Muitas empresas que oferecem SaaS têm aparecido no mercado. Sua principal contribuição é o desenvolvimento de soluções inovadoras para problemas recorrentes.

Esse negócio surgiu por consequência da computação em nuvem. Assim, com software hospedado na nuvem, preocupações quanto à manutenção e atualização de sistemas foram resolvidas.

Neste artigo iremos explicar maiores detalhes sobre provedores SaaS, entrando em tópicos como:

  • O que é SaaS?

  • Alguns exemplos de uso dessa tecnologia;

  • Os benefícios que ele traz;

  • O custo para se ter acesso aos aplicativos SaaS;

  • Os desafios enfrentados pelas empresas que optam por esse negócio;

  • Como está o mercado no Brasil. 

 

O que são empresas SaaS?

 

A sigla SaaS significa Software as a Service, que em tradução literal fica “software como serviço”. Essas organizações criam e comercializam diversos softwares em um local na internet, a chamada computação em nuvem.

Para a prestação de tal serviço, as empresas SaaS ficam responsáveis por manter a estrutura e disponibilizar o serviço de software para os seus clientes, de forma segura e eficiente.

Assim, o produto das empresas provedoras é o acesso a softwares pela Web. Quando pensamos em empresas, devemos lembrar a quantidade de informação que elas gerenciam. Dessa forma, há algum tempo era necessário ter vários softwares. Isso aumentava muito o custo de operação do negócio.

Ao passar do tempo, cada vez mais aplicativos se tornaram fundamentais para as empresas. Assim, começou a ficar inviável a manutenção de tantos serviços.

O advento do cloud computing caiu como uma luva para solucionar esse problema. A computação em nuvem permitiu o uso de vários serviços digitais sem precisar gerenciar os softwares. Dessa forma, tudo ficava hospedado na nuvem, diminuindo muito custos e tempo de operação.

Essa forma de operar foi ganhando destaque no mercado, até que surgiram empresas deste nicho. Logo diversos provedores SaaS estavam entrando na disputa.

E já que estamos falando em redução de custos eu trouxe um presente para te ajudar nessa jornada.

Nós temos uma planilha de Controle de Orçamentos e Despesas que pode auxiliar no seu planejamento. Baixe agora! É só clicar na imagem abaixo:

 

Planilha de Controle Financeiro e Vendas

 

E, onde será que o SaaS é usado?

 

Exemplos de uso do SaaS

 

Se você possui acesso à internet, com certeza já utilizou algum serviço baseado na Web. Este serviço é extremamente comum atualmente, sendo utilizado por quase todas as empresas. 

Para identificar um SaaS, é preciso ver se basta acessar algum local da internet para fazer uso de softwares. Dessa forma, nada fica armazenado em seu aparelho, mas sim na nuvem.

Alguns exemplos de SaaS são o emailNetflixGoogle Drive e diversos outras ferramentas. Assim, para acessar um desses serviços, basta entrar na internet em qualquer lugar do mundo. 

Podemos pegar como exemplo aplicativos de celular. Devemos entender que o conteúdo contido em nosso celular é apenas uma interface, pois os procedimentos ocorrem na nuvem. Assim, tudo o que fazemos no aplicativo é registrado em algum lugar da internet.

Esse tipo de funcionamento pode estar relacionado à polêmica de falta de privacidade. No entanto, esse é um assunto para outro artigo.

 

Quais os benefícios do SaaS

 

 

Vamos entender melhor os benefícios que as ferramentas SaaS oferecem. Veja um pequeno resumo abaixo:

  • Pode ser acessado de qualquer lugar: um dos benefícios do SaaS é sua capacidade de ser usado em qualquer local. Dessa forma, as empresas delegam diversas atividades relacionadas a softwares para outros. Além disso, serviços via  internet são interessantes para colaboradores, pois podem ser usados em qualquer dispositivo.

  • A vantagem da customização: se o modelo SaaS contratado não for suficiente para seu negócio, é possível alterá-lo. Dessa forma, há muitas opções para garantir um bom serviço de softwares dentro da empresa. Isso torna operações mais eficientes.

  • Atualização automática: ao contratar SaaS, as empresas não precisam se preocupar com atualizações dos softwares. Dessa forma, tudo é feito automaticamente pela hospedagem na nuvem.

  • Integração de sistemas: quando trabalhamos com provedores SaaS, fica muito fácil integrar sistemas. A computação em nuvem permite que vários softwares trabalhem ao mesmo tempo e na mesma plataforma. Assim, cada vez mais há essa integração de serviços. 

Com tantas vantagens no uso de sistemas de software como serviço, vem a dúvida: qual será o valor para usá-los?

 

Quanto custa para usar o SaaS?

 

Tudo tem um preço, e com o SaaS não poderia ser diferente. No entanto, o custo de aquisição deste serviço varia muito. 

Para entender melhor essa afirmação, devemos lembrar de alguns exemplos de Software as a Service mais comuns.

O uso de email, por exemplo, é gratuito geralmente. A não ser que seja de seu interesse aumentar a capacidade de armazenamento do plano, você poderá usar este serviço sem custo algum.

No entanto, indo para o lado de entretenimento, temos a Netflix. O custo da Netflix é bem baixo comparado ao serviço que ela presta. Além disso, é possível compartilhar sua conta, em alguns planos, com várias pessoas.

Porém, quando vamos para o lado empresarial, o custo aumenta muito. Na verdade, é comum pagar usando dólares. Ferramentas simples de gerenciamento, como calendários específicos, organizadores de notas e etc, podem ter elevados preços. Dessa forma, o valor do serviço é atrelado ao problema que ele resolve. Veja uma lista de valores abaixo:

  • Serviços mais simples: Aqui entram email, planilhas online, armazenamento em nuvem (pequeno porte) e demais assuntos relacionados. Geralmente é gratuito, mas conta com pacotes de expansão, caso seja necessário.

  • Facilitadores para consumo: Temos nesta categoria a Netflix, o Amazon Prime, e qualquer serviço que facilite o consumo de algum produto. Este modelo de SaaS está muito em alta, e tem como característica uma alta razão custo benefício. Não costumam passar de R$100 ao mês.

  • Solução de problemas para empresas: Esta é, de longe, a categoria que é mais salgada. Aqui entram ferramentas para gestão de empresas, inteligência de negócios e demais assuntos do gênero. Os serviços mais simples têm assinaturas a partir de R$1000, em média. No entanto, o valor máximo que se pode pagar em uma ferramenta dessas não tem limite. Em alguns casos, pode chegar a milhões com facilidade.

 

Formas de cobrança

 

 

A maioria esmagadora dos serviços SaaS trabalha com pacotes de assinaturas. Dessa forma, paga-se uma mensalidade para continuar usufruindo do serviço. Para realizar o pagamento, o cliente conta com as seguintes opções:

  • Boleto: Geralmente é enviado por email, bem antes do vencimento. Porém, em alguns casos, pode ser enviado através de carta. É comum, ainda, as empresas enviarem um lembrete de pagamento para os clientes.

  • Débito direto em conta-corrente: Essa modalidade pode ser acionada no banco que você usa. Assim, após realizar o procedimento, todo mês o valor da assinatura será cobrado de sua conta. De longe, essa é a melhor opção para as empresas.

  • Uso do cartão de crédito: O pagamento em crédito é o mais utilizado. No entanto, apresenta altas taxas de uso para as empresas. Uma das vantagens é poder aceitar várias bandeiras, além da possibilidade de parcelamentos.

 

Desafios enfrentados pelas empresas SaaS

 

O maior desafio do modelo SaaS de negócios é captar clientes. Mesmo sendo uma opção muito vantajosa, algumas empresas podem desconfiar da segurança de manter dados hospedado na nuvem.

Empresas de pequeno e médio porte não se preocupam muito com isso. De fato, elas estão pensando mais em economia do que estratégia.

No entanto, negócios de grande porte ficam receosos ao utilizarem SaaS. Deixar dados estratégicos na internet não parece uma boa ideia para eles. Assim, é comum manterem vários dados na própria empresa, o que talvez seja uma alternativa pior que o SaaS.

O desafio mais importante de empresas relacionadas a software como serviço é mostrar sua segurança. Assim atendendo tanto pequenos quanto grandes negócios.

 

SaaS no Brasil

 

No Brasil, a maioria das empresas que trabalham com softwares como serviço se concentram em São Paulo. No entanto, existem provedores SaaS em Minas Gerais e Santa Catarina.

Foi relatado, ainda, que a maioria dessas empresas conseguiu recuperar seu CAC (Custo de Aquisição de Clientes) dentro de 6 meses. Isso é muito significativo, pois mostra o impacto delas no mercado nacional.

Este panorama resumido mostra a proatividade do povo brasileiro em resolver problemas empresariais reais. Dessa forma, mesmo nossa tecnologia estando defasada em relação a outras partes do mundo, estamos sempre evoluindo.

 

Pronto para se tornar um profissional certificado?

 

Finalmente você terá a oportunidade de estudar com referências em liderança e gestão e fazer parte de uma rede de alta performance para desenvolver habilidades e se preparar para o emprego dos sonhos! 

Com a Voitto Premium é possível fazer parte de um plano de assinatura criado para quem está em busca de uma solução acessível para se preparar para os desafios do mercado. 

No nosso clube de vantagens, os assinantes têm acesso aos cursos, mentorias, VoittoCast, Power Hacks, Let’s Grow, conteúdos exclusivos, além de uma rede de Networking conectada e engajada. 

Não perca tempo e comece agora mesmo. Seja Premium!

Gostou do nosso artigo? Então não se esqueça de nos presentear com o seu comentário!