Todas as empresas, sem nenhuma exceção, querem ter funcionários mais engajados e motivados para realizarem suas funções e esse é um dos benefícios trazidos pela Gamificação nas empresas.

Isso porque, de acordo com algumas pesquisas feitas em solo americano, funcionários que apresentam maior engajamento e que “vestem a camisa” das organizações são cerca de 8 vezes mais produtivos do que os outros.

Mas esse não é um objetivo tão fácil assim de atingir. Ainda de acordo com a pesquisa, quase 53% dos colaboradores fazem apenas o mínimo necessário para manterem seus empregos, abandonando-os assim que recebem uma oferta melhor.

Como mudar esse cenário? Uma das estratégias que mais têm dado resultados nos últimos tempos é a gamificação nas empresas, que utiliza jogos e tecnologia para aumentar a produtividade.

Continue a leitura para saber tudo sobre essa técnica e exemplos de sucesso!

 

Mas o que é essa tal de gamificação, afinal de contas?

 

Gamificação é uma estratégia que integra elementos de jogos interativos e princípios psicológicos em um sistema existente, que pode ser um site, um software empresarial, um aplicativo e o ambiente corporativo.  

O termo foi idealizado pela primeira vez em 2002, mas somente em 2010 é que ele ganhou popularidade. Desde então, as empresas começaram a usar os conceitos da Gamificação dentro do ambiente de trabalho, para engajar os funcionários, e também como estratégia de vendas, chamando a atenção e interagindo com clientes.

“Ok, mas como aplicar essa gamificação no meu negócio?” é o que você deve estar se perguntando. Mas, antes de respondermos a essa pergunta, precisamos que você entenda por que essa estratégia é, de fato, boa ideia.

 

Por que você deve investir na gamificação?

 

O motivo é muito simples: porque funciona. Os jogos e seus elementos sempre estiveram  presentes em todas as culturas e épocas da nossa civilização, sendo uma das formas mais antigas de engajamento e interação social humana. 

Nos jogos da Grécia Antiga, que hoje em dia são conhecidos como os Jogos Olímpicos, corridas, lançamentos, lutas e saltos uniam e empenhavam pessoas em prol de um único objetivo: o de ganhar!

No Império Romano, as batalhas dos gladiadores eram elaboradas em torno de um tema específico, com encenações de batalhas históricas, de mitos em tornos do povo bárbaro e etc.

Mas por que os jogos sempre foram uma das maneiras mais eficazes de envolver pessoas? A razão é que eles, em geral, exploram alguns mecanismos básicos do comportamento humano, como recompensa, socialização, status, competição, autoexpressão e conquista.

 

Como a gamificação motiva e aumenta a produtividade dos funcionários?

 

A resposta é puramente biológica, tendo a ver com a nossa química cerebral. Isso porque os jogos também se conectam ao sistema de prazer do cérebro, aumentando o nível de dopamina (hormônio responsável pelas sensações de satisfação e bem-estar).

Não precisa dizer que pessoas mais felizes, satisfeitas e dispostas trabalham mais e melhor, não é? Além disso, a gamificação melhora o foco, a motivação, a cognição e a resiliência emocional de todos os colaboradores, independentemente da função ou nível hierárquico.

 

Aplcação da gamificação no dia a dia de trabalho

 

Existem diversas maneiras de utilizar a gamificação como uma estratégia para motivar e engajar funcionários. Veja alguns exemplos que foram bem-sucedidos mundo afora.

 

1. Plantville

Plantville é um jogo desenvolvido pela empresa Siemens que permite que os jogadores, no papel de gestores industriais, resolvam problemas, operem a fábrica e realizem outras tarefas importantes.

O feedback foi instantâneo, já que aqueles que tomaram as melhores decisões acumularam pontos e foram premiados com diversas bonificações, como vales, cursos, treinamentos etc.

 

2. Gerdau

A empresa siderúrgica Gerdau utiliza a gamificação em programas de capacitação de colaboradores por meio dos óculos de realidade virtual.

Isso quer dizer que todo aquele treinamento teórico, com aulas, anotações e tarefas foi substituído por jogos de conhecimento dinâmicos e interativos em um ambiente inteiramente gerado pelo computador.

 

3. Google

É óbvio que a Google não ia ficar fora dessa. A gigante da tecnologia incorporou um game de despesas de viagem para os seus colaboradores.

Nele, os funcionários são estimulados a fazerem acompanhamentos das despesas concernentes a viagens de negócios. Cada centavinho que eles economizam no jogo é dado aos profissionais, na vida real, como adicionais em seus honorários.

 

4. Domino’s

A Domino’s percebeu que os funcionários novatos estavam tendo dificuldades em aprender os processos de trabalho do estabelecimento.  A solução foi desenvolver um minicurso gamificado que auxilia no aprendizado e memorização de todas as etapas da elaboração das pizzas do Domino’s.

Além disso, também foi utilizada a técnica do acúmulo de pontos, com bonificações aos funcionários que mais tiverem sucesso no treinamento gamificado.

É importante salientar que, ao implementar bonificações como adicional de salário,por exemplo, a empresa precisa contar com plataformas e ferramentas que minimizam a margem de erro desses cálculos e automatizam o serviço, ajudando o trabalho do profissional de RH que ficou responsável por essa função.

Se você gostou das dicas e informações, não perca a chance de conhecer os planos flexíveis de assinatura da pocketbook4you e ficar por dentro do que há de mais importante e atual no mundo dos negócios!