Identificar o que e quem são os stakeholders e entender para que servem, é fundamental para a avaliação dos riscos, restrições e requisitos envolvidos em um projeto.

A análise dos stakeholders traz ampla visão dos processos facilitadores de tomada de decisão pelos gestores, e garante benefícios a todas as partes interessadas ou afetadas por ele.

Este artigo é um guia, com todas as informações que os responsáveis pelos projetos de sua empresa precisam para identificar esses agentes, e entender o grau de influência destes, para o planejamento estratégico e a execução de um projeto.

Confira o que você vai aprender sobre stakeholders:

  • O que são stakeholders

  • Para que servem os stakeholders

  • Tipos de stakeholders

  • Quem são os stakeholders do projeto; 

  • Como identificar stakeholders

  • Conhecimento prático é a chave para um bom gerenciamento de stakeholders.

 

E, para gerenciar a participação dos stakeholders, planejar e executar o controle das atividades desses agentes influenciadores, baixe o Kit – Gerenciamento de Projetos e tenha em mãos as ferramentas e métodos para otimizar projetos existentes e, até mesmo, iniciar um novo. É de graça!

 

O que são Stakeholders

 

O termo stakeholders é formado por duas palavras em inglês: Stake cujo significado é risco, interesse ou participação; e holders, que significa aqueles que possuem.

Portanto, stakeholders são todos os públicos estratégicos que têm interesse nos projetos e resultados da empresa, ou seja, cada grupo social, político e econômico afetado de forma positiva ou negativa pela implementação de um projeto.

 

Para que servem os stakeholders

 

Como exposto acima, um projeto afeta ou é afetado, de forma positiva ou negativa, por um indivíduo, por um grupo de pessoas ou por instituições interessadas: Os stakeholders. Conforme suas políticas, formas de atuação e a capacidade de interferir ou influenciar na realização e eficiência do projeto em questão. 

Seus interesses pessoais ou institucionais, expectativas, necessidades e atitudes, possibilitam ao gestor a antecipação de oportunidades e problemas, as tomadas de decisões e a execução de medidas pontuais para o aperfeiçoamento do projeto e sua comunicação com as partes interessadas. 

 

Tipos de stakeholders

 

São dois tipos de stakeholders definidos conforme suas relações funcionais com o projeto: 

  • Internos: agentes com envolvimento direto ou indireto que possuem vínculos formais com a empresa realizadora do projeto;

  • Externos: Todos aqueles que afetam ou são afetados diretamente pelo projeto sem ter qualquer vínculo empregatício ou comercial com a empresa realizadora.

Os stakeholders, tanto internos como externos, são classificados com base em seus atributos: 

  • Dependência: Grupo de pessoas físicas e/ou jurídicas e organizações governamentais e não governamentais que de alguma forma, independentemente do grau de atuação são imprescindíveis para o desenvolvimento de um projeto;

  • Participação: Grupos que não geram dependência, mas atuam de forma colaborativa para a criação, estruturação, implantação e a continuidade do projeto;

  • Interferência: Grupos que interferem ou podem interferir de forma positiva ou negativa no andamento do projeto.

 

Quem são os stakeholders do projeto

 

Como dito anteriormente, os stakeholders do projeto são os indivíduos, clientes, fornecedores e cada grupo da sociedade, que de diferentes formas podem influenciar, interferir ou atuar em um projeto.

Para sua melhor compreensão listamos alguns exemplos de quem poderiam ser os stakeholders internos e externos do seu atual e futuro projeto.

 

Stakeholders internos:

  • Acionistas;

  • Funcionários;

  • Gerentes;

  • Gestores;

  • Prestadores de serviços autônomos;

  • Proprietários;

  • Outras empresas com contratos de prestação de serviço ou de produção.

 

Stakeholders externos:

  • Clientes;

  • Concorrentes;

  • Credores;

  • Fornecedores;

  • Investidores;

  • Mídia;

  • ONGs,

  • Órgãos e Instituições Estatais.

 

Como identificar stakeholders

 

É muito importante que cada stakeholder seja levado em consideração, para prever, de antemão, as vantagens e os riscos de sua implementação. Em vista dessa importância, identificar os stakeholders é crucial e faz parte do processo inicial do planejamento.

Para identificar todos os stakeholders e evitar erros de avaliação que podem resultar em problemas graves e até insolúveis para o andamento do projeto, siga essas dicas:

 

1. Crie uma lista com todos os possíveis stakeholders

Promova um brainstorming com todos os setores da empresa, faça uma pesquisa de mercado e outra de benchmarking. Investigue todos os pontos de vista sobre o projeto e liste todos os indivíduos e grupos que possam influenciar, afetar ou serem afetados por sua realização.

Liste todos. Independente do grau de interesse, influência ou quanto serão afetados pelo projeto.

 

2. Classifique a importância dos possíveis stakeholders para o projeto

Para viabilizar o projeto da empresa é de fundamental importância classificar os stakeholders por perfis e categorias e organizá-los em listas de forma clara e objetiva para enfim determinar o grau de influência de cada um.

Exemplos de perfis e categorias:

  • Apoiadores: stakeholders que aceitam e contribuem para mudanças;

  • Desinformados: Pessoas ou grupos que não tem conhecimento para impactar no projeto;

  • Líderesstakeholders engajados e ativos na busca de êxito do projeto;

  • Neutros: Aqueles que não apoiam e nem se opõem a execução do projeto;

  • Resistentes: stakeholders opositores ao projeto por serem afetados negativamente pela sua realização.

 

3. Identifique o grau de influência dos stakeholders para a realização do projeto 

Essa identificação se faz necessária para aumentar o grau de influência e a participação dos stakeholders que realmente interessam ao projeto e reduzir a quantidade de stakeholders com grande e baixa influência que possam vir a causar problemas ao projeto. 

 

Conhecimento prático é a chave para um bom gerenciamento de stakeholders

gestão eficiente dos stakeholders se insere como um dos aspectos mais importantes para o bom andamento e o alcance dos resultados objetivados pelo processo.

Sem sombra de dúvidas, ter conhecimento prático é fundamental para o gerenciamento, não somente dos stakeholders, mas do projeto como um todo, desde a definição do escopo, da estruturação da equipe de trabalho, até a criação, o monitoramento e o controle dos processos.

Para você que deseja começar a aprender e conquistar esse conhecimento com consultores e profissionais renomados que vivenciaram o gerenciamento na prática, a Voitto traz o curso gratuito de gerenciamento de projetos na prática.