Você utiliza alguma ferramenta para acompanhar o seu projeto? Se a sua resposta for não, tome muito cuidado: sem um acompanhamento desde a fase inicial do projeto, as chances de que aconteçam erros e prejuízos no decorrer do projeto só aumentam.

Por isso, o correto é utilizar ferramentas que te auxiliem na tomada de decisão mais assertiva. Essa é uma ferramenta muito utilizada por gerentes de projetos para acompanhamento, seja de mês a mês, semana a semana ou dia a dia.

Se você tem interesse em conhecer uma ferramenta que permita acompanhar o andamento do projeto, a Curva S é uma boa opção a ser utilizada na gestão de projetos. Para saber mais sobre essa ferramenta, continue a leitura do artigo.

 

O que é a Curva S?

 

A Curva S é uma ferramenta de acompanhamento e controle de um projeto que mostra uma previsão de valores (dinheiro/tarefas) acumulados em relação aos valores reais de execução ao longo do tempo do projeto.

Ela (a Curva S) é construída na etapa de planejamento do projeto, a partir das estimativas de valores - sejam eles custos ou atividades -, referentes ao projeto; conforme o andamento do projeto, ela é complementada.

Ela recebe o nome de "Curva S" graças ao formato do gráfico gerado, que se assemelha com a letra "S". Isso pode ser explicado devido ao fato de que, tanto no início do projeto quanto no final, os gastos não são tão elevados quanto na fase intermediária.

 

Como analisar uma Curva S?

 

O gráfico da Curva S possui como base o eixo horizontal que geralmente nos mostra o tempo de projeto. Existem, também, alguns tipos que utilizam outros parâmetros, como por exemplo as atividades realizadas no eixo horizontal.

O eixo vertical é utilizado para medir uma quantidade acumulada que, geralmente, nos mostra o dinheiro acumulado gasto com o decorrer do projeto; podemos ter também outros indicadores como percentual concluído de tarefas.

O uso da Curva S nos permite analisar o andamento das atividades através da linha de base do projeto, referente ao que foi planejado, e da linha real do projeto que nos mostra os valores reais do projeto.

Assim, temos uma base dos valores planejados em comparação com os reais; se os gastos estão acima da linha de base, podemos entender que o projeto está adiantado ou, ainda, que o orçamento estourou. Por isso é importante saber os cuidados ao se utilizar a Curva S e como contornar esses problemas.

 

Quais os cuidados ao utilizar a Curva S?

 

A curva em S nos mostra uma base sobre o que esperar de gastos do projeto ao longo de sua execução. Porém, é importante ressaltar que não é indicado utilizar somente a Curva S como forma de acompanhamento do projeto.

No decorrer do projeto, os preços podem subir ou abaixar, o que pode dar a impressão de que este esteja adiantado ou atrasado, mas, na verdade, ele pode estar em dia e os gastos reais é que podem estar acima ou abaixo do esperado.

 

Como fazer uma Curva S no Excel?

 

Montamos uma planilha no Excel para que você veja como foi feita a Curva S, disponível aqui; além disso você pode alterá-la da sua maneira para montar outras curvas S de projetos distintos.

Para fazer uma curva S no Excel é bem simples. Vamos tomar como exemplo a construção de uma piscina em uma casa.

 

 

Definido qual é o nosso projeto, vamos agora fazer um planejamento para estimar os gastos com a obra e, assim, ter informações a estruturar a primeira curva.

Para construir a piscina vamos definir alguns passos a serem realizados, são eles:

  • Projeto;

  • Licença;

  • Escavação;

  • Nivelamento do solo;

  • Estrutura;

  • Encanamento;

  • Parte Elétrica;

  • Piso;

  • Paredes;

  • Isolação da umidade (azulejos);

  • Acabamentos;

  • Encher d'água;

 

Agora que temos as etapas definidas, vamos estimar os gastos de cada etapa bem como o tempo de duração de cada uma.

Com os dados obtidos, crie uma tabela no Excel para os dados planejados e para os dados reais do projeto, que serão preenchidos futuramente, conforme o desenvolvimento do projeto. Aproveite e crie uma coluna para o custo diário do projeto; segue um modelo de base:

 

 

Essa planilha do Excel está disponível aqui para que você veja como foi feita a Curva S. Além disso, você pode alterá-la da sua maneira e assim montar outras curvas S de projetos distintos.

Depois de criar a tabela, monte uma outra tabela auxiliar para distribuir os custos diários ao longo do projeto porque o gráfico será gerado em relação aos dias e não às tarefas.

Assim, basta gerar o gráfico da primeira curva que representa o planejamento.

 

 

Com o decorrer do projeto, você atualizará a tabela principal para que se forme a curva real de valor acumulado x tempo(dias). Através da curva formada é possível comparar a curva de planejamento com o status do projeto, e assim tirar algumas conclusões.

 

 

Neste caso percebe-se que os gastos reais estão abaixo da linha de base do projeto; com isso, o projeto pode estar atrasado ou, sendo muito otimista, em dia e com o orçamento abaixo do esperado (o que é ótimo).

Como dito anteriormente, é necessário ter outro ponto de vista. Para isso, se faz necessário o uso de outras ferramentas e metodologias de gerenciamento de projetos, para entender melhor a situação e assim tomar as decisões corretas.

 

Pronto para aplicar essa ferramenta?

 

Agora que você aprendeu como utilizar a Curva S em seus projetos e já sabe os cuidados que deve tomar quando utilizar, pode começar a aplicá-la em seus projetos.

Lembre-se de que o andamento do projeto deverá acompanhar a linha de base, que foi construída na etapa de planejamento.

Aqui na Voitto temos um curso gratuito de introdução ao Excel, que te mostra o poder dessa ferramenta. Se você tem interesse em se desenvolver, não perca essa oportunidade e se inscreva no nosso curso.