Uma habilidade fundamental em tempos de fake news é o pensamento crítico. Ao desenvolvê-lo conseguimos analisar uma situação, informações recebidas pelo meio digital e os nossos próprios pensamentos de forma assertiva em nosso dia a dia.

Muita das vezes temos a tendência de achar que estamos analisando alguma situação de forma crítica, porém estamos apenas utilizando de raciocínios intuitivos que, em algumas situações, nos levam a fazer julgamentos mal fundamentados.

Nesse artigo vamos aprender sobre os seguintes temas:

  • O que é pensamento crítico?
  • Para que serve o pensamento crítico?
  • Quais são as habilidades relacionadas ao pensamento crítico?
  • 7 fatores-chave do pensamento crítico
  • Como desenvolver o pensamento crítico?

Vamos lá?

 

O que é pensamento crítico?

 

Pensamento crítico, ao contrário do que algumas pessoas pensam, é uma forma de julgamento reflexivo que emprega critérios intelectuais como clareza, credibilidade, precisão, relevância, profundidade e significância. 

Essa habilidade envolve uma observação, seguida por um julgamento baseado em referências, motivos e argumentos.

O pensamento crítico é formado por um conjunto de habilidades cognitivas relevantes para que uma pessoa possa ter sucesso em sua vida pessoal e profissional através de crenças formadas por observações fundamentadas.

Diferente do nosso pensamento automático, que visa gastar a menor quantidade de energia, o pensamento crítico deixa de lado as nossas crenças e valores e nos leva a analisar os fatos e não interpretá-los. Por ser uma habilidade cognitiva ele pode e precisa ser exercitado.

No meio acadêmico o pensamento crítico é entendido como uma ferramenta capaz de possibilitar a autonomia dos estudantes.

Segundo Francis Bacon, político, filósofo e cientista, pensamento crítico é:

“ ter o desejo de buscar, a paciência para duvidar, o empenho para meditar, a lentidão para afirmar, a disposição para considerar, o cuidado para ordenar e o ódio por qualquer tipo de impostura."

 O pensamento crítico é composto por dois pilares, sendo eles:

  • Competências cognitivas: um conjunto de habilidades cognitivas que nos permitem formular, justificar e avaliar de forma apropriada argumentos e atitudes de forma empática.
  • Espírito crítico: é a disposição que temos de aplicar o pensamento crítico sempre que necessário. Através dessa disposição avaliamos ideias e ações, mesmo que estes sejam contrários às nossas crenças. 

Assim, após uma observação o indivíduo se questiona (pela sua capacidade cognitiva) e julga (aplicando o espírito crítico) a situação para então responder aos estímulos recebidos.

O pensamento crítico tem compromisso com a verdade, por isso é importante não aceitar uma informação de forma imediata. É preciso avaliar as fontes, diferenciar o que é fato e o que é opinião.

Para criticar uma informação é necessário saber que ela é uma argumentação composta por várias premissas que levam a uma conclusão.

Mas, para que serve tudo isso?

 

Para que serve o pensamento crítico?

 

O pensamento crítico ajuda a formar indivíduos conscientes, capazes de tomar decisões mais assertivas a partir de argumentos sólidos.

Ao praticar o pensamento crítico nos tornamos pessoas mais receptivas e flexíveis. 

Essa habilidade é importante em todas as áreas pois as pessoas se tornam autoconfiantes, proativas e criativas, o que favorece a inovação.

O pensamento crítico também nos auxilia a deixar o comodismo de lado e nos ajuda a sermos indivíduos mais adaptáveis.

Quando nos utilizamos dele evitamos generalizações e passamos a tomar decisões mais assertivas, evitando retrabalhos, desperdício de tempo e de energia.

Em ambientes organizacionais nos quais a otimização e a redução de desperdícios são cada vez mais valorizados, aprimorar essa habilidade é essencial para a sua carreira.

O sistema Lean, cada vez mais utilizado nas organizações propõe uma cultura enxuta e flexível que procura reduzir os desperdícios, sejam eles de tempo, material ou mão de obra. Para isso são necessários colaboradores que possuam pensamento crítico para a tomada de decisões assertivas.

Ficou curioso e quer saber mais sobre o sistema lean? Clique no botão abaixo e faça o nosso Curso de Formação em Fundamentos Lean!

Formação em fundamentos Lean

 

Quais são as habilidades relacionadas ao pensamento crítico?

 

Já sabemos que o pensamento crítico é formado por habilidades cognitivas. Agora vamos entender quais são essas habilidades para que possamos pensar criticamente.

  • Observação: o ato de observar está relacionado com a coleta de informações de modo que você possa avaliá-las, não se valendo dos seus conceitos, ou seja, sem julgamentos.

 

  • Foco: desenvolver o foco é uma ótima habilidade para conseguirmos dominar a nossa mente e os nossos pensamentos. Com ele conseguimos nos concentrar, impedindo que os estímulos externos nos distraiam. 

 

  • Raciocínio bem estruturado: Construir um raciocínio lógico aumenta a nossa capacidade de solucionar problemas, auxilia na elaboração de estratégias e nos ajuda na hora de uma argumentação. Essa é uma habilidade muito valorizada, tanto na vida profissional quanto na pessoal.

 

  • Curiosidade: quando desenvolvemos a curiosidade conseguimos criar novas alternativas. O anseio por conhecimento mantém o nosso cérebro ativo.

 

  • Empatia: é a habilidade de “sentir com os outros”. Quando desenvolvemos a empatia melhoramos o nosso relacionamento com o outro, estando aberto ao diálogo.

 

  • Autoconhecimento: o autoconhecimento é uma habilidade que essencial para entendermos as nossas emoções e assim gerenciá-las, impedido que elas atrapalhem a nossa avaliação crítica e imparcial de uma situação.

 

  • Habilidade analítica: é a capacidade de pensar e explicar situações por meio da decomposição das partes que a compõem, dividindo o problema,  tornando-o mais simples e de fácil explicação e compreensão.

 

  • Criatividade: a criatividade é a principal soft skill requisitada pelas empresas. Abordar problemas de maneira criativa e elaborar novas ideias é essencial para o mercado de trabalho. 

 

  • Autonomia: é a habilidade de gerir e tomar a suas próprias atitudes, assumindo a responsabilidade sobre elas.

 

  • Discernimento: é a capacidade de compreender as situações, diferenciando o certo do errado, utilizando de bom senso e clareza.

 

Na imagem a seguir podemos observar as capacidades de uma pessoa que desenvolve o pensamento crítico.

Capacidades de uma pessoa que desenvolve o pensamento crítico

 

7 fatores-chave do pensamento crítico

 

Segundo os doutores Richard Paul e Linda Elder, pesquisadores da The Critical Thinking organization, existem sete fatores que devem ser aplicados quando vamos praticar o pensamento crítico, sendo eles:

 

1. Clareza

 

Para que um argumento seja avaliado é necessário que ele seja claro, para que contra-argumentos sejam levantados e possíveis ideias possam ser formuladas.

 

2. Veracidade

 

Apesar dos argumentos serem claros muitas vezes eles não são exatos. Como já dissemos o pensamento crítico tem compromisso com a verdade, assim é preciso verificar as fontes das quais as informações vieram para se certificar que a informação é confiável.

 

3. Precisão

 

É preciso ter exatidão sobre as informações, tendo certeza dos dados.

 

4. Pertinência

 

Apesar de uma proposição ser clara, verdadeira e precisa, ela pode não ser pertinente, ou seja, não ter vínculo com o assunto em questão.

 

5. Profundidade

 

Uma proposição não pode ser superficial, ela precisa de argumentos que a sustentem, que levem o interlocutor a entender a complexidade do assunto.

 

6. Amplitude

 

A amplitude está relacionada com as demais perspectivas que um assunto pode ter. Ela auxilia no tratamento de problemas, de modo que podemos ter outros pontos de vista para analisá-lo.

 

7. Lógica

 

A lógica está relacionada com a concordância entre os pensamentos. Se estes se apoiam podemos dizer que a proposição é lógica, mas se eles forem contraditórios então dizemos que a sua combinação não é lógica.

 

Para ficar mais claro como que os 7 fatores se complementam veja a imagem abaixo:

7 fatores-chave do pensamento crítico

Como desenvolver o pensamento crítico?

 

 

Para desenvolver o pensamento crítico é importante trabalhar a nossa inteligência emocional. É um processo contínuo que exige dedicação, paciência e esforço e que gera um resultado maravilhoso, tanto para você quanto para àqueles que estão ao seu redor.

O pensamento crítico é uma habilidade essencial para exercer liderança. Bons líderes sabem analisar situações de forma imparcial, sendo pensadores críticos, buscando sempre a melhor solução para a organização como um todo.

Para que você possa desenvolver o seu pensamento crítico e melhorar a sua capacidade de liderança clique no botão abaixo e se torne um aluno voitto premium!

Com ele, além de você ter acesso a todos os cursos da voitto, você ainda ganha 5 bônus incríveis! 

Não perca tempo! Clique no botão abaixo e venha impulsionar a sua carreira!

Voitto Premium