Hoje em dia quando se fala em gestão de projetos e desenvolvimento web, cada vez mais ouvimos falar no desenvolvedor front-end. Mas afinal, qual é a função e como atua esse profissional?

A função desse tipo de desenvolvedor é trabalhar “dando uma cara” para a interface de um projeto. Ou seja, ele atua no desenvolvimento das partes de um site ou aplicativo que vão interagir diretamente com o usuário.

Por essa razão, o desenvolvedor front-end é fundamental na concepção de um siteblog ou aplicativo. Ele é responsável por trabalhar e planejar a interface, o layout e estabelecer uma boa experiência de navegação.

Para você conhecer mais sobre as habilidades e áreas de atuação do desenvolvedor front-end, vamos falar disso neste artigo por meio dos seguintes tópicos:

  • O que faz o desenvolvedor front-end?

  • Como é o mercado de atuação?

  • Quanto ganha um desenvolvedor front-end?

  • Habilidades e competências do desenvolvedor front-end;

  • O que fazer para se tornar um desenvolvedor front-end;

  • Importância do desenvolvedor front-end no mercado de trabalho.

 

 

O que faz o desenvolvedor front-end?

 

desenvolvedor front-end.png

 

O desenvolvedor front-end é o encarregado de conceber uma interface amigável, utilizando para isso conhecimentos relacionados com códigos de programação, novas tecnologias e softwares.

Ainda que as funções possam variar de empresa para empresa, algumas atividades básicas que esse profissional realiza são:

 

Organização de layout

O desenvolvedor front-end atua criando uma cara responsiva e amigável para o layout de um projeto, sendo o responsável por conceber a camada de apresentação de um determinado digital.

Noções importantes acerca da arquitetura de um site, bem como a organização dos elementos da página, são tarefas para esse profissional.

 

Dominar conceitos de UX

UX, também conhecida como User Experience (Experiência do Usuário) é um conceito que deve fazer parte do conjunto de conhecimentos que um desenvolvedor front-end possui.

São as premissas básicas da Experiência do Usuário que irão orientar como será possível tornar um site mais amigável para quem o acessa.

Sendo assim, um bom desenvolvedor sabe que a UX não está relacionada apenas com o design, mas também com outras questões, como, por exemplo, o tempo que a página leva para carregar.

 

Trabalhar em equipe

Normalmente a atuação do desenvolvedor front-end é em conjunto com outros profissionais, tais como designers e programadores.

 

Dominar linguagem de programação

Esse profissional também atua trabalhando com linguagens como HTML, CSS e JavaScript, concebendo detalhes importantes do layout e estabelecendo uma melhor interatividade entre os elementos do aplicativo ou da página. 

 

Como é o mercado de atuação?

 

Nos anos recentes, a função de desenvolvedor front-end foi uma das mais procuradas entre os profissionais de tecnologia. 

Além do mais, diante da necessidade de poder contar com sites e plataformas capazes de uma boa interação com os clientes, as empresas buscam encontrar profissionais que sejam especializados nessa área.

O mercado de trabalho é promissor para esse profissional, pois cada vez mais novas tecnologias surgem e demandam pessoas com conhecimentos específicos para utilizá-las de forma satisfatória.

Um exemplo disso pode ser o Flash, que teve o seu período de glória e hoje deu o seu trono para outras ferramentas com mais recursos e que exigem mais conhecimento, tais como o CSS, JavaScript e outras.

 

Quanto ganha um desenvolvedor front-end?

 

É possível afirmar que atualmente o salário de um profissional dessa área fique entre R$2.000 e R$4.500. No caso de quem atua como estagiário, a faixa salarial reside na faixa dos R$1.000 e R$1.500.

Além disso, é importante lembrar que no caso de profissionais com mais experiência nessa área, o salário pode ser entre R$5.000 e até R$10.000.

 

Quais as habilidades e competências para se tornar um desenvolvedor front-end?

 

Além de conhecer algumas ferramentas básicas do universo da programação, bem como estar a par dos conceitos fundamentais da Experiência do Usuário, é fundamental que o desenvolvedor front-end também tenha o perfil adequado para essa função.

Sendo assim, entre as habilidades necessárias para atuar nessa área, vale mencionar:

 

Vontade de aprender

Pelo fato de que o desenvolvedor front-end trabalha direto com softwares e tecnologias que estão em constante mudança, é essencial que esse profissional nunca pare de pesquisar e estudar.

Atualmente surgem várias ferramentas que auxiliam na programação e concepção de layouts. É pertinente que esse profissional pesquise sobre elas.

 

Detalhista

A criação de páginas, bem como a compreensão de uma boa Experiência do Usuário, envolvem detalhes ínfimos que fazem toda a diferença no resultado final.

Por isso, estar atento aos detalhes faz parte das competências de um desenvolvedor front-end.

 

Ser organizado

No atual contexto, em que há um enorme fluxo de trabalho e pedidos de criação de páginas e aplicativos, é imprescindível que esse profissional seja organizado e trabalhe dentro de prazos estabelecidos.

 

O que fazer para se tornar um desenvolvedor front-end

 

De uma forma geral os desenvolvedores front-end são graduados em áreas como Engenharia da Computação e Sistemas de Informação. Porém, ainda assim o perfil autodidata é muito importante para quem quer atuar nesta área.

Atualmente há um farto material online - e também no formato físico - que traz noções importantes acerca de web design e programação. É fundamental que o aspirante a desenvolvedor front-end tenha iniciativa para buscar tais conhecimentos.

O bom profissional precisa saber aspectos importantes de lógicas de programação e criação de layouts. É importante que ele também domine conceitos relevantes que dizem respeito à gestão e condução de projetos

Conhecer quais são as etapas de um projeto, quais os métodos mais utilizados e como executar as funções desse projeto confere mais confiança e credibilidade para esse profissional.

 

O desenvolvedor front-end é uma peça importante no atual mercado de trabalho

 

Várias empresas dependem do conhecimento desse profissional para alcançar os seus objetivos em um cenário onde as tecnologias digitais se mostram cada vez mais dominantes.  

Boa parte dos sites que navegamos e dos aplicativos que facilitam o nosso dia a dia foram concebidos graças aos esforços e conhecimentos desse tipo de profissional.

Por essa razão, quem seguir a carreira de desenvolvedor front-end vai encontrar pela frente várias oportunidades, mas também muitos desafios e estudos.

Então, para se destacar no mercado de trabalho e ser um profissional completo, você pode contar com o Voitto Premium

Nesse modelo de assinatura é possível escolher entre nosso Programa de Formação de Gestores de Alta performance e nosso plano All In, que engloba todos os nossos cursos!   

Não deixe de clicar no botão abaixo para saber mais sobre o Voitto Premium:

 

banner do pacote Voitto Premium