Você já notou que começar uma tarefa é geralmente a parte mais difícil? Depois que você começa, parece que tudo flui naturalmente, mas até você ter a ideia inicial, parece que nada acontece!

Se isso acontece com você na hora de elaborar a meta e o escopo de um projeto 6 sigma, você está no lugar certo! Te garanto que ao terminar de ler esse artigo, suas dúvidas estarão completamente esclarecidas!

Você vai aprender tudo que precisa sobre os 3 tipos de Benchmark, como eles influenciam na elaboração da meta, qual deve ser o resultado mínimo a ser alcançado e como elaborar o escopo do seu projeto!

E como sabemos que para fixar um conteúdo é preciso praticar, separamos para você uma tarefa prática onde você vai poder trabalhar tudo que vai ser ensinado neste artigo!

Para começar, vamos entender o que é um projeto 6 sigma. Vamos lá?

 

O que é um projeto 6 sigma?

 

O projeto 6 sigma tem como objetivo reduzir a variabilidade dos processos para melhorar os resultados.

E, se você ainda não sabe, a metodologia Seis Sigma trabalha com estatística baseada em dados e tem como objetivos a redução de custos, otimização de processos e o aumento da satisfação do cliente.

Aplicado através do método DMAIC, que é utilizado para melhorar processos já existentes através das etapas de definição, medição, análise, melhoria e controle, um projeto 6 sigma pode trazer vantagens competitivas para a sua empresa.

Para você saber mais sobre a metodologia Seis Sigma, não deixe de conferir nosso Ebook GRATUITO O que é e como funciona o Seis Sigma! Através dele você vai entender melhor como surgiu essa metodologia e como ela é aplicada. É só clicar na imagem abaixo e fazer o download do Ebook!

 

 

Agora, você deve saber que antes de começar um projeto 6 sigma é importante entender como está a empresa em relação aos concorrentes, esse processo de pesquisa e comparação é denominado benchmarking. Vamos entender um pouco mais sobre isso no tópico a seguir.
 

 

Benchmarking: o que é?

 

O benchmark é um recurso muito utilizado no meio corporativo para entendermos como está nossa performance em relação ao concorrente, em relação a alguma outra empresa, ou em relação a outra área da nossa empresa.

Normalmente com o benchmark você consegue entender se está melhor ou pior do que o outro, e com isso definir bem algumas das suas metas. Assim, muitas empresas fazem isso tanto para o nível estratégico quanto para o nível tático.

Na metodologia Seis Sigma você deve trabalhar o conceito de benchmark no início do seu projeto, na etapa de definição do método de DMAIC, afinal, é dessa forma que você definirá quais resultados você irá buscar!

 

Os 3 tipos de Benchmarking

 

Dentre as várias formas de Benchmark existentes, separamos as 3 mais úteis para que você possa elaborar uma boa meta para o seu projeto 6 sigma. E quais são?

 

 Competitivo

- Realizado entre empresas que disputam o mesmo mercado, geralmente concorrentes diretos. É o tipo mais difícil de ser praticado.

- Foca em medir funções, métodos e características básicas de produção em relação aos seus concorrentes diretos.

 

 

Colaborativo

 - Realizado por um grupo de instituições estudando um determinado objeto, que pode ser um processo, produto ou serviço, para compartilhar conhecimentos e resolver problemas em comum.

 - Geralmente realizado entre empresas não concorrentes. Baseia-se no princípio que as melhores práticas não se encontram no próprio setor.

 

 

Interno

  - Compara informações de uma mesma organização, podendo ser entre departamentos ou entre unidades de negócio. Bastante comum e acessível, porém limitado as referências e padrões do grupo ou empresa.

 

 

 

Definindo a meta do projeto 6 sigma!

 

Ao fazer um dos tipos de Benchmarking estudado acima, você terá dados para definir qual é o valor ideal a ser alcançado. Porém, um projeto Seis Sigma nem sempre tem como objetivo ir direto ao ponto ideal, porque isso pode ser inalcançável!

Esse é inclusive um erro muito comum na hora de elaborar a meta de um projeto 6 sigma. No entusiasmo de querer grandes resultados, o responsável acaba estipulando metas impossíveis de serem alcançadas.

Mas não se preocupe, vamos te ajudar e saber exatamente como definir a meta do seu projeto 6 sigma!!!

Com o valor ideal do processo em mãos, você terá uma lacuna de performance, certo? Mas o que é isso?

Lacuna de performance é a diferença entre o valor ideal de determinado processo com o valor que você está no presente momento.

Por exemplo, se o ideal na produção de aço é gerar 10Kg de sucata por tonelada produzida e o seu processo está gerando 18Kg, sua lacuna de performance é 8Kg.

Mas pra que serve essa lacuna de performance? É simples!

A meta do seu projeto Lean Seis Sigma obrigatoriamente vai ser no mínimo 50% da sua lacuna. Ou seja, no exemplo acima, a meta do seu projeto Seis Sigma seria chegar em 14Kg de sucata por tonelada produzida, pois a lacuna é 8Kg, e você precisa alcançar pelo menos 50% dessa lacuna.

ATENÇÃO: Vale ressaltar que o mínimo será 50% da lacuna de performance, porém não é o único valor que pode ser escolhido. Você pode colocar metas mais audaciosas, que vão gerar mais resultados. Basta estudar o processo para vislumbrar quais são os resultados possíveis de ser alcançado!

Outra ponto importantíssimo na elaboração de uma meta, é que ela deve ter objetivo, valor e prazo. Como assim?

Olhando para nosso exemplo, poderíamos definir essa meta da seguinte forma: reduzir a quantidade de sucata para de 18Kg para 14Kg por tonelada em 4 meses.

Note que temos todos os requisitos para uma meta bem definidos no exemplo acima, vamos ver?

  • Objetivo: Reduzir a sucata

  • Valor: De 18Kg para 14Kg por tonelada

  • Prazo: 4 meses.

 

 

O escopo do projeto 6 Sigma

 

Após estipular sua meta, dentro da etapa de Definição do método DMAIC você deve montar o escopo e o cronograma do seu projeto 6 sigma.

O escopo é onde você vai informar o que vai ser contemplado no projeto, o que será realizado, e também é importante constar o que não será contemplado, o que não será tratado no projeto Seis Sigma.

Afinal, assim como você deve saber tudo que será feito, também é muito importante saber o que você não deverá fazer, para não perder tempo e foco em atividades que não geram resultados.

No cronograma você vai estipular as datas para entrega de cada etapa do projeto. É de extrema importância elaborar um cronograma, pois isso garante o comprometimento e engajamento de sua equipe com o projeto 6 sigma.

Para te ajudar nessas etapas, separamos duas ferramentas bastante utilizadas para elaboração do escopo e do cronograma. Vamos ver um pouco mais sobre elas?

 

Matriz Dentro e Fora

 

Essa é uma ferramenta muito simples utilizada para elaborar o escopo do projeto. Consiste basicamente em elaborar um quadrado no centro de uma folha em branco com a palavra dentro no seu interior.

Assim, dentro desse quadrado você deve colocar tudo que será abordado pelo seu projeto 6 Sigma.

Ao fazer isso, você consegue delimitar o processo que você vai estudar, tornando mais visual seus objetivos e facilitando o desenvolvimento do raciocínio necessário.

Do lado de fora, deve-se colocar tudo que não será abordado pelo seu projeto, tudo aquilo com o qual você não deve se preocupar.

Viu só? É uma ferramenta extremamente simples, mas ajuda muito a estabelecer os limites do seu projeto Seis Sigma!

 

Gráfico de Gantt

 

Na hora de fazer um cronograma, essa ferramenta é extremamente útil. O gráfico de Gantt tem como principal função definir as principais etapas do processo e quais as entregas prioritárias em cada etapa.

Como na metodologia Seis Sigma nós utilizamos o método DMAIC, se torna muito fácil utilizar esse gráfico. Basta seguirmos as 5 etapas desse método, e definir em cada uma delas quais serão as principais entregas.

 

Vamos praticar?

 

Agora que você já aprendeu como definir a meta de um projeto Seis Sigma, que tal colocar a mão na massa? Separamos uma atividade prática incrível para você colocar todo seu conhecimento obtido a prova!

 

 

 

Por que não aprender mais?

 

Com certeza após ler esse artigo e fazer essa atividade, você alcançou objetivo pelo qual buscou nosso blog!

Essa sensação é boa, não? Adquirir conhecimento é algo incrível, e que pode abrir muitas oportunidades! Sabendo disso, que tal se capacitar na metodologia mais utilizada no mundo todo para otimizar processos e resultados?

Por isso, nós da Voitto temos o curso gratuito de White Belt em Lean Seis Sigma para você que deseja obter mais conhecimento sobre essa filosofia que tem gerado cada vez mais resultados!

 

 

Porém, se você é mais audacioso, faça nosso curso de Green Belt em Lean Seis Sigma! Você aprenderá praticamente tudo sobre Seis Sigma, e sairá apto a realizar projetos incríveis!