O intercâmbio é uma atividade de troca de culturas, sendo assim, é um ótimo jeito de adquirir experiências. Existem diversas modalidades e destinos para que você possa enriquecer seu currículo e ainda aperfeiçoar o idioma desejado.

Porém, morar em outro país por um período significativo, seja para estudar, trabalhar ou apenas passear, pode ser algo bem trabalhoso. São muitos detalhes que requerem um planejamento bem completo!

Sendo assim, separei nesse artigo os documentos, instituições que oferecem, os tipos e todos os detalhes que você precisa saber antes de fazer intercâmbio. Vamos lá?

 

Qual tipo de intercâmbio devo fazer?

 

Antes de sair do país, é preciso saber qual objetivo você está buscando. No geral, as empresas oferecem um planejamento diferente para cada programa de intercâmbio, pois a documentação muda, assim como os custos e outros pontos.

 

Curso de língua

 

Os cursos de idiomas nos países nativos da língua que você deseja aprender, obviamente, proporcionam mais experiências e um aprendizado mais rico. O primeiro passo é escolher qual língua você deseja aprender ou aperfeiçoar.

Com ajuda da empresa escolhida para auxiliar no intercâmbio, você tem acesso às melhores instituições de ensino de línguas em todo mundo. Nesse ponto, você também precisa conciliar a escolha da instituição com o país onde deseja aprender o idioma.

Também é importante ter em vista em quanto tempo o curso é oferecido, pois precisa estar dentro do seu orçamento! Você pode optar por cursos intensivos, básicos ou avançados.

Além da língua em si, há a possibilidade de fazer cursos voltados para conhecimentos específicos, que ajudem na sua carreira e no idioma desejado.

 

High School       

 

A possibilidade de realizar o ensino médio com intercâmbio no exterior pode abrir muitas portas nas melhores universidades do mundo! Além de vivenciar o dia a dia das escolas e a cultura local, você terá acesso à uma educação de qualidade enquanto aperfeiçoa seu aprendizado no idioma.

 

Mais uma vez, a empresa responsável por fazer seu planejamento indicará as melhores escolas, sendo públicas ou particulares, nos países disponíveis para esta modalidade.

 

Graduação

 

A realização de um intercâmbio de graduação ou pós-graduação, depende da universidade onde você deseja estudar. Cada uma delas possui um processo seletivo diferente e exige documentos específicos.

Algumas delas permitem a matrícula de acordo com a aprovação em exames de proficiência em inglês, como o TOEFL. Muitas ainda oferecem alguns meses de aulas do idioma antes do início das aulas.

Se você já iniciou uma graduação no Brasil, é interessante procurar o departamento responsável pelos intercâmbios da sua universidade, já que muitas vezes as instituições possuem convênios e parcerias.

 

Estágio

 

Se deseja realizar um estágio no exterior, realmente o mais indicado é procurar uma agência especializada. Pois nesse caso, o acesso às empresas que contratam estagiários de outro países é feito justamente através desses canais.

Esta modalidade é indicada para estudantes universitários ou profissionais formados que desejam dar um upgrade no currículo e/ou adquirir experiências no seu ramo, para conquistar as melhores vagas no mercado de trabalho.

A escolha do país e empresa para a realização do estágio irá depender da sua área de atuação e do seu currículo.

 

Trabalho

 

Para ajudar a financiar os custos do intercâmbio, você pode trabalhar no exterior enquanto estuda o idioma ou faz algum curso profissionalizante.

Contudo, existem legislações específicas em cada país. Em alguns, como por exemplo a Austrália, há um limite de horas semanais de trabalho.

E além de trabalhos tradicionais, é possível realizar um intercâmbio de trabalho voluntário, onde você pode ajudar em causas e ações humanitárias, em países como Índia, África do Sul e Tailândia.

 

Quais as melhores empresas de intercâmbio?

 

No Brasil, são várias as agências que oferecem serviço de qualidade quando se trata de intercâmbio. Porém, algumas são destaque no mercado.

É uma boa dar uma olhada no site da Associação Brasileira de Agências de Intercâmbio para conhecer melhor as agências filiadas. Mesmo assim, também é importante bater um papo com pessoas que já fizeram intercâmbio para saber a experiência de cada uma delas em relação às respectivas empresas.

  • CI Intercâmbio: Empresa com 30 anos de atividade, com lojas no Brasil e exterior. A CI oferece intercâmbios de cursos de idioma, estágios, mochilão, e outros. Foi eleita como a melhor empresa de intercâmbio do Brasil em diversos prêmios.

  • EF Intercâmbio: A EF oferece programas como cursos de idiomas e de férias para adolescentes, high school e preparatórios para exames, além de universidades no exterior, MBA e curso para professores e executivos.

  • STB: Além dos programas convencionais (curso de idiomas, estágio, etc), a STB oferece cursos para extensão universitária, programas para executivos, viagens de aventura e voluntariado.

  • IE Intercâmbio: O foco dessa empresa é Educação Internacional e Carreira, com programas no exterior de cursos de inglês e outros idiomas, intercâmbio em universidades e high school, trabalhos temporários e programas de férias.

 

Documentos necessários para o intercâmbio

 

A parte mais chata, porém uma das mais importantes, é juntar todos os documentos necessários antes de ir para o exterior. Justamente por estar em outro país, é necessário que toda a papelada esteja acertada para que o sonho de viajar não se torne um pesadelo.

Há países onde a entrada é mais rigorosa, e outros nem tanto. Entre os países do MERCOSUL por exemplo, um brasileiro não necessita de passaporte nem visto, ao contrário dos Estados Unidos, que exige os dois para entrar legalmente no país.

 

  • Passaporte: o ideal é que você esteja bem preparado com todos os documentos possíveis, para que não haja surpresas. É importante conferir a validade do seu passaporte, e caso não tenha, pode solicitá-lo online no site da Polícia Federal.

  • Visto: você pode obter o visto preenchendo o formulário disponibilizado pelo Consulado ou Embaixada do país de destino, e logo agendar uma entrevista. Lembre-se de conferir se os países onde acontecerão as conexões (se houver) também precisam de visto.

  • Seguro saúde: em muitos países o custo com saúde pode ser exorbitante! Portanto, vale a pena investir em um seguro de saúde internacional antes de sair do país. Além disso, é importante, e em alguns casos obrigatório, estar com o cartão de vacinas em dia.

  • Passagem: tenha em mãos uma cópia das passagens de ida e volta para apresentar à imigração. Dessa forma você demonstra que sua permanência no país é temporária.

  • Extrato bancário: para comprovar que você tem condições de se manter no país, é necessário uma cópia do extrato do seu cartão internacional. Contudo, levar dinheiro em espécie também é uma opção.

 

No caso dos intercambistas que vão à trabalho ou estudo, é essencial ter consigo os documentos que a empresa ou instituição de ensino exigiram, assim como cartas de aceitação e comprovantes de matrícula.

 

Planejamento

 

Depois de encontrar o objetivo do seu intercâmbio e o país de destino, realize o orçamento da viagem. Além do custo da agência que você escolheu, os gastos de antes da viagem também precisam ser contabilizados, como por exemplo as taxas para tirar o visto e passaporte, assim como os custos com deslocamento.

Porém não podemos esquecer dos gastos extras, como as festas e compras, para não deixar de aproveitar o passeio por estar com o dinheiro contado.

Para fazer as malas, leve roupas versáteis e itens que são difíceis de encontrar no exterior, como cremes e produtos de higiene com marcas de sua preferência, além de pequenos kits de unha e costura. No mais, você poderá comprar em lojas de conveniências e farmácias.

Lembre-se de pegar algumas mudas de roupas para levar na bagagem de mão, caso sua mala seja extraviada.

 

Intercâmbio Grátis

 

Existem alguns programas que podem custear todo o intercâmbio, ou parte dele, para que você estude no exterior.

Um desses programas é da United World Colleges (UWC), que oferece bolsas de estudos em diversos países, focados em alunos com idades entre 15 e 18 anos, para estudar o High School no exterior. O objetivo desses colégios internacionais é promover a paz e trocas culturais entre os países.

Para graduação e pós-graduação existem diversos programas, como os do Santander, que oferecem bolsas integrais por períodos de tempo menores. Há também bolsas para atletas nas Universidades norte-americanas.

 

E aí, pronto para conhecer o mundo?


 


 

As opções de intercâmbio são muitas! E cada uma delas trará experiências únicas, fazendo com que você tenha acesso às riquezas culturais de várias partes do mundo.

Agora que você conhece todo esse processo, comece a estruturar seus passos, escolhendo seus objetivos e fazendo orçamentos.

Espero ter ajudado a tirar suas dúvidas sobre o intercâmbio! Sentiu falta de algum detalhe? Comente o que você achou do artigo :)