ANIVERSÁRIO VOITTO

A MAIOR OFERTA DO ANO! TODO SITE COM ATÉ50% OFF

Qual a função dos Processos Logísticos?
Os 4 tipos de Fluxos Logísticos
Vantagens de mapear os Processos Logísticos
Tipos de Processos Logísticos
Custo de Processos Logísticos
Etapas dos Processos Logísticos
Faça como a Toyota e implemente a metodologia que a fez vender 7,4 milhões de carros: o Lean Manufacturing.

Entenda a importância de Processos Logísticos bem definidos nas organizações

Conheça, neste artigo, o que são os Processos Logísticos e todas as melhorias que eles propiciam às empresas, produtos e serviços.

Thiago Coutinho
Por: Thiago Coutinho
Entenda a importância de Processos Logísticos bem definidos nas organizações

A logística vem mudando o comportamento do consumidor e das empresas pela forma que atendem aos seus clientes. Todos os empreendimentos de bens de consumo utilizam processos logísticos, organizando o fluxo de informações, materiais e pessoas, desde o recebimento da matéria-prima até a entrega final ao cliente.

Para que tudo aconteça de forma integrada, é necessário estabelecer alguns processos, que começam na cadeia de suprimentos, passando pelo planejamento, distribuição, transporte, armazenamento, até a checagem de pedidos e entrega.

A qualidade dos processos logísticos está intimamente ligada à sua capacidade da empresa em gerar lucro e fidelizar clientes. Empresas com bons processos evitam desperdício de recursos, entregam mais qualidade e são mais competitivas.

Em nosso artigo falaremos mais detalhadamente sobre processos logísticos. Dos porquês de os conhecermos bem, de suas variadas naturezas, e por quais etapas passam. Seguindo os tópicos:

  • Qual a função dos Processos Logísticos?
  • O que são Fluxos Logísticos;
  • Vantagens de mapear os Processos Logísticos;
  • Tipos de Processos Logísticos;
  • Custos de Processos Logísticos;
  • Etapas dos Processos Logísticos.

Qual a função dos Processos Logísticos?

Processos Logísticos


O processo logístico é essencialmente um conjunto de ações e atividades de uma empresa que estão relacionadas com a criação até a entrega de um produto ao cliente final. Assim, sua função é orientar as etapas desde a negociação da matéria-prima até o transporte e entrega ao seu cliente, passando por todas as áreas da empresa.

No decorrer do de todo o processo, há uma série de etapas: planejamento de produção, gestão de materiais, armazenamento, transporte, captação de pedidos, roteirização, embalagem, manutenção, envio, emissão de nota fiscal, e por aí vai.

Muitos dos problemas de produtividade estão ligados a falhas na operação logística, normalmente por algum gargalo. Por isso a importância de buscar soluções que reduzam os erros no processo logístico e que melhorem os resultados.

Por isso, mesmo que o processo logístico esteja muito ligado à produção, é muito importante manter atenção ao custo e à qualidade para que seja entregue o melhor produto possível no menor custo de operação.

A gestão de estoques, por exemplo, ocupa um espaço importantíssimo, pois ela impacta diretamente variáveis chaves no negócio: tempo, custo e qualidade. Em várias etapas do processo será ela a proporcionar maior fluidez ou à produção ou a preparação dos pedidos.

Os 4 tipos de Fluxos Logísticos

Para se ter uma visão geral do processo, é muito comum o uso de mapeamento e fluxos logísticos. O último, é justamente uma sequência dos processos que garantem que os produtos ofertados e/ou serviços cheguem na última etapa (consumidores) em excelentes condições e de forma ágil e eficiente.

Exemplo Fluxos Logísticos


Existem diversos tipos de fluxos, vamos vê-los:

1. Fluxos de materiais

É todo o momento de compreende a chegada e saída dos materiais, estes podem ser os insumos, matéria-prima ou os próprios produtos. Portanto, este representa, também,  o transporte para a entrega de um pedido, que depende, diretamente, da quantidade, distância e outros fatores.

2. Fluxos de informações

Parte subsequente ao fluxo de materiais, estes são os registros que necessitam existir para ocasionar o controle de cada processo. A documentação de cada setor, ajuda a perceber problemas e manter histórico de tudo.

Vale ressaltar o quão isso é importante na área financeira.

3. Fluxos monetários

Este fluxo é a junção dos dois anteriores, ele trata mantém documentado todas as transições entre o fornecedor e  o cliente.

4. Fluxo reverso

Este pega a sequência que temos na imagem anteriormente e a inverte. Chamada também de logística reversa, esta representa os materiais ou produtos, que após a venda é retornada, por diversos objetivos como: reciclar, reparar ou avarias.

Vantagens de mapear os Processos Logísticos

Para mapear todos os processos de uma cadeia logística, é importante acompanhar as atividades em execução, entendendo quais são as entradas e as saídas, quem fornece, quais métodos são utilizados, quem são os clientes internos e externos.

Reunindo as informações coletadas e montando em um fluxo, ficam claras quais as etapas do processo. Isso permite uma melhor definição das prioridades.

Dentre as várias vantagens que esse método proporciona, os principais ganhos são:

  • Rápida correção de falhas: um bom mapeamento permite a rápida identificação de erros (Gaps) e facilita a tomada de decisões, visualizando quais os pontos de vulnerabilidade na cadeia e como tratá-los rapidamente
  • Oportunidade de melhorias: como fica fácil de vislumbrar os pontos fracos do processo, o mapeamento permite melhorar as atividades, mesmo as que já tem bom resultado, sendo possível realizar um planejamento estratégico voltado para essas oportunidades de melhorias
  • Redução de desperdícios: analisando os processos logísticos com mais profundidade, é possível detectar onde estão ocorrendo desperdícios de tempo, recursos e materiais
  • Aumento da produtividade: o mapeamento dos processos elimina tarefas desnecessárias, reduz tempo de espera, ociosidade e o retrabalho
  • Redução de custos: a melhor eficiência na execução das tarefas mapeadas nos processos pode ajudar as empresas a reduzir custos.

Tipos de Processos Logísticos

A área de logística controla muitas atividades, do planejamento ao armazenamento, distribuição e manutenção.

Ela é dividida em quatro tipos que são:

Logística de Suprimentos

A área de suprimentos é quem garante a quantidade de insumos necessários para atender a demanda, com o melhor preço e qualidade possível.

É a área que estoca e preserva o material, faz o descarte dos materiais quando finalizados e realiza toda gestão administrativa desses materiais.

Logística de produção

É quem cuida da confecção do produto, controla o fluxo de materiais, realiza a armazenagem intermediária, e expede o produto final.

Logística Reversa

É o tipo de logística que tenta recuperar materiais, para reintegrar a mercadoria ao estoque. Eles dão o devido destino aos materiais descartados evitando a contaminação do meio ambiente.

Logística de distribuição

A logística de distribuição é responsável por equilibrar a quantidade de mercadorias e material, cuidando da distribuição e monitorando sua utilização.

As subáreas da logística de distribuição são subdivididas em: monitoramento, conferência de cargas, roteirização de entregas, controle de fretes.

Custo de Processos Logísticos

Os principais custos logísticos são:

Custo de aquisição

Incluem custos de compra de matérias-primas e materiais para produção dos produtos finais.

Estoque

Incluem as despesas para armazenar os produtos.

Embalagem

Custos necessários para manter a segurança e integridade do produto em seu percurso até o consumidor final.

Transporte

Incluem os custos envolvidos no processo de distribuição dos produtos, como: gasolina, pedágio, motorista etc.

Tributação

Incluem impostos como a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) e o Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal (ICMS).

Investimento em tecnologia

Apesar de ser considerada um custo, o uso da tecnologia faz parte do processo de aprimoramento dos processos logísticos para redução de gastos.

Pessoas

Incluem a mão de obra, salários, férias, benefícios e todos os direitos trabalhistas das pessoas envolvidas em todas as partes dos processos da empresa.

Etapas dos Processos Logísticos

Existem alguns processos dentro do departamento de logística, entre eles:

1. Recebimento de mercadorias

É uma área que envolve muito além do que receber produtos. Por ser local de conferência da qualidade do material e checagem da quantidade cada vez que é recebido, por isso demanda agilidade para emitir notas rapidamente.

Leitores de códigos de barras e coletores de dados costumam ser grandes aliados nesse setor.

2. Movimentação de cargas

Um dos processos mais delicados é a movimentação de cargas. Isso porque uma das principais causas de perdas é o manuseio inadequado das mesmas.

Para isso, existem equipamentos específicos, como empilhadeiras e paletes.

As ferramentas protegem tanto as mercadorias, quanto os funcionários que movimentam as cargas dentro dos galpões.

3. Armazenagem dos produtos

A organização dos produtos por categorias ou ordem alfabética auxilia na separação e organização dos produtos.

Uma das principais falhas no processo de armazenagem é perder um produto no armazém ou perder muito tempo para encontrá-lo.

A separação por rota ou categoria evita perda de tempo e garante o cumprimento dos prazos de entrega que a empresa precisa.

4. Picking

O picking é o processo para separar e preparar os pedidos para entrega.

Eles recolhem e separam produtos de várias categorias para realizar a entrega aos clientes.

Hoje em dia, com adventos da tecnologia, há sistemas de voz, que dão o comando para que o funcionário separe a mercadoria indicada, informando-lhe a localização no centro de distribuição e a quantidade a ser separada.

5. Expedição

A expedição é a última etapa da área logística, que confere tudo que deve ser carregado e organizado nos veículos.

Além disso, essa área também valida os pedidos e emite toda documentação necessária para que a transportadora faça as entregas aos clientes.

O processo de expedição não pode ter erros e falhas. Para isso, a melhor forma é usar sistemas automatizados que facilitam a conferência das tarefas a serem executadas.

Faça como a Toyota e implemente a metodologia que a fez vender 7,4 milhões de carros: o Lean Manufacturing.

Se você quer ter resultados como A Toyota, após a implementação do Lean Manufacturing, viu seu resultado líquido subir 29,4% com a venda de 7,4 milhões de carros, você precisa dessa ferramenta.

Seja capaz de entender a percepção de qualidade pelo seu cliente e ainda conseguir melhorá-la com o nosso curso de Introdução ao Lean Manufacturing!

Com ele, você aprenderá a focar nas causas e soluções de um problema, além de gerir e metrificar processos de forma a alavancar os resultados de sua empresa!

Aprenda mais sobre esse pensamento enxuto e ainda conheça a plataforma da Voitto! Com o cupom BLOG100 você tem acesso completamente gratuito!

Clique na imagem abaixo e garanta a sua vaga já!

Banner do curdo Fundamentos de Lean Manufacturing.

Thiago Coutinho

Thiago Coutinho

Thiago é formado em Engenharia de Produção, pós-graduado em estatística e mestre em administração pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Black Belt em Lean Six Sigma, trabalhou com metodologias para redução de custos e otimização de processos na Votorantim Metais, ingressando posteriormente na MRS Logística como trainee, onde ocupou posições de gestor e especialista em melhoria contínua. Com certificação Microsoft Office Specialist (MOS®) e Auditor Lead Assessor ISO 9001, atendeu a diversas empresas em projetos de consultoria, além de treinamentos e palestras relacionadas a Lean Seis Sigma, Carreira e Empreendedorismo em congressos de renome nacional como o ENEGEP (Encontro Nacional de Engenharia de Produção) e internacional como Congresso Internacional Six Sigma Brasil. No ambiente acadêmico atua como professor de cursos de Graduação e Especialização nas áreas de Gestão e Empreendedorismo. Empreendedor serial, teve a oportunidade de participar de empreendimentos em diversos segmentos. Fundador do Grupo Voitto, foi selecionado no Programa Promessas Endeavor, tendo a oportunidade de receber valiosas mentorias para aceleração de seus negócios. Atualmente é mentor de empresas e se dedica à frente executiva da Voitto, carregando com seu time a visão de ser a maior e melhor escola on-line de gestão do Brasil.

Conteúdo relacionado

QUER RECEBER CONTEÚDO VIP?

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade.

Respeitamos sua privacidade e nunca enviaremos spam!

voitto.com.br

© Copyright 2008 - 2024 Grupo Voitto - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

O Que E E Como Funciona O Lean Manufacturing

Para baixar o material, preencha os campos abaixo:

Possui graduação completa?

Concordo em receber comunicações de acordo com a Política de Privacidade.