Você provavelmente conhece uma pessoa que só de chegar em um ambiente já contagia a todos ali presentes. Ou tem aquele amigo estressadinho, que se irrita atoa, ou aquele que é um líder nato ou até mesmo um colega que é mais quietinho, está sempre na dele, mas quando você precisa ele está disposto a te ajudar.

Isso acontece porque cada indivíduo tem um temperamento. Conhecer qual é o seu e perceber qual é o dos outros pode te ajudar a construir relações mais saudáveis e, em uma organização, pode-se trabalhar o que há de melhor em cada um deles.

E aí? Ficou curioso para saber qual é o seu tipo de temperamento? Então, continue lendo este artigo que eu vou te ajudar a descobrir!

O que vamos aprender:

  • O que são temperamentos?

  • Quais são os 4 tipos de temperamento?

  • Como cada temperamento se comporta em uma organização; 

  • A relação da teoria dos temperamentos com o teste DISC;

  • Como aproveitar o melhor de cada temperamento em sua organização?


O que são os temperamentos?

 

Os temperamentos são aspectos da nossa personalidade que caracterizam o nosso comportamento. Eles são relacionados com a forma de ver o mundo, os interesses, habilidades e valores de cada um.

Hipócrates (460 a 370 a.C), conhecido como pai da medicina, reconheceu os diferentes tipos de temperamento e apresentou uma teoria para explicá-los. Ele defendeu a ideia de que fenômenos biológicos eram responsáveis pelos nossos comportamentos.

Apesar de Hipócrates ter dado início à essa teoria, foi Emmanuel Kant quem mais influenciou na disseminação desses conceitos na Europa trazendo boas descrições sobre os temperamentos.

Para trabalhar o nosso temperamento precisamos conhecê-lo e para isso é necessário o autoconhecimento, e entender que ele é uma característica que nos acompanha ao longo de toda a nossa vida. Mas isso não significa que ele não pode ser trabalhado, moldado, para que alguns traços, que podem ser prejudiciais para nós e para as pessoas com quem convivemos, não tenham tanto destaque.

Segundo Daniel Goleman, autor do best seller Inteligência emocional, apesar de existirem pontos que determinam o temperamento de uma pessoa, são muitos os circuitos cerebrais da mente humana, e eles são maleáveis.

Tudo isso é possível através da inteligência emocional que é uma habilidade essencial para o nosso dia a dia.

Vamos conhecer quais são os 4 tipos de temperamento?

 

Quais são os 4 tipos de temperamento?

 

Antes de começar a explicar cada um deles, é importante falar que não necessariamente temos apenas um temperamento. Podemos ter traços de outros, mas, geralmente, um deles impera em nossa personalidade.

Outra coisa importante é: não fique apontando o temperamento de outra pessoa, não use isso como forma de menosprezar ou recriminar alguém. Os temperamentos podem ser trabalhados em cada um de nós com uma boa dose de autoconhecimento.

Agora sim, estamos prontos para aprender quais são os 4 tipos de temperamento e levar você a conhecer o seu! Vamos lá!

 

1. Sanguíneo

Temperamento sanguíneo

A pessoa que tem o temperamento sanguíneo é caracterizada por ser mais extrovertida e otimista. São pessoas alegres, esperansoças, calorosas, amáveis e simpáticas. De modo geral são explosivas, instáveis emocionalmente, impulsivas e até egoístas.

Sabe aquele seu amigo que tem uma certa dificuldade de ficar quieto? Que está sempre fazendo uma piada ou que te interrompe sempre que você está falando? Então, essas são características de um sanguíneo.

 

2. Colérico

Temperamento colérico

Pessoas com temperamento colérico são mais explosivas e agressivas do que as demais, são pessoas dominadoras, ambiciosas, determinadas, impulsivas, comandam e lideram e são bons planejadores. Em algumas situações são intolerantes, egocêntricos e impacientes.

 

3. Fleumático

Temperamento fleumático

Sabe aquela pessoa que faz de tudo para evitar um conflito? Então, essa é uma das características de um fleumático. São pessoas dóceis, pacíficas, sonhadoras, positivas e disciplinadas. Geralmente essas pessoas são confiáveis e equilibradas.

 

4. Melancólico

Temperamento melancólico

O temperamento mais profundo é o melancólico. Os melancólicos são sensíveis em suas emoções, são pessoas detalhistas, que gostam de ficar mais quietinhas. Possuem dificuldade de expor as suas emoções e sentimentos, são fiéis e desconfiados. São pessoas leais, sensíveis e dedicadas.

 

Na imagem abaixo podemos observar os quatro tipos de temperamentos com as qualidades e pontos de melhoria. Lembrando que todas essas características não são regras.

Os 4 tipos de temperamento

Como cada temperamento se comporta em uma organização 

 

Os temperamentos precisam ser aceitos e podem ser trabalhados para que cada um exerça a função que melhor se adeque a ele.

Conhecer o temperamento dos colaboradores de uma empresa é essencial para que o sistema organizacional funcione em harmonia, tornando o ambiente de trabalho agradável a todos.

Os profissionais de recursos humanos, na maioria das empresas, são responsáveis por identificar as características de cada profissional em um processo seletivo, por exemplo, e integrá-los a uma equipe.

Embora cada um possua uma característica, como vimos na descrição de cada temperamento, com traços de personalidade distintos e, muita das vezes, conflitantes é possível fazer com que essas pessoas interajam de forma harmônica.

Vamos entender agora como cada tipo de temperamento se comporta em uma organização.

Os coléricos geralmente ocupam posições de liderança, são realizadores e bons estrategistas e são motivados pelo desafio.

As pessoas sanguíneas são extrovertidas e gostam de fazer amizade com várias pessoas. No ambiente de trabalho realizam várias tarefas ao mesmo tempo, são inovadores e adaptáveis.

A pessoa com um temperamento fleumático é um profissional que segue uma rotina, traz resultados sólidos e consistentes. É preciso criar espaço para os fleumáticos falarem, gostam de reuniões e tarefas programadas.

Bons projetistas e avaliadores são características do temperamento melancólico. São capazes de superar desafios e como líderes identificam inconsistências e são tolerantes com os erros. 

Agora que já sabemos as características de cada profissional, fica um questionamento: Como eu descubro o tipo de temperamento de uma pessoa sem conhecê-la?

 

A relação da teoria dos temperamentos com o teste DISC

 

Em um processo de recrutamento é comum a utilização de ferramentas de mapeamento comportamental como o DISC, por exemplo. Através dessas ferramentas é possível conhecer o perfil do seu futuro colaborador.

No teste DISC também há a distinção de 4 perfis comportamentais, sendo eles: dominante, estável, influente e condescendente.

As características relacionadas a cada perfil proposto pela metodologia DISC são relativas aos da teoria dos temperamentos. Um paralelo entre os dois métodos nos levam a identificar que o perfil dominante é representado pelo colérico, o influente pelo sanguíneo, o estável pelo fleumático e o condescendente pelo melancólico.

Interessante, não é mesmo? 

Quer saber se eu realmente estou falando a verdade? Então clique no botão abaixo e faça o seu teste DISC, gratuitamente, e compare com o resultado alcançado no ciclo dos temperamentos.

Teste DISC

Como aproveitar o melhor de cada temperamento em sua organização?

 

Como vimos no decorrer do artigo cada temperamento possui uma característica.

Para que você possa aproveitar o melhor de cada um deles em sua organização é necessário estar aberto a receber cada um deles, para que as diferenças entre os temperamentos sejam superadas e aproveitadas para que a inovação esteja presente.

Para que isso ocorra é necessário que você saiba como analisar o perfil dos colaboradores e dos candidatos , entender quais são os benefícios e processos que devem ser oferecidos para que as pessoas sejam mantidas na sua organização, entre outros.

Mas como aprender tudo isso e obter o melhor desempenho de cada pessoa em uma empresa?

Separamos para você o curso de Estruturação de Sistema de Recursos Humanos. Com ele você será capaz de fazer as escolhas certas para a sua organização além de aprender a fazer e aplicar uma pesquisa de clima de forma efetiva, resolver problemas complexos, analisar o perfil da sua equipe e muito mais!

Clique no botão abaixo e aprenda a gerir os recursos mais importantes da sua organização!

Estruturação de Sistema de Recursos Humanos