Já se perguntou como as ideias das empresas de sucesso surgem? 

Bem, ao contrário do que muitos pensam, boas ideias de negócio não surgem como sonhos ou revelações, elas são fruto de um conjunto de fatores que incluem o autoconhecimento do empreendedor e a perceptividade de mercado.

Mas você deve estar pensando agora naquelas ideias de negócio lucrativos e inovadores de empresas que revolucionaram o mundo moderno, como Uber ou Spotify.

Pois é, elas só expressam as habilidades e comportamentos de empreendedores de sucesso, que tem a capacidade de perceber oportunidades de atuação no mundo dos negócios e conseguem aliar isso às suas competências.

Achou complicado? Pode ficar tranquilo que neste artigo vamos dar um passo a passo para a construção de ideias de negócio para você que quer empreender!

E para começar vamos falar do Ikigai, palavra japonesa que significa “razão de ser”. Esse conceito será o princípio básico para a construção de ideias de negócio.

Mas, antes, que tal se inspirar em boas práticas de liderança? Afinal, se você quer ser dono do seu próprio empreendimento, provavelmente vai assumir o papel de líder. 

E nada melhor que ter um caminho por onde começar! 

Então, clique no botão abaixo e tenha acesso ao nosso Ebook gratuito sobre as 5 práticas exemplares de liderança!

 

Ikigai: o mapa do autoconhecimento

 

O conceito do Ikigai é utilizado como um mapa do autoconhecimento, e se conhecer é essencial para quem deseja construir ideias de negócio e empreender.

Isto porque, embora o empreendedorismo atinja todas as áreas de mercado, você deve saber identificar onde está a sua oportunidade de negócio.

Mas se você não sabe por onde começar sua jornada do autoconhecimento, vamos te ajudar nisso!

 

 

Olhe bem para a imagem acima, ela representa diversos aspectos da vida das pessoas, e cada círculo faz referência às suas características como indivíduo.

Responda com sinceridade as perguntas:

 

  • O que você gosta de fazer?
  • O que o mundo precisa?
  • O que você faz bem?
  • Pelo que você pode ser pago?

 

As intersecções das respostas reforçam sua profissão, vocação, missão e paixão. E se você possui uma resposta que seja comum a todas as perguntas, você encontrou seu ikigai, a sua razão de ser, que pode ser uma ótima aposta para suas ideias de negócio.

O mapa ajuda a encontrar suas oportunidades, áreas ou os tipos de negócios que estão ligados a você, e esse é o primeiro passo na construção de ideias de negócio para quem quer empreender e ganhar dinheiro.

Descobrindo então onde estão suas oportunidades, é hora de pensar em como isso pode virar um produto de valor para seu cliente. Então, qual problema do seu cliente sua ideia pode resolver?

 

Qual o problema?

 

O segredo na construção das ideias de negócio não está em soluções inimagináveis ou geniais, e sim na interseção entre o seu conhecimento e um problema da sociedade.

Então, a identificação do problema é um ponto de partida para amadurecer as ideias de negócio que surgiram com o autoconhecimento.

Quando relacionamos nossa ideia com a solução de um problema, já estamos falando de uma ideia que agrega valor a alguém. 

Para esclarecer um pouco isso, você pode ver abaixo alguns exemplos de problemas solucionados por empresas:

 

  • Uber: limitações nos meios de mobilidade urbana que criam empecilhos para o deslocamento e qualidade de vida das pessoas;
  • Google: informações desorganizadas e difusas, gerando desigualdades de acesso pelas pessoas e instituições; e
  • Spotify: utilização da internet de alta velocidade, download ilegal de músicas em plataformas não confiáveis ou com custos muito altos.

 

Mas nem todas as soluções de problemas passam apenas pela criação de tecnologias disruptivas. Você pode criar negócios promissores com coisas que já existem, mas não existem em um determinado lugar.

Isto é aliar as suas oportunidades a um problema existente em um determinado nicho.

Para isso, seja um bom observador e pesquisador, para encontrar o casamento perfeito entre sua ideia, o problema que ela tem de resolver e o nicho no qual ela pode ser aplicada.

 

Tendências do mercado

 

Outro aspecto importante da construção de ideias de negócio é ficar atento às mudanças que ocorrem no mercado. Vale a pena ficar antenado às tendências, que são as áreas que estão em crescimento.

 

 

A rede da imagem acima mostra áreas de atual crescimento econômico que valem a pena ser analisadas.

As pessoas estão cada vez mais conectadas pela internet o que tem tornado o marketing digital uma necessidade para os empreendimentos modernos. Além disso, estão em alta as ideias de negócio que surgem como forma de loja virtual ou comércio eletrônico para a venda de produtos.

Quando você cria um negócio seguindo as tendências, as chances da sua ideia virar uma empresa com potencial de crescimento neste mercado é maior.

Mas o que você deve fazer para ficar alinhado com essas áreas de crescimento? Além de realizar uma pesquisa de mercado, podemos destacar alguns aspectos que são importantes para serem acompanhados de perto:

 

  • Mudanças tecnológicas: importante ficar atento para que sua ideia não fique logo ultrapassada, tente sempre se ajustar às novas tecnologias;
  • Mudanças políticas e regulamentação: fique atento às mudanças em regulamentos que podem envolver o ramo em que você está inserido e podem afetar suas atividades;
  • Mudanças sociais e demográficas: acompanhe se essas mudanças têm relação com seu empreendimento e não fique parado; e
  • Mudanças na estrutura do setor: esteja alerta quanto a estrutura do setor em que o seu negócio está inserido;

 

Ferramentas para a construção de ideias

 

Agora que você já está preparado para entender as mudanças no contexto mundial que podem afetar sua ideia, e fez uma jornada de autoconhecimento para identificar suas oportunidades, está na hora de construir sua ideia!

 

Para isso, vamos abordar algumas ferramentas que podem ser utilizadas para a construção de ideias de negócio tendo como base a solução de um problema.

 

Brainstorming

O brainstorming, tradução para “tempestade de ideias”, é um momento criativo e construtivo onde você reúne as pessoas estratégicas para a construção das ideias de negócio. 

Todas as pessoas têm a liberdade de dar suas opiniões e propor soluções sobre o problema.

As premissas do brainstorming se baseiam principalmente no engajamento dos membros em encontrar uma solução para o problema através da liberdade de julgamentos, sem excluir ideias.

Você, o mentor da ideia, deve ser o facilitador deste processo criativo e, consequentemente, quem escolhe os membros que participarão do processo.

A seguir, algumas dicas para o brainstorming:

 

  • Quebre o gelo: deixe as pessoas à vontade para se expressar, essa dinâmica não precisa ser em forma de discussão, existem diversas técnicas utilizadas em grupos de pessoas mais tímidas, como, por exemplo, escrever as ideias em papéis sem assinatura;
  • Quantidade: crie o maior número de ideias possíveis, o nivelamento dessas ideias será feito depois;
  • Registre: não adianta ter várias ideias se elas não forem registradas;
  • Sem dono: assuma que as ideias não têm um autor, que esse procedimento é uma criação em grupo; e
  • Defina um tempo: limite o tempo para produção de ideias e faça o controle disso.

 

Para te ajudar neste processo você pode utilizar uma planilha para brainstorming, ela é uma excelente forma para organizar suas ideias!

O brainstorming é a ferramenta para começar a levantar e amadurecer quais são suas soluções para um determinado problema, mas ele identifica muitas ideias e estas precisam ser priorizadas.

É o que vamos ver a seguir.

 

Priorização

É necessário um método para priorizar as ideias de negócio para a solução do problema pensado.

Quais das ideias são as melhores?

Para isso você pode agrupar e categorizar suas ideias de negócio, definindo um critério de avaliação para que você possa pontuar e classificar as melhores.

Um exemplo de tabela de priorização pode ser visto na imagem abaixo:

 

 

As ideias com maior nota serão priorizadas, o que confere um caráter imparcial a esta metodologia.

 

Conversas

Conversar ainda é uma boa prática que você pode usar para amadurecer suas ideias de negócio.

Então converse com outros empreendedores de diversos ramos, compartilhe seus problemas e aprenda com eles. Para ter uma inspiração, leia nosso artigo sobre 11 lições que os maiores empreendedores de sucesso nos ensinam.

E não se esqueça de outra conversa essencial que você pode ter, que é a conversa com seu cliente. Através dela você já pode alinhar as expectativas entre o que a empresa vai desenvolver e o que o público precisa.

Além disso, o que você pode fazer é conhecer a Endeavor, organização não governamental, sem fins lucrativos, que tem como finalidade acelerar o empreendedorismo e pode te ajudar nesta jornada.

 

Por que não?

Mas, por que ninguém teve essa ideia antes?

 

 

Esta etapa é fundamental na criação de ideias de negócio, isto porque você pode descobrir impedimentos para sua ideia ou até que o que você está pensando em desenvolver já existe.

Então, para que você não corra o risco de se iludir e trabalhe em uma ideia que realmente vai ser uma boa oportunidade de empreendedorismo responda as perguntas:

 

  • Por que não daria certo? Quais seriam os possíveis impedimentos para a sua ideia e como esses impedimentos afetariam seu negócio;
  • Por que não fazer dessa maneira? Pense se não existe outra maneira de fazer seu empreendimento acontecer, uma maneira mais fácil; e
  • Por que não pensar de outra forma? Por exemplo, outras formas de solucionar seu problema.

 

As respostas para as perguntas devem ser plausíveis, e assim irão te ajudar a refinar suas ideias de negócio. Então não deixe de questionar o óbvio!

 

Só uma boa ideia não basta!

 

Agora que você já sabe como construir e estruturar suas ideias de negócio, é hora de tirar essas ideias do papel!

Para isso você deve estar alinhado com todos os passos que envolvem a abertura do próprio negócio, pois só uma grande ideia não vai te fazer lucrar e conquistar sua independência. 

É necessário que você crie uma empresa bem estruturada e desenvolva um plano de negócios.

Pensando nisso, temos um curso completo de formação empreendedora, em que você poderá conferir o passo a passo do que você deve fazer e pensar antes de abrir uma empresa!

Aceita o desafio? Clique no botão abaixo e confira!

Ah, mas antes de ir não se esqueça de deixar aqui nos comentário seu feedback sobre este conteúdo!