Para muitas pessoas a melhor época do ano é dezembro e suas festas, estar perto da família, dos amigos, muita comida boa e presentes.

O problema é que, quando chega Janeiro, vem junto os impostos, material escolar dos filhos, matrícula e as compras do Natal que você pagou no cartão de crédito.

Uma maneira de não se perder em meio a tudo isso é fazendo um bom orçamento.

O orçamento é importante em todos os segmentos da vida cotidiana: no setor público, na construção da sua casa ou na contratação de algum serviço.

Todos nós em algum momento já solicitamos ou fomos solicitados a fazer um orçamento, certo?

Mas você sabe como fazer um bom orçamento?

Continue lendo este artigo para saber exatamente o que é preciso!

 

O que é um orçamento?

 

 

Orçamento é um cálculo especulativo do quanto irá custar para prestar um serviço, produzir um bem ou realizar uma obra.

O orçamento leva em conta quanto será gasto e quanto será arrecadado.

É uma ferramenta importante para o planejamento financeiro de seu negócio.

Mas não basta fazer um orçamento de qualquer jeito, pois você precisa se aproximar o máximo possível da realidade ou acabará tendo prejuízo.

Os principais tipos de orçamento são:

 

Orçamento público

 

É aquele que envolve dinheiro público arrecadado através de impostos pagos pelo contribuinte e deve atender as necessidades básicas da população, tal como educação, saúde e infraestrutura.

Dentro do orçamento público existe o orçamento participativo, no qual os cidadãos podem participar das decisões tomadas pelo poder público.

 

Orçamento empresarial

 

O orçamento empresarial é a previsão das despesas e lucros de uma organização dentro de um determinado período de tempo.

Deve ser levado em consideração para traçar o plano de negócios da empresa.

O orçamento auxilia a evitar crises e antecipar imprevistos.

Existem 7 tipos de orçamentos empresariais, são eles:

 

  • Orçamento estático: uma vez que este orçamento é elaborado, ele não pode mais sofrer alterações. Não é indicado para projetos que sofrem mutações ao longo do processo.

 

  • Orçamento flexível: pode-se usar esse orçamento para custos e a capacidade operacional de cada setor da empresa. Para isso, é fundamental saber o que cada operador e cada equipamento produzem e quanto custam.

 

  • Orçamento rolling ou contínuo: analisa despesas e receitas durante um período de tempo como, por exemplo, 1 ano e pode ser revisado mensalmente, trimensalmente ou da forma que for melhor para a empresa.

 

  • Orçamento Beyond Budgeting: o foco desse tipo de orçamento é descentralizar a confecção do orçamento de apenas uma pessoa, fazendo com que todos os colabores tenham essa responsabilidade.

 

  • Orçamento ajustado: esse orçamento permite uma abordagem alternativa a que havia sido definida inicialmente com o objetivo de buscar uma saída para alguma situação específica.

 

  • Orçamento base zero: esse orçamento é utilizado para a análise custo-benefício de um processo.

 

  • Controle matricial: o orçamento é analisado através de colunas e linhas procurando assim aumentar a competitividade da empresa no mercado.

 

Mas como elaborar um orçamento?

 

 

Não se preocupe, nós vamos te ensinar o passo a passo!

 

  1. Levante os seus gastos: o primeiro passo é levantar todos os custos que serão gastos até o seu trabalho estar finalizado:

  • Matéria-prima;

  • Mão-de-obra;

  • Tempo de uso dos equipamentos utilizados para produção do produto ou serviço;

  • Custos indiretos como água, luz e internet;

  • Impostos.

 

  1. Pesquise pelo preço de mercado do seu serviço: é possível utilizar o preço de seus concorrentes como base, dessa forma, você não irá receber menos do que deve e nem irá colocar um preço alto demais a ponto de as pessoas rejeitarem seu serviço.

 

  1. Defina o quanto você quer lucrar: é importante saber quanto você pretende ter de lucro ao final do mês, por exemplo, para saber o quanto você precisa trabalhar para alcançar este valor.

 

Cálculos

 

Vamos mostrar um exemplo de orçamento no qual você cobrará por hora trabalhada.

 

 

Primeiro, somamos os custos com o lucro que se deseja obter (500 + 3000 = 3500). Agora dividimos este valor encontrado pelo número de horas trabalhadas no mês (22*8). O valor encontrado a ser cobrado por hora de trabalho é aproximadamente R$ 20,00.

De acordo com cada serviço e com a forma de cobrança você pode adaptar este cálculo.

 

O que é importante ser apresentado ao cliente?

 

É essencial ser transparente e ético para ganhar a confiança e fidelizar o cliente.

Apresente o maior número de informações possíveis e mostre para o cliente por que aquele preço está sendo cobrado.

Além disso, não se esqueça de colocar a data e seus dados pessoais.

 

Aprendeu a fazer um orçamento?

 

O planejamento é essencial para a sobrevivência de qualquer empreendimento e o orçamento é uma das principais ferramentas do planejamento, afinal ele é responsável por você ter lucratividade em qualquer serviço ou produto que for vender.

E agora, você está pronto para fazer o seu!

 

Dica Bônus

 

Existem ferramentas que podem te ajudar a fazer um bom orçamento. Nós da Voitto preparamos uma planilha de orçamento no Excel (clique aqui para fazer o download GRATUITO) que irá facilitar seu controle e um artigo que irá te ajudar a usar esta planilha.

Quer aprender mais sobre este software que é o mais utilizado por empresas no mundo todo? Venha conferir nosso curso GRATUITO de Introdução ao Excel 2016, que é essencial para agregar valor ao seu currículo e impulsionar a sua empresa.