Na construção civil, a busca pela sustentabilidade nos empreendimentos culminou no surgimento das chamadas green buildings

A indústria da construção causa grandes impactos socioambientais. Em média, 40% da água consumida pelo planeta é destinada às edificações ao longo das etapas de construção e de operação.

Além do alto consumo de água, grande parte da matéria-prima retirada da natureza  encontra destino nas construções, assim como o consumo de energia elétrica.

A grande produção de resíduos urbanos também é uma problemática que gera grandes impactos ambientais.

Tendo em vista todo esse cenário, são necessárias medidas e inovações que visam a diminuição dos danos causados à natureza e ao aumento da qualidade de vida das pessoas.

Ao longo deste artigo, vamos falar sobre:

 

  • O que é green building?
  • Benefícios do green building;
  • As 5 principais certificações de green building.

 

Vamos aprender o que são as construções verdes?

 

O que é greenbuilding?

 

Greenbuilding ou construções sustentáveis são edificações que consideram critérios sustentáveis, sejam estes à sociedade, ao ambiente ou à economia, durante todo o seu ciclo de vida.

Quando falamos em ciclo de vida, incluem-se todas as fases de uma construção, desde a sua concepção, com a escolha do local, até a demolição, que, se tratando de uma construção sustentável, retorna algo benéfico para a sociedade.

Tendo em vista o ciclo de vida de um projeto sustentável, observa-se que os green buildings são construções ambientalmente responsáveis e eficientes na utilização de seus recursos.

Além do cuidado com o meio ambiente há uma maior valorização em relação ao mercado para esse tipo de construção, visto que a vida útil dessas construções são maiores e a ocupação dos imóveis é feita de modo mais rápido. 

As empresas que investem em green buildings possuem os seus custos com a construção, a operação e a manutenção reduzidos. Isso se deve às práticas como o reaproveitamento de água, otimização do canteiro de obras, dentre outras soluções que viabilizam o melhor aproveitamento dos recursos, sejam eles humanos ou materiais.

Os conceitos e práticas por trás dos green buildings além de estarem relacionados à sustentabilidade, adotam um viés relacionado a construções enxutas, ou, como é mais conhecido, lean construction.

Você conhece essa metodologia?

Caso não conheça, ou queira saber mais sobre o assunto, separamos para você o nosso ebook GRATUITO sobre O que é e como funciona Lean Manufacturing.

O lean manufacturing deu origem a lean construction. Para que você possa conhecer e entender os princípios dessa metodologia, convidamos você a fazer o download desse ebook que te levará a entender os conceitos da metodologia enxuta.

O que é e como funciona o lean manufacturing?

Vamos entender quais são os benefícios do green building.

 

Benefícios do green building

 

Os benefícios do green building se refletem tanto no ambiente quanto na vida dos usuários.

As construções sustentáveis utilizam o local de implantação da construção de modo eficiente. Todo o planejamento é voltado para o aproveitamento dos recursos naturais ali presentes como, por exemplo, a iluminação solar.

É realizado um estudo de viabilidade, buscando otimizar a utilização de energia natural e a ventilação.

Os materiais empregados são escolhidos de modo a aproveitar os materiais disponíveis no próprio local da construção, preferencialmente aqueles que são menos processados, não tóxicos e com possibilidade de reciclagem.

Outra característica que algumas green buildings adotam é cobertura verde que visa a economia de energia e torna a construção mais amigável ao meio ambiente.

Além de todos esses benefícios para usuários, há um aumento na produtividade dos colaboradores, visto que as otimizações feitas em canteiros de obra proporciona melhores condições de trabalho.

Mas como saber se uma edificação é sustentável?

 

As 5 principais certificações de greenbuilding

 

Para mensurar e comprovar a sustentabilidade de uma construção verde, existem as certificações de green building.

Elas são dadas por meio de selos.

As principais certificações são:

 

1. Certificação AQUA-HQE

 

A certificação AQUA-HQE foi lançada em 2008, no Brasil, pela Fundação Vanzolini, que se inspirou na certificação francesa, criada em 1974, HQE (Haute Qualité Environnementale, em português, Alta Qualidade Ambiental).

Ela considera as características locais de clima, de cultura, de normas técnicas e de regulamentações.

O selo AQUA-HQE certifica os seguintes tipos de empreendimentos:

  • Edifícios em construção, sejam estes residenciais, não-residenciais e para fins hospitalares;
  • Edifícios em operação;
  • Bairros e loteamentos.

Ele observa aspectos como:

  • organização do canteiro de obras que visem o baixo impacto ambiental;
  • preservação dos recursos;
  • redução da poluição e da geração de resíduos sólidos;
  • gestão de água e energia durante a operação;
  • durabilidade, adaptabilidade, manutenção, custos de uso e operação;
  • conforto e a saúde de todos os envolvidos no ciclo de vida da construção, desde os operários à vizinhança.

Nesta certificação não há pontuação, o empreendimento pode ser classificado em três, sendo eles:

  • BASE;
  • BOAS PRÁTICAS; e
  • MELHORES PRÁTICAS.

Para alcançar a certificação, é necessário obter, pelo menos, três categorias no nível Melhores Práticas, quatro categorias como Boas Práticas e sete categorias no nível Base.

 

2. Certificação LEED

 

A certificação LEED foi criada no ano 2000, pelo USGBC (Conselho de Green Building dos Estados Unidos) e chegou ao Brasil em 2007, por meio do Green Building Council Brasil (GBC Brasil).

Ele certifica as seguinte tipologias:

  • novas construções;
  • design e construção de interiores;
  • edifícios existentes;
  • bairros;
  • casa (referencial existente apenas no Brasil); e
  • Zero Energy Building (referencial existente apenas no Brasil).

Para conseguir um selo LEED, a construção precisa possuir pré-requisitos e créditos ou recomendações que podem somar até 110 pontos para o empreendimento.

Ele possui quatro tipos de selo de acordo com a pontuação alcançada, sendo eles:

Certificações LEED

 

O Estádio Mineirão, localizado em Belo Horizonte, é um exemplo de uma construção que possui o selo LEED Platinum.

 

3. Certificação BREEAM

 

Foi criada em 1992, por uma instituição inglesa e significa Método de Avaliação Ambiental do Building Research Establishment (BRE). Essa certificação chegou ao Brasil em 2011, de modo adaptado para as normas e para as regulamentações locais pelo BESPOKE.

A certificação BREEAM possui um nível alto de exigência e ainda é pouco desenvolvida no Brasil.

O sistema BESPOKE pode ser aplicado a qualquer tipo de edificação em qualquer localidade do mundo.

 

4. Etiqueta PBE Edifica

 

A Etiqueta PBE Edifica é uma certificação brasileira desenvolvida pela Eletrobrás em parceria como Inmetro. 

Ela foi lançada em 2009 para prédios comerciais, de serviços e público e atualizada em 2010 para residências, apartamentos e edifícios multifamiliares.

Ela foi desenvolvida com o propósito de incentivar a conservação e o uso eficiente de recursos naturais, reduzindo os impactos ambientais e desperdícios.

 

5. Certificação Casa Azul CAIXA

 

O selo Casa Azul foi criado em 2010 pela Caixa Econômica federal, com o objetivo de incentivar o green building nos projetos habitacionais financiados por ela.

O selo possui 53 critérios de avaliação de sustentabilidade exclusivos para as normas e as regulamentações brasileiras.

Dentre os critérios, 19 são obrigatórios e agrupados nas categorias:

  • Qualidade Urbana;
  • Projeto e Conforto;
  • Eficiência Energética;
  • Conservação de Recursos e Materiais;
  • Gestão da Água; e
  • Práticas Sociais.

 

De acordo com o número de critérios estabelecidos é definido o selo, sendo eles:

Selo Casa Azul da CAIXA

Quero saber mais sobre metodologias para a construção civil

Ao longo deste artigo, falamos sobre as construções sustentáveis e todos os benefícios e as inovações que elas utilizam.

Para que você possa saber mais sobre as novas metodologias que estão sendo implantadas na construção civil, separamos para você o nosso Curso de Lean Construction.

Ao longo do curso, você aprenderá a identificar o conceito de agregação de valor no contexto da construção, a implantar a filosofia lean na área de engenharia civil, a analisar a eficiência e o andamento do projeto por meio de métricas que auxiliam na medição e no controle, além de muitos outros conteúdos.

Clique no botão abaixo e se capacite para a nova realidade da construção!

Curso de Lean Construction