Saber alguma linguagem de programação é muito importante para o desenvolvimento profissional. Isso porque a programação é uma das áreas que crescem cada vez mais, devido a sua importância para as empresas e para as pessoas.

Suas aplicações são as mais diversas: desenvolvimento web, animação, criação de softwares. Basicamente todos os equipamentos elétricos ou eletrônicos hoje em dia utilizam um processador e uma programação, mesmo que rudimentares.

Percebeu como uma linguagem de programação está presente no nosso cotidiano? Por meio dos seguintes tópicos, explicaremos mais sobre esse assunto:

  • O que é uma linguagem de programação?
  • Como surgiram as linguagens de programação?
  • Qual a relação entre a linguagem de programação e a evolução tecnológica?
  • Como funciona uma linguagem de programação?
  • Tipos de linguagem de programação;
  • Linguagens de programação mais utilizadas;

Afinal, o que seria uma linguagem de programação? Ainda não sabe? Então, continua a leitura!

 

O que é uma linguagem de programação?

 

Uma linguagem de programação é um conjunto de instruções pelas quais os humanos interagem com computadores. Os computadores, por sua vez, são máquinas que trabalham com um tipo específico de processamento de informação: a linguagem binária.

Então, a linguagem de programação serve como um tradutor, que transforma palavras-chave e símbolos que você entende em algo que a máquina consiga compreender, para executar determinada tarefa.

Porém, como qualquer tipo de linguagem de comunicação, a programação segue um conjunto de regras sintáticas e semânticas, que dão sentido e lógica ao que está sendo dito. Essas normas constituem a chamada lógica de programação.

Interessado em descobrir como essas linguagens surgiram? Leia o próximo tópico!

 

Como surgiram as linguagens de programação?

 

O primeiro computador criado foi o ENIAC, em 1942. Nessa época, os computadores eram programados manualmente, alterando fisicamente os circuitos e fios elétricos, para executar a ação desejada. 

Essas operações eram muito cansativas, e os engenheiros logo começaram a desenvolver tecnologias para facilitar a programação. Nomes como John Von Neumann são lembrados até hoje por serem pioneiros no assunto.

A primeira grande linguagem de programação parecida com as que temos hoje foi desenvolvida pela IBM, sendo chamada de FORTRAN. Ela concretizou conceitos estabelecidos por Neumann, como a condicional IF e variáveis lógicas como TRUE (verdadeiro) ou FALSE (falso).

Incrível, não é mesmo? A partir disso, diversas outras linguagens de programação foram desenvolvidas, que hoje possuem infinitas aplicações que trouxeram evolução para nossas vidas. Para saber mais sobre isso, siga a leitura!

 

Linguagens de programação na evolução tecnológica

 

Como vimos anteriormente, as linguagens de programação facilitaram a interação entre nós e os computadores. Por isso, houve uma evolução muito significativa na capacidade das máquinas, executando tarefas complexas de uma maneira bastante simples.

Inicialmente, os computadores eram, em sua maioria, usados em funções militares, sendo basicamente grandes calculadoras. Com o desenvolvimento das linguagens de programação e novas tecnologias de hardware, as linguagens passaram a ter outros tipos de função. Aí surgiram os computadores pessoais e, posteriormente, os celulares e tablets.

Além disso, a maior parte das máquinas agora utiliza um microprocessador programado para executar tarefas. Eles estão presentes em máquinas industriais, painéis de carros, televisões e diversos outros dispositivos. Impressionante, não é?

Hoje em dia, as linguagens de programação estão presentes em boa parte do cotidiano: são usadas para construir websites, desenvolver inteligência artificial, criar jogos, programar nossos smartphones, automatizar a produção de artigos, entre várias outras aplicações.

Mas, você tem ideia de como funciona esse tipo de linguagem? Se ainda não, é só continuar a leitura, que você descobrirá!

 

Como funciona uma linguagem de programação?

 

Um computador entende as coisas de uma maneira bem específica: 0 ou 1, o chamado sistema binário. De acordo com a combinação desses números, ele executa diferentes tarefas. 

Esse modo de “pensar”, ou linguagem, é chamado de código de máquina, sendo o tipo de linguagem de programação mais básica que podemos encontrar.

Porém, para nós, humanos, essa linguagem é muito complexa, principalmente se pensarmos em larga escala. Por isso, existem diferentes níveis de linguagem que aproximam nossa comunicação com o modo de interpretar de um computador. 

O primeiro nível de programação acima do código de máquina é a linguagem Assembly. Ela é uma linguagem que serve para comandar o microprocessador e, ao mesmo tempo, ser acessível para humanos. O código escrito em Assembly é convertido em código de máquina pelo Assembler ou, em português, “montador”.

Entretanto, essa linguagem ainda é muito limitada para o que normalmente queremos fazer. Por isso, a maior parte dos programadores hoje utilizam linguagens mais avançadas para construir seus programas.

São linguagens com maior nível de abstração e mais próximas a algo que conseguimos entender. Elas têm mais funcionalidades e aplicações, dando possibilidade de programar códigos mais complexos.

Os códigos constituem os algoritmos, que são nada mais que uma sequência de passos claros e objetivos que a máquina deverá seguir. A pessoa que escreve esses códigos é o programador.

Quando ele utiliza linguagens mais estruturais, como linguagens de protocolo e interação com banco de dados (como PHP e Java), é chamado de programador back-end

Já quem trabalha com linguagens voltadas à utilização do usuário, como CSS e HTML, são os programadores front-end. O desenvolvedor que utiliza os dois tipos é chamado de full-stack.

O código fonte programado na linguagem escolhida é transformado em Assembly e, depois, em código de máquina. Desde que esteja escrito corretamente, ele pode rodar em qualquer equipamento que possua um microprocessador.

Cada linguagem tem seu tipo definido baseado no quão próxima ela é da linguagem de máquina. Interessado em saber mais sobre essa classificação? É só continuar a leitura.

 

Tipos de linguagem de programação

 

Como falamos, existem diferentes níveis de linguagens de programação. Eles são definidos de acordo com a “distância” entre o hardware e a linguagem. São eles:

 

Linguagens de baixo nível

As linguagens de baixo nível são aquelas mais próximas do sistema binário. Estão incluídas aí as já mencionadas Assembly e código de máquina. Elas fazem a conexão direta entre programas e hardware.

 

Linguagens de alto nível

Uma linguagem de programação de alto nível, por sua vez, é muito mais próxima da linguagem humana, facilitando bastante a vida do programador. Normalmente, é de fácil escrita e de alta abstração. 

Por isso, o processo de conversão delas para a linguagem de máquina é mais complexa. Ela pode ser feita por tradutores ou compiladores.

Como exemplos, podemos citar a linguagem C e C++, Java e Python.

Quer saber quais são as linguagens mais usadas atualmente? É só conferir o que preparamos no próximo tópico!

 

Linguagens de programação mais utilizadas 

 

Devido a características como facilidade e legibilidade, algumas linguagens de programação conquistam o favoritismo dos desenvolvedores. De acordo com uma pesquisa feita entre programadores pelo site Stack Overflow, essas são algumas das linguagens mais utilizadas:

  1. Javascript;
  2. HTML;
  3. SQL;
  4. Python;
  5. Java;

Javascript foi a linguagem de programação mais utilizada por 7 anos consecutivos, estando praticamente consolidada como a favorita dos programadores

Já Python é uma linguagem de alto nível, que também tem ganhado muito destaque pelo grande crescimento de sua popularidade. Isso acontece porque diversas aplicações são possíveis com ela, desde programação orientada a objetos até gerenciamento de banco de dados e análise das informações.

 

Procurando impulsionar a sua carreira?

 

Conseguiu perceber como aprender uma linguagem de programação pode abrir portas para sua carreira? Ao dominar uma, você poderá procurar oportunidades como programador tanto back-end quanto front-end.

Está interessado nisso, mas não sabe como começar? Pensando nisso, trazemos para você o curso completamente gratuito de Fundamentos Essenciais para Python.

Com esse curso, você aprenderá a aplicar lógica de programação e resolver diversos problemas fazendo uso do Python.

Interessado? É só clicar no botão abaixo!

Clique aqui