Você já sentiu alguma dor e precisou ir ao médico? Pense um pouco nos procedimentos que ele realiza. Você deve estar imaginando: “ele faz os exames necessários para identificar qual é o meu problema, em seguida, propõe os medicamentos que devo usar e, por fim, acompanha meus resultados, buscando melhorar a minha saúde”. Podemos fazer uma analogia dessa situação à consultoria. 

Assim como na relação médico paciente, na consultoria, o cliente apresenta as dores do negócio e o consultor busca identificar quais são os pontos fortes e fracos da organização, possibilitando uma análise crítica quantitativa e qualitativa das principais áreas da empresa. Esse processo, é o que chamamos de diagnóstico empresarial.

Mas você já deve estar se perguntando, por que devo gastar tempo fazendo um diagnóstico empresarial?

Esta etapa é muito importante para a realização de um projeto de consultoria, pois permite que você transforme as dores dos seus clientes em causas reais dos problemas. Dessa forma, você consegue definir o foco do projeto e atuar exatamente na causa do problema, trazendo uma solução mais rápida e efetiva para o cliente.

Todas as etapas posteriores do seu projeto de consultoria, estarão ligadas diretamente à fase de diagnóstico. Assim, caso você dê este primeiro passo para o lado errado, com o caminhar do projeto você perceberá que gastou uma energia enorme em algo que talvez não fosse prioritário no momento. E você não quer que isso acontece, não é mesmo?

Então, agora que você já sabe o que é um diagnóstico empresarial e sua importância, continue lendo este artigo para aprender os 3 passos para você realizar um diagnóstico bem feito e se destacar enquanto consultor.

1) Levantamento das informações

Para começar o diagnóstico empresarial, a primeira coisa que você precisa é buscar por informações que permitam análises consistes. Existem várias formas de você conseguir essas informações.

Mas antes de você saber quais são as cinco formas mais utilizadas, você precisa conhecer as principais áreas do negócio que devem ser analisadas durante todo diagnóstico empresarial. Você deve saber também o que pode ser levantado de informação em cada uma dessas áreas.

Por exemplo, na área de Finanças é importante que você saiba como está a saúde financeira da empresa, entendendo como ela faz a gestão financeira e conhecendo seus principais resultados financeiros. Uma boa estratégia, é analisar fluxos de caixa e demonstrativos de resultados.

 

 

Bom, agora que você já conhece as principais áreas do negócio e o que investigar em cada uma, apresento as cinco principais formas de levantar as informações da empresa.

  • Internet

A Internet é um meio de fácil acesso e muito utilizado ultimamente, não é mesmo? Nela você encontra várias informações que permite que você conheça o contexto tanto interno quanto externo da empresa. Vou dar dois exemplos de como a internet pode ser útil para você nessa fase.

O primeiro deles é o próprio site da empresa. Nele, é possível conhecer vários aspectos internos, como história, produtos, comunicação com clientes, etc. O segundo exemplo são notícias e anúncios. Eles darão a você uma perspectiva de movimentações relevantes da empresa ao longo dos anos, assim como o tipo de público alvo e sua forma de comunicar com ele.

É ideal que esse meio seja utilizado no início do diagnóstico, em que você ainda possui poucas informações da empresa.

  • Entrevistas

Realizar entrevistas com os gestores e demais colaboradores é uma ótima estratégia para você realizar um bom diagnóstico empresarial. Mas para que elas ocorram de maneira efetiva, é importante que você agende com antecedência e prepare-se, estabelecendo algumas perguntas previamente e adequando ao público que você entrevistará. Você pode utilizar uma Planilha de Diagnóstico Empresarial para te guiar! 

Além disso, é preciso deixar os entrevistados muito à vontade para que respondam todas as perguntas com bastante sinceridade.

  • Modelo de Excelência da Gestão

Outra forma de realizar o diagnóstico é através do Modelo de Excelência da Gestão, criado pela Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) que tem o intuito de auxiliar as empresas em seu desenvolvimento e geração de valor para a sociedade. O modelo é baseado em 8 critérios e 13 fundamentos.

Cada critério possui uma série de perguntas que auxilia no diagnóstico empresarial e entendimento do que é necessário ser elaborado. Através das perguntas e critérios adotados, dependendo do foco da sua consultoria, é possível ter base para elaboração do script do seu diagnóstico.

  • Relatórios

Muitas empresas possuem relatórios anuais, que apresentam informações valiosas, especialmente nas notas explicativas e comentários da direção que indicam decisões tomadas, assim como seus resultados e justificativas. Além disso, você pode pedir por documentos, sistemas e demais relatórios que sejam relevantes para suas análises, específicos da empresa que você está realizando o diagnóstico.

  • Go to Gemba

O Go to Gemba é uma observação realizada em campo que você acompanha o dia-a-dia da empresa, que significa “Vá e veja”. Dessa forma, você pode observar a movimentação, como os funcionários trabalham, as relações interpessoais existentes, erros e acertos de processos e uma série de características "ocultas". É fundamental deixar que os colaboradores executem suas atividades na íntegra, sem que você interfira.

2) Análise das informações

Tendo em mãos todas as informações, que tal começar a analisar cada uma delas?

Você deve reunir todas as informações coletadas, apresentando-as em forma de relatórios, gráficos, planilhas e outros métodos que possam mostrar tudo o que foi apurado e que precise de alguma modificação.

Existem diversas ferramentas da qualidade que podem auxiliar você nessa etapa, são simples e podem ser aplicadas de pequenas a grandes empresas. Está esperando o que? Clique no botão abaixo e aprenda mais sobre essas ferramentas incríveis!

 

 

3) Identificação dos problemas

Por fim, com as informações compiladas, chegou o momento de identificar os problemas!

Nesta etapa, então, você deve realizar uma investigação completa dos problemas, buscando encontrar quais são as causas raiz deles, ou seja, quais são os eventos responsáveis pelas falhas existentes.

Mas como você faz para identificar essas causas? Existem algumas ferramentas que podem auxiliar você, como é o caso do Diagrama de Ishikawa, ou Espinha de Peixe, e da Técnica dos 5 Porquês.

 

Seguindo todos esses passos, você chegará ao resultado do seu diagnóstico: a identificação das causas raiz. Com elas em mãos você estará preparado para a próxima etapa do seu projeto de consultoria – definir os planos de ação assertivos para evitar falhas futuras. Que tal iniciar um projeto de consultoria, colocando em prática seu primeiro passo, o diagnóstico empresarial?

Mas antes disso, se você quer saber detalhadamente quais são os próximos passos na consultoria empresarial e alavancar sua carreira, se inscreva no nosso pacote de Formação de Consultores em Gestão! Com esse treinamento você será capaz de desenvolver qualquer projeto de consultoria de gestão, do primeiro ao último passo.