 

Segundo eles, todas as organizações possuem um pouco desses quatro tipos de cultura, porém um deles acaba prevalecendo. As classificações são: 

 

Cultura de Clã

É centrada na colaboração, com foco no trabalho em equipe e na manutenção de um ambiente de trabalho amigável. Os líderes são vistos como mentores, e valores como lealdade e comprometimento são fundamentais.

 

Cultura de Adhocracia

Adhocracia significa algo dinâmico, sendo caracterizada pela flexibilidade, energia e criatividade. Os líderes, vistos como inspiradores, estimulam os colaboradores a assumirem riscos em prol da experimentação e inovação.

 

Cultura de Mercado

Focada em resultados, essa cultura estimula a competição e a realização de tarefas. Seus líderes são conhecidos pela exigência. Além disso, existe uma grande preocupação em se manter competitivo no mercado.

 

Cultura de Hierarquia

Baseada em estruturas rígidas e no controle. A liderança gira em torno da organização, coordenação e monitoramento.

Quinn e Cameron criaram uma ferramenta online para determinar quais são as culturas que mais se encaixam com sua empresa. Seu nome é Organizational Culture Assessment Instrument (OCAI).

 

5 passos para desenvolver uma cultura organizacional

 

Desenvolver uma cultura organizacional não é uma tarefa fácil, pois envolve alterar hábitos e a maneira como as pessoas se relacionam com seu trabalho. Aqui vão alguns passos para te ajudar:

 

1 - Entenda a cultura da sua empresa

A cultura organizacional é definida pela mentalidade dos fundadores. Portanto, entenda com quais valores sua empresa foi construída, e separe as coisas positivas das negativas.

Algumas conversas particulares com determinados funcionários podem te ajudar a perceber atitudes consolidadas que representam obstáculos.

 

2 - Alinhe a equipe

Faça uma avaliação individual dos membros da equipe para saber como cada um está lidando com a cultura. 

Também é importante que o gestor dê feedbacks para garantir que cada colaborador esteja desenvolvendo os valores e hábitos esperados.

 

3 - Direcione a cultura

Deixe claras as responsabilidades de cada um, e crie indicadores de performance que recompensem bons hábitos. Desse modo, você dará a direção desejada. 

 

4 - Trabalhe a comunicação

Esteja disponível e crie empatia. Até mesmo uma conversa informal com um funcionário pode dar a ele a noção de sua importância.

Para garantir que a empresa está seguindo a direção correta, converse com pessoas que possam te dar algum tipo de feedback: colaboradores, parceiros, clientes, etc.

 

5 - Pense em Employer Branding

Trabalhe sua reputação como empregador. Gerar uma percepção positiva como empregador atrai talentos e mantém os melhores colaboradores. 

Realize pesquisas internas sobre satisfação, busque a opinião dos funcionários sobre o gerenciamento e aceite sugestões de melhoria.

 

Como fortalecer a minha cultura organizacional?

 

Aqui estão algumas dicas para fortalecer sua cultura organizacional:

 

1 - Seja flexível

Permitir que os colaboradores saibam gerenciar o próprio tempo é muito benéfico. Isso vai desde oferecer oportunidades de trabalho home office até permitir que algum pai veja a apresentação de seu filho na escola.

 

2 - Estimule a autonomia

Estimule seus funcionários criando oportunidades de escolha. Você estará os incentivando a serem capazes de gerenciar suas próprias tarefas.

 

3 - Utilize a tecnologia a seu favor

Adote plataformas que facilitem a comunicação e o fluxo de trabalho onde for possível. Assim é feito em muitas empresas, que utilizam softwares como Skype, Trello, Google Apps for Business, entre outros.

 

4 - Saiba o que tornar público

Quando um funcionário for recompensado, torne isso público, mostrando que a empresa valoriza o sucesso. Quando tiver que chamar a atenção, faça isso em particular para não correr o risco de criar uma situação ruim.

 

5 - Seja fiel aos valores

Os valores são o coração de uma empresa. Sempre tome atitudes baseadas neles, mostrando coerência e integridade.

 

Como identificar uma cultura organizacional tóxica?

 

O principal sintoma de uma cultura organizacional tóxica é um ambiente sufocante e opressivo. Ela pode estar relacionada a diversos fatores, e traz desmotivação, comportamentos agressivos, negatividade e falta de confiança.

Ao se deparar com alguns desses sinais, o gestor precisa demonstrar inteligência emocional. Com o conhecimento dos valores de uma cultura organizacional saudável, é necessário iniciar um processo cuidadoso de observação.

Busque entender as atitudes negativas que geram esses sentimentos, observando as relações no ambiente de trabalho. Analise a conduta dos colaboradores entre si e com seus líderes, e a maneira como trocam as informações.

A partir disso, tente identificar os possíveis valores negativos que orientam o comportamento. Estabeleça diálogos, conversando individualmente e buscando soluções em conjunto.

Depois, monte um plano de ação voltado à implementação de hábitos baseados nos valores de uma cultura organizacional positiva.

 

Exemplos de boas culturas organizacionais

 

Já aprendemos sobre diversos aspectos das culturas organizacionais. Agora vamos conferir alguns exemplos inspiradores de grandes empresas que obtiveram sucesso com suas culturas.

 

Google (Cultura de Adhocracia)

 

logo google

A Google mantém uma cultura que visa extrair o máximo de criatividade de seus funcionários, os estimulando a tomar riscos. E faz isso tão bem que chegou a ganhar prêmios.

Para isso, a companhia cultiva uma série de valores fundamentais, como flexibilidade, confiança e inovação. 

 

Magazine Luiza (Cultura de Pessoa)

logo magazine luiza

A Magazine Luiza representa o poder de uma boa cultura organizacional, chegando a ser tema de artigo na Harvard Business School. A responsável por isso é Luiza Helena, que assumiu a empresa de sua tia.

Com uma gestão inovadora, ela adotou um modelo horizontal de relações com foco nas pessoas, buscando sempre comunicar a verdade aos clientes.

 

BMW (Cultura de Tarefa)

logo bmw

A fabricante de automóveis alemã tem valores compartilhados muito bem definidos: responsabilidade, valorização, transparência, confiança e abertura. 

Com isso, eles são capazes de criar novas tecnologias, produzindo desde componentes eletrônicos até aviões.

Isso nos mostra que é fundamental definir a cultura organizacional da sua empresa.


 

Gostou do nosso conteúdo?

 

Eu espero que esse artigo tenha te ajudado com a cultura organizacional do seu negócio! Agora eu vou deixar para você a oportunidade de ser um líder de alta performance e seguir o caminho do sucesso.

Faça parte do time de assinantes Voitto Premium e aprenda com referências em gestão e liderança e se torne um profissional altamente capacitado! 

Clique no botão abaixo e conheça as vantagens de Ser Premium:

 

voitto premium