Na década de 90, o escritor Peter Senge lançou um livro que tinha como propósito uma “visão sistêmica” das empresas, focada em melhorias. Para ele, o pensamento sistêmico é uma das grandes fontes para a inovação nas organizações, pois por meio dele há um processo legítimo de aprendizado contínuo.

Dessa forma, o livro A Quinta Disciplina, estabelece cinco disciplinas que levam ao aprendizado organizacional, sendo que o sistema empresarial é como um conjunto de engrenagens, onde o funcionamento de cada uma impacta outra.

Então, para que você possa entender melhor sobre o que é o pensamento sistêmico e aplicar esse método na sua organização, separamos os seguintes tópicos:

  • O que é o pensamento sistêmico?

  • Benefícios de aplicar o pensamento sistêmico;

  • Dificuldades de aplicar o pensamento sistêmico;

  • Bases do pensamento sistêmico;

  • Como desenvolver o pensamento sistêmico?

  • Pronto para se qualificar?

 

O que é pensamento sistêmico? 

 

ilustração de uma pessoa em dúvida

 

O pensamento sistêmico busca entender o funcionamento de sistemas como um todo, como no caso de uma empresa na qual o sistema é composto por pessoas, departamentos, equipamentos, processos, produtos, todos trabalhando em busca de um objetivo comum.

É a disciplina que busca entender os elementos estruturais, através de modelos mentais mais complexos.
Segundo Senge, o ponto para interpretar a realidade de forma sistêmica é enxergar círculos de influência, e não de linhas retas. Traçando os fluxos de influência, ficam claros os padrões que se repetem continuamente, melhorando ou piorando as situações.

Quanto mais comum é um processo, mais o vemos de forma linear. Processos do dia a dia acabam sendo incorporados e dificilmente paramos para pensar nas atividades que realizamos com frequência, nem analisar as etapas que o antecedem.

Para implantar o pensamento sistêmico na companhia, os gestores têm que ter claro quais as habilidades e competências dos colaboradores, bem como comportamentos e pontos de melhoria.

E assim estudar todos os ecossistemas para enxergar os pontos de melhoria e desenvolver um plano de ação.

 

Benefícios de aplicar o pensamento sistêmico

 

Como os ecossistemas acabam sendo expostos dentro da empresa, a tomada de decisão acaba sendo muito mais consistente, alinhando as tarefas a todos envolvidos no processo.

Dessa forma, o pensamento sistêmico propicia muitos benefícios, como:

  • Visão da empresa como um todo: ajuda os gestores e demais profissionais a enxergarem a organização como um todo e não como um conjunto de partes isoladas. Traz à tona quais necessidades da empresa, suas forças, fraquezas, e qualquer outro fator que propicie o planejamento de estratégias assertivas que ajudarão a empresa;
  • Priorização do trabalho: expõe quais atividades são realmente fundamentais para companhia, que trarão efetivamente resultado para empresa;
  • Consideração sobre as necessidades dos stakeholders: no processo sistêmico, a opinião dos stakeholders, dos clientes e dos fornecedores são levadas em consideração e suas necessidades passam a ser mais bem atendidas;
  • Vantagem competitiva no mercado: analisa os processos mais de perto, deixando claro quais estratégias devem ser desenvolvidas para que a empresa se torne referência em seu segmento. Pelo pensamento sistêmico é possível reconhecer que expertise a empresa adquiriu com o tempo, e qual vantagem competitiva possui perante os concorrentes;
  • Melhores tomadas de decisão: adotar indicadores desenvolve uma capacidade de decisão muito mais clara, ágil e eficaz. Do contrário, decisões aparentemente benéficas, mas não baseadas em dados, acabam prejudicando a produtividade ou vendas;
  • Identificação rápida de falhas: automatizar tarefas, controle de qualidade e indicadores faz os gargalos ficarem mais claros;
  • Capacidade de análise crítica: uma visão sistêmica clara evita correções superficiais e prolonga as melhorias.

 

Dificuldades de aplicar o pensamento sistêmico

 

Um dos maiores problemas para implementar e manter o pensamento sistêmico nas empresas é o alto índice de rotatividade.

Porém, a rotatividade só é alta porque as empresas não compreendem que é justamente a falta do pensamento sistêmico que não fideliza os funcionários às empresas.

Como já diz o próprio Senge, os seres humanos só absorvem as mudanças, quando também alteram sua maneira de ver o mundo.

E fica muito difícil obter isso sem implementar uma cultura focada no estímulo ao aprendizado contínuo.

No momento que a empresa e os gestores conseguirem enxergar essa questão, terão compreendido a essência do pensamento sistêmico.

 

As 5 disciplinas

 

O pensamento sistêmico não é uma metodologia de resultado imediato.

No livro A Quinta Disciplina, Peter Senge explica que “as organizações que aprendem são aquelas nas quais as pessoas aprimoram continuamente suas capacidades para criar o futuro que realmente gostariam de ver surgir”.

E para que uma organização alcance esse patamar, são necessárias cinco disciplinas:

 

1. Domínio pessoal

 

O domínio pessoal é uma característica do indivíduo que busca se desenvolver. Quanto maior a expansão da sua capacidade pessoal, maior as chances de se criar um ambiente que engaje as pessoas no alcance das metas.

Os líderes das empresas exercem um papel fundamental no desenvolvimento do domínio pessoal dos colaboradores, pois esse domínio se trata também de como os indivíduos e as organizações trabalham juntos para melhorar o ambiente das empresas e se desenvolverem.

Então, ajudar os membros da equipe a desenvolverem a criatividade e outras habilidades afeta também o crescimento da empresa.

 

2. Modelos mentais 

 

Os modelos mentais influenciam o modo como vemos e interpretamos situações. Em uma organização eles estão ligados ao ponto de vista da empresa, e é importante que os colaboradores sigam os modelos mentais das mesmas.

No caso dos modelos mentais de colaboradores e organização não serem compatíveis, a busca por um equilíbrio é necessária para que o trabalho seja desenvolvido.

 

3. Visão compartilhada 

 

O objetivo da visão compartilhada não é apresentar sua visão, mas angariar seguidores em relação ao propósito estabelecido pela empresa com base na compreensão dos objetivos dos colaboradores.

A visão compartilhada faz com que os membros da equipe se sintam parte da empresa, e comecem a entender o sucesso da organização como o seu sucesso por terem objetivos em comum.

 

4. Aprendizado em equipe 

 

O aprendizado em equipe está relacionado à capacidade das pessoas deixarem de lado seus posicionamentos para adotarem posturas que buscam defender uma ideia do grupo.

Para isso é possível implementar melhorias explorando talentos individuais, mas sempre em busca de um resultado em equipe.

 

5. Pensamento sistêmico 

 

Analisando e compreendendo a empresa como um sistema integrado, o pensamento sistêmico possibilita criar formatos de análise e linguagem capazes de compreender as relações que modelam os sistemas.

Pensar sistemicamente faz com que as pessoas entendam que suas atitudes afetam todas as partes da organização por meio de relações de causa e efeito.

 

Como desenvolver o pensamento sistêmico

 

Para desenvolver o pensamento sistêmico nas organizações é necessário que primeiro os colaboradores estejam conscientes da importância de adotar essa visão e percebam que são parte de um sistema.

Além disso, os líderes e gestores devem ter a habilidade de reconhecer as competências dos membros da equipe, os pontos de melhorias para trabalhar em cima de capacitações e ainda avaliar as relações dos colaboradores dentro da empresa e a capacidade deles de interagir entre si.

Alguns pontos podem ser trabalhados, como não entender problemas como casos isolados e sim tentar entendê-los como parte do todo, perceber que focar em apenas uma parte não é a solução e que é possível buscar soluções sustentáveis pensando a longo prazo ao invés de pensar a curto prazo nos problemas.

 

Pronto para se qualificar?

 

Agora que você já sabe como funciona o pensamento sistêmico dentro de uma organização está na hora de ir além!

Finalmente você terá a oportunidade de estudar com referências em liderança e gestão e fazer parte de uma rede de alta performance para desenvolver habilidades!

A Voitto Premium é um plano de assinatura criado para quem está em busca de uma solução acessível para se preparar para os desafios do mercado. No nosso clube de vantagens, os assinantes têm acesso aos cursos, mentorias, VoittoCast, Power Hacks, Let’s Grow, conteúdos exclusivos, além de uma rede de Networking conectada e engajada. 

Seja Premium! Clique no botão abaixo: 

banner do pacote voitto premium